Decisão sobre PIS/Cofins deve sair na semana que vem, diz Meirelles | Gazeta Digital

Quinta, 12 de outubro de 2017, 10h07

ECONOMIA

Decisão sobre PIS/Cofins deve sair na semana que vem, diz Meirelles


Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse hoje (11) que está sendo estudada uma alternativa para recompor as perdas de arrecadação depois da decisão do Supremo Tribunal Federal que retira o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da base de cálculo do PIS/Cofins.

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles

“Isso diminui a tributação sobre cada produto, e a Receita [Federal] está efetuando estudos visando avaliar se há necessidade de alguma medida para aumentar a tributação para atingirmos um ponto de neutralidade”, afirmou o ministro, em Washington.

Segundo Meirelles, não há intenção de aumentar a carga tributária. “Não há nenhum aumento de carga. Estaria havendo uma recomposição de base, visando a termos uma neutralidade tributária em relação a essa decisão”, afirmou o ministro. Ele informou que a decisão deve sair no início da semana que vem.

Reforma da Previdência

O ministro da Fazenda falou também sobre a reforma da Previdência, ressaltando que o projeto atualmente em discussão equivale a 75% da proposta original. “Nós fizemos uma proposta que podemos tomar como base para comparação com o relatório que foi aprovado na comissão especial e que hoje está em discussão e em votação na Câmara [dos Deputados]. Esse projeto que está hoje em discussão equivale a 75% do projeto original, e nós achamos que este é um patamar que ainda está de acordo com as nossas previsões”.

Segundo Meirelles, uma queda desse patamar ainda poderia estar de acordo com o previsto. “É normal que haja um processo de discussão e modificações no projeto”, afirmou. Questionado sobre o patamar mínimo que ainda seria aceitável para o Ministério da Fazenda, respondeu que não existe um patamar rígido. “Estamos fazendo cálculos exatamente em função de cada mudança”.

De acordo com o ministro, dois itens são “certamente inegociáveis”: a idade mínima para aposentadoria e o “fato de que deve existir uma [regra de] transição”. Meirelles disse que a expectativa é ee aprovação da reforma ainda neste ano.

FMI

Meirelles comentou os números divulgados nesta terça-feira (10) pelo relatório Perspectivas para a Economia Mundial, do Fundo Monetário Internacional (FMI), que aumentam a projeção de crescimento do Brasil para 0,7% neste ano, em comparação com a previsão de julho da instituição (0,3%). O ministro afirmou a recuperação da economia e a expectativa de que as reformas vem sendo aprovadas contribuíram para chegar à nova estimativa.

Os dados do relatório também mostram perspectiva de que o Brasil cresça 1,5% em 2018, acima da projeção de 1,3% de julho, mas abaixo das projeções apresentadas pelo Ministério da Fazenda, que, segundo Meirelles, estão em 2%, com viés de alta. “No mercado, já há analistas até com 3%, eu acho que este é um bom número, mas ainda não concluímos a revisão”.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 19 de outubro de 2017

15:01 - Arrecadação em setembro soma R$ 105,595 bi, alta de 1,17% ante agosto

Quinta, 12 de outubro de 2017

16:36 - Fiesp lutará contra aumento de PIS/Confins e fará protestos com pato

Terça, 10 de outubro de 2017

19:10 - Volume de impostos pagos pelos brasileiros sobe 8% em 12 meses

Terça, 26 de setembro de 2017

12:43 - Receita aumenta fiscalização a empresas e espera recolher R$ 461 milhões

Domingo, 20 de agosto de 2017

15:00 - Não vamos escapar de aumento de impostos, diz presidente do Insper

Terça, 15 de agosto de 2017

21:15 - Governo espera obter R$ 14,5 bilhões com aumentos de tributos em 2018

Terça, 08 de agosto de 2017

21:00 - Planalto diz que não vai enviar proposta de aumento do IR ao Congresso

Sexta, 28 de julho de 2017

16:09 - Petrobras reajusta GLP industrial e comercial em 8%

Quarta, 26 de julho de 2017

11:26 - Facmat mobiliza associações comerciais para combater aumento de impostos

Segunda, 24 de julho de 2017

22:30 - Ministro da Fazenda não descarta novos aumentos de impostos


// leia também

Sábado, 21 de outubro de 2017

14:30 - Expectativa de crescimento favorece criação de vagas temporárias

13:25 - Falta de recursos ameaça cronograma de obras do DNIT

12:32 - Multas eleitorais poderão ser pagas em até 700 anos

10:47 - Moradores de VG aproveitam o sábado para negociar débitos com a prefeitura

09:27 - 1 milhão vai à Black Friday da comida

09:14 - Investimento do governo federal é o menor em 10 anos

Sexta, 20 de outubro de 2017

18:22 - Mais de R$ 1 bi do PIS/Pasep está disponível para saque

17:22 - Demanda por transporte aéreo tem melhor setembro da série histórica

16:55 - GMA Propaganda está de volta ao mercado mato-grossense

16:00 - Central de Emprego


 veja mais
Cuiabá, Sábado, 21/10/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sábado, 21/10/2017
9616e9d5b8ccf638398140a716456075 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Procuradoria Fiscal de Cuiabá vai cobrar devedores de tributos por meio do WhatsApp




Logo_classifacil









Loja Virtual