Tarifa branca na conta de luz começará em janeiro de 2018 em todo Brasil | Gazeta Digital

Quarta, 13 de setembro de 2017, 08h29

Economia

Tarifa branca na conta de luz começará em janeiro de 2018 em todo Brasil


Estadao

Clientes que mudarem o horário de maior consumo de energia da noite para o dia poderão pagar uma conta de luz mais barata a partir do ano que vem. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu manter o início da vigência da tarifa branca em janeiro de 2018. A estimativa é que seja possível gastar entre 10% e 20% a menos.

A tarifa branca é um regime tarifário que considera o horário do consumo para definir do preço da energia. Atualmente, o consumidor paga o mesmo valor pela energia em todos qualquer horário do dia, seja manhã, tarde, noite e madrugada.

Reprodução

Com a tarifa branca, a energia fica mais cara por três horas no momento em que a rede é mais demandada: dias de semana, no início da noite, normalmente entre 18h e 21h. Uma hora antes e uma hora depois do horário de ponta, o custo será intermediário; e nos demais horas do dia, ela será mais barata. Nos fins de semana, não haverá essa diferenciação.

Cada empresa tem suas especificidades. Na Eletropaulo, por exemplo, que atua na Região Metropolitana de São Paulo, o horário de ponta será das 17h30 às 20h30. Já na Cemig, que fornece energia em Minas Gerais, o horário de ponta será das 17h às 20h.

O início da noite concentra um consumo de energia mais elevado, pois é o horário em que as pessoas normalmente voltam para casa do trabalho e tomam banho. Além do chuveiro elétrico, o ar condicionado é um dos itens que mais consomem energia.

Para ter acesso à tarifa branca, é preciso solicitar a migração para a distribuidora. Essas empresas terão 30 dias para instalar um novo medidor, capaz de verificar o consumo de acordo com o horário. Não haverá custo para o consumidor.

Inicialmente, apenas aqueles com consumo acima de 500 quilowatts-hora (kWh) por mês poderão solicitar o serviço, além de ligações de novos clientes. A Aneel estima que esse grupo represente 4,5 milhões de clientes.

A partir de janeiro de 2019, aqueles com consumo superior a 250 kWh por mês poderão migrar, ou cerca de 15,9 milhões de clientes. A partir de janeiro de 2020, qualquer pessoa poderá solicitar a migração para a tarifa branca. Em média, uma família brasileira consome cerca de 150 kWh mensais.

A Associação Nacional de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee) havia solicitado um adiamento na vigência da tarifa branca, mas o pedido não foi aceito pela Aneel. As empresas temem perder receitas com a adesão de clientes que, por coincidência, já consomem pouca energia no horário de ponta.

Antes de migrar para a tarifa branca, o consumidor deve analisar se consegue efetivamente se adequar ao sistema. Caso seja difícil mudar o horário do banho para o dia ou para a madrugada, será mais barato permanecer no regime atual. A mudança é opcional.

A Associação Brasileira de Defesa do Consumidor Proteste alerta os consumidores para não decidirem pela tarifa branca no impulso. De acordo com a entidade, a tarifa branca deve reduzir em 17% o valor da energia fora do horário de ponta. Porém, no horário de ponta, a energia deve ficar 84% mais cara.

"Ela pode ser uma armadilha para muita gente, principalmente para as pessoas que passam o dia todo fora de casa", diz a entidade, em seu site. A Proteste recomenda a adesão de pessoas que moram sozinhas e daquelas que estudam ou trabalham à noite.

 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 06 de julho de 2017

08:59 - Novo modelo do setor elétrico pode levar a aumento de até 7% na conta de luz

Terça, 04 de julho de 2017

08:50 - Preparem os bolsos! Conta de energia ficará mais cara em julho

Terça, 04 de abril de 2017

17:15 - Energisa MT reduz tarifa em 2,10% a partir de sábado

14:28 - Contas de luz devem permanecer com bandeira vermelha durante 2017

Terça, 28 de março de 2017

12:07 - Conta de luz cairá até 20% em abril por cobrança indevida de Angra 3

Sábado, 25 de fevereiro de 2017

08:24 - Conta de luz terá cobrança adicional em março, com bandeira amarela

Segunda, 07 de novembro de 2016

09:55 - Subsídios representam 20% da conta de luz

Terça, 01 de novembro de 2016

09:34 - Conta de energia vai ficar mais cara a partir deste mês

Quarta, 19 de outubro de 2016

10:40 - Seca no NE pode elevar custo da energia

Terça, 11 de outubro de 2016

08:44 - Conta de luz pode ficar até 5% mais cara em 2017


// leia também

Domingo, 24 de setembro de 2017

17:30 - ONU estima que 470 mil rohingyas precisam de ajuda para refúgio

17:00 - Prazo para produtores rurais aderirem a parcelamento acaba esta semana

12:07 - Mega-Sena acumula pela sexta vez seguida e deverá pagar R$ 40 milhões

12:00 - Em São Paulo, cresce oferta de apartamentos com menos de 30 m²

11:22 - Briga entre ministérios ameaça atrasar novo regime automotivo

Sábado, 23 de setembro de 2017

17:30 - Meirelles diz que PIB para 2017 está próximo de 1%

17:00 - Oi confirma conversas com China Telecom

16:15 - Caixa reduz para 50% limite para financiamento de imóveis usados

10:16 - Bares e restaurantes vão fazer campanha por horário de verão

10:08 - Apesar de política indefinida, empresas testam mercado de elétricos no País


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 25/09/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 25/09/2017
27404591e818e43fa949ce26e20c68da anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Ex-secretário de Fazenda de Mato Grosso, Marcel de Cursi, quer ser indenizado pelos 2 anos em que ficou preso




Logo_classifacil









Loja Virtual