Deus salve a Quineira | Gazeta Digital

Sexta, 16 de fevereiro de 2018, 00h00

Deus salve a Quineira

Elias Januário


Caros Leitores, parafraseando o título da novela das sete, só mesmo Deus para salvar o Parque Estadual da Quineira, localizado na cidade de Chapada dos Guimarães, estado de Mato Grosso, porque se depender da ação do poder público do estado e do município de Chapada dos Guimarães, esta área de preservação ambiental está realmente fadada a acabar com o tempo.

Para quem não conhece, vou situar geograficamente a localização a que me refiro. A região pertencente ao município com o mesmo nome, está localizada no centro-oeste do estado de Mato Grosso, a cerca de 60 km da capital do estado Cuiabá, com uma população de mais de quinze mil habitantes em todo o município e que na cidade, oscila consideravelmente durante os feriados e festividades.

No ano de 1989 foi criado o Parque Nacional de Chapa dos Guimarães, com uma extensão de mais de 32 mil hectares, abrangendo os municípios de Cuiabá e Chapada dos Guimarães. Considerado por muitos como um santuário ambiental e místico, possui inúmeras belezas naturais como paredões, cachoeiras, córregos, trilhas, cavernas, entre outros, com uma gama imensa de plantas e animais que vivem no cerrado, nos campos e nas matas de galerias, com áreas rochosas com altitudes acima 850 metros, com um clima tropical de altitude, marcado por variações climáticas abruptas, por períodos de inverno seco e verão chuvoso.

O Parque da Quineira, uma unidade de conservação urbana, localizado no centro da cidade da Chapada dos Guimarães, criado para proteger as nascentes do córrego Prainha e estadualizado pela Lei 8.615 de 2006, possui aproximadamente 26 hectares de mata de galeria, tendo no seu entorno áreas de cerrado, casas residenciais, comercias e áreas de pasto com ações antrópicas.

O Parque da Quineira tem sido ao longo dos anos objeto de vários estudos acadêmicos realizados, como por exemplo, sobre o córrego da Prainha feito por Luiza da Costa (2013), sobre os impactos das habitações no entorno feito por Chistian Roberto (2013), entre outros estudos. Mas o que tem foi mesmo noticiado foram os impactos causados pela construção de uma pousada de luxo, que fica a 10 metros do limite do parque, que mobilizou a comunidade da Chapada dos Guimarães preocupada com as nascentes de água e com a poluição, o que levou a ações e denúncias no Ministério Público Estadual por ocasião da construção da pousada.

Passado essa fase, em 2016 foi criado o Festival Parque da Quineira com atividades e um Fórum de Debate com a elaboração de um documento que foi entregue ao Ministério Público e demais órgãos de defesa do meio ambiente.

De lá para cá, no dizer popular, mudou-se a gestão municipal, ocasião em que novas propostas de melhoria na fiscalização, conservação, revitalização e criação de um espaço para uso sustentável pela população local e os turistas, foram aventadas pela nova gestão, no entanto, como venho dizendo em outros artigos já escritos sobre o município, não passou de promessa de campanha.

Quem perde com tudo isso é mais uma vez a população que deixa de ter uma área com uma biodiversidade impressionante, com histórias e mitos fabulosos como o do "troá" (ser sobrenatural que assombra quem tenta destruir a natureza local). Enfim, uma área verde no centro da cidade que poderia está sendo usada pela população, pelos turistas e pelas escolas como um local de lazer, trilha, estudo, pesquisa, ensino sobre educação ambiental, conforme consta no Art. 4º da Lei Estadual 8.615/2006.

No entanto, a ausência de políticas públicas municipal e estadual para o Parque da Quineira, deixa este espaço nas mãos da umas poucas pessoas e moradores locais, militantes do meio ambiente, que tem uma relação afetiva com o lugar, que lutam para evitar que a degradação aumente. Enquanto não se tem projeto público do município em execução para essa área, só nos resta pedir que Deus salve a Quineira.

Elias Januário é educador, antropólogo e historiador, escreve às sextas-feiras em A Gazeta. E-mail: eliasjanuario@terra.com.br

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Sexta, 22 de junho de 2018

00:00 - Desligue o piloto automático

00:00 - Envelhecimento, um grande desafio

00:00 - Temer está quebrando o Brasil

00:00 - Trajetória histórica dos Irantxe

00:00 - Dias de luta e dias de festa

Quinta, 21 de junho de 2018

18:22 - A nova era da relação entre médico e paciente

00:00 - Geopolítica em evidência

00:00 - Analfabeto funcional

00:00 - Mudança urgente de gestão

00:00 - Não trabalhe mais


 ver todas as notícias
Cuiabá, Sexta, 22/06/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 22/06/2018
Af26a0a03727faf425edeb0c3956f831 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O que os eleitores vão depositar nas urnas em outubro?




Logo_classifacil









Loja Virtual