Ainda há tempo, por enquanto | Gazeta Digital

Quinta, 08 de fevereiro de 2018, 01h30

Ainda há tempo, por enquanto

Claudinet Coltri Junior


Um dos grandes problemas do fim de um ciclo é que demoramos um pouco para engrenarmos na nova fase. Como, via de regra, temos o hábito de marcarmos os nossos ciclos de janeiro a dezembro, muitos ainda estão meio atordoados pelo processo de transição. Como desculpa, dizemos que o ano começa depois do carnaval.

Na verdade, em dias, vivemos mais de 10% deste ano (39 de 365 dias), já. Se não começamos a gerenciar nossas metas traçadas no fim do ano passado, já estamos correndo riscos de não conseguirmos chegar lá.

Terminamos o ano falando em estabelecer metas para este. Mas, só isso é muito pouco. Precisamos cuidar para que não nos desviemos de nossos caminhos, de nossos propósitos. O que estava programado para janeiro foi feito? E até agora, em fevereiro? Está esperando o carnaval passar? Semana que vem já estaremos no meio do mês. Precisamos estar atentos aos nossos sonhos e acompanhar o processo de execução deles. Ainda há tempo, por enquanto, mas, daqui a pouco já será tarde para recuperar a rota.

Precisamos lembrar que as coisas não se fazem apenas com a nossa parte. Tudo depende de um processo e de leis naturais. Claro que, se não fizermos o que precisa ser feito, nada acontecerá. A questão é que, ao realizarmos o que é necessário, ainda há uma fase em que não temos a gerência. Quanto dura isso? Ninguém sabe. Por isso, quando não observamos os nossos caminhos em curtos períodos e nos desviamos deles, quando nos damos conta, já estamos muito longe do nosso propósito.

Precisamos retomar a ideia de que o ano começa no dia primeiro de janeiro. Se você planejou suas férias para esse período, está valendo. Recarregar as "baterias" faz parte desse processo. Beto Guedes e Ronaldo Bastos nos alertam disso: "lembra que o sono é sagrado e alimenta de horizontes o tempo acordado de viver". O que estou dizendo é sobre aquela atitude de deixar o tempo passar, passivamente, sem se dar conta do que está acontecendo, acreditando que depois do carnaval tudo será flores.

Lembre-se que se, motoristas, pilotos, donos e funcionários de hotéis e congêneres, a turma dos clubes, das escolas de samba, restaurantes e tantos outros, estiverem esperando o carnaval passar, a vida de quem se diverte no período será um inferno. O ano já começou faz tempo e, sem que percebamos, logo acabará. Não é de hoje que Lulu Santos já dizia: "hoje o tempo voa, amor, escorre pelas mãos". Pense nisso, se quiser, é claro!

Claudinet Coltri Junior é professor, palestrante, consultor organizacional e educacional, professor e diretor da Nova Hévila Treinamentos. Website: www.coltri.com.br - E-mail: coltri@coltri.com.br facebook.com/coltrijunior.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Domingo, 25 de fevereiro de 2018

00:00 - Inovar atrapalha a mente

00:00 - Consciência cidadã

00:00 - Baixa escolaridade

00:00 - Artimanhas

00:00 - Marketing e comercial

Sábado, 24 de fevereiro de 2018

11:02 - Sobre a intervenção no Rio e as amizades

10:30 - Os perfis para as urnas

00:00 - Inovar atrapalha a mente

00:00 - Consciência cidadã

00:00 - Marketing e comercial


 ver todas as notícias
Cuiabá, Domingo, 25/02/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 25/02/2018
39b9c063e83a7a7ffb2f5dc9ad998ca8 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Segundo pesquisa, 67% apoiam intervenção na área de segurança pública em suas cidades




Logo_classifacil









Loja Virtual