Trabalho do CRO é proteger a sociedade | Gazeta Digital

Segunda, 05 de fevereiro de 2018, 00h00

Trabalho do CRO é proteger a sociedade

Luiz Evaristo Ricci Volpato


O mês de janeiro acaba de se encerrar e, nesses primeiros dias de 2018, a odontologia em Mato Grosso já registrou a prática ilegal da profissão. No início de janeiro de 2018, a Delegacia Especializada do Consumidor (Decon), da Polícia Judiciária Civil, prendeu em Cuiabá um suspeito por prática ilegal da Odontologia. A prisão em flagrante foi resultado de uma denúncia feita pelo Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT), ainda em 2017.

O balanço feito pelo CRO-MT revela que, no ano passado, oito pessoas foram flagradas praticando exercício ilegal da profissão (falsos dentistas). Durante todo o ano de 2017, o Conselho realizou 1.540 ações de fiscalização, em 24 municípios mato-grossenses, além disso, recebeu 216 denúncias sobre algum tipo de conduta suspeita.

Se por um lado é ruim constatar que, em pleno século XXI, ainda existem pessoas que se arriscam a lidar com a saúde (e a vida) das pessoas sem a capacitação necessária, é um incentivo começar o ano tendo um falso dentista sendo autuado, pois serve de alerta: o CRO-MT está vigilante e atuante.

É função do CRO promover ações de proteção à sociedade e de garantia de segurança da população no que concerne à saúde. Por este motivo, as fiscalizações continuam com toda a força em 2018. E mais uma vez pedimos a colaboração da população, pois os falsos profissionais se escondem e somente por meio de denúncias conseguiremos coibir esta prática que pode ser fatal.

Para além da fiscalização, o Conselho realiza ações preventivas às más condutas da profissão, por meio da Educação Permanente, com seminários, palestras e encontros da classe na Capital e através do CRO Itinerante, que leva informações e atualizações aos profissionais que estão no interior.

Cerca de 5 mil quilômetros foram rodados pela equipe do CRO-MT durante a edição 2017 do projeto CRO Itinerante. No total, 13 municípios localizados em todas as regiões de Mato Grosso receberam as visitas e 209 profissionais foram atualizados sobre temas relevantes para a profissão.

Por todos esses resultados podemos constatar que 2017 foi um ano positivo para o CRO-MT, mas ainda há muito trabalho para ser feito e 2018 promete.

Luiz Evaristo Ricci Volpato é presidente do CRO-MT

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Sábado, 24 de fevereiro de 2018

11:02 - Sobre a intervenção no Rio e as amizades

10:30 - Os perfis para as urnas

00:00 - Inovar atrapalha a mente

00:00 - Consciência cidadã

00:00 - Marketing e comercial

00:00 - Artimanhas

00:00 - Baixa escolaridade

Sexta, 23 de fevereiro de 2018

00:00 - Segurança, a bala de prata de Temer

00:00 - Intervenção federal, o último capítulo

00:00 - Ritual do corte de cabelo


 ver todas as notícias
Cuiabá, Sábado, 24/02/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sábado, 24/02/2018
116961967de356eee6ddd02c7d0c8fb3 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Lei municipal permite que ruas sem saída em Cuiabá sejam fechadas por moradores




Logo_classifacil









Loja Virtual