Aneel mantém bandeira vermelha em dezembro, mas adota patamar menor | Gazeta Digital

Segunda, 27 de novembro de 2017, 17h43

ECONOMIA

Aneel mantém bandeira vermelha em dezembro, mas adota patamar menor


Agência Brasil

A Agência Nacional de Elergia Elétrica (Aneel) divulgou hoje (27) que a bandeira tarifária para o mês de dezembro será vermelha, mas no patamar 1, com custo um pouco menor, de R$ 3 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos.

Chico Ferreira

Desde outubro, vigorava o patamar 2 na cobrança nas contas de luz, tarifa mais cara prevista na distribuição das bandeira e que implica a cobrança de taxa extra nas contas de luz de R$ 5 a cada 100 kWh consumidos, após reajuste anunciado em novembro. Em setembro, vigorou na cobrança das contas de luz a bandeira amarela, que aplicou uma taxa extra de R$ 2 para cada 100 kWh.

De acordo com a agência, houve uma ligeira melhora na situação dos reservatórios das usinas hidrelétricas. A Aneel disse ainda que, embora não haja risco de desabastecimento, é preciso reforçar as medidas para evitar o desperdício de energia.

Na semana passada, o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) apontou uma “pequena melhoria” nas condições de atendimento ao Sistema Interligado Nacional, em razão das chuvas registradas no mês de novembro.

De acordo com o comitê, o cenário é de acompanhamento da evolução “considerando as chuvas previstas nos próximos dias em grande parte do país.” Para o período de 15 a 30 dias, a previsão é de chuvas relativamente próximas à média histórica no Sudeste, Centro-Oeste e no centro-norte da região Sul.

Bandeiras tarifárias

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado em 2015 como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a de hidrelétricas. A cor da bandeira é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia em função das condições de geração.

A bandeira vermelha é acionada quando é preciso ligar usinas termelétricas mais caras, por causa da falta de chuvas. Segundo a Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o uso consciente. As cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 29 de junho de 2018

18:00 - Aneel mantém bandeira vermelha em patamar 2 nas contas de luz de julho

Segunda, 04 de junho de 2018

19:30 - Italiana Enel compra Eletropaulo e vira maior distribuidora de energia do País

Sexta, 01 de junho de 2018

13:45 - Conta de luz fica mais cara a partir desta sexta-feira (1º)

Sexta, 25 de maio de 2018

18:00 - Contas de luz terão bandeira vermelha no patamar dois em junho

Terça, 22 de maio de 2018

15:49 - Junho deve ter bandeira tarifária amarela, prevê diretor da Aneel

Sexta, 27 de abril de 2018

16:17 - Contas de luz terão bandeira amarela em maio, define Aneel

Terça, 24 de abril de 2018

20:00 - Aneel aprova reajuste de tarifas de cooperativas de 3 estados

Sábado, 21 de abril de 2018

15:30 - Neoenergia eleva proposta para compra da Eletropaulo

Domingo, 08 de abril de 2018

09:09 - Começa a valer reajuste de energia para consumidor de MT, MS e da CPFL

Quarta, 04 de abril de 2018

18:30 - Aneel aprova reajuste de 9,87% nas tarifas da Energisa Mato Grosso do Sul


// leia também

Segunda, 16 de julho de 2018

17:06 - Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas

16:09 - Preços em supermercados sobem 3,55% em junho em São Paulo

12:40 - Embraer recebe pedido de 25 aviões da United Airlines

08:29 - Prévia do resultado da economia brasileira cai 3,34% em maio

08:21 - Mais de 3,3 milhões de contribuintes recebem hoje restituição do IR

Domingo, 15 de julho de 2018

08:51 - Tráfego deve manter expansão anual de 4,5% nos próximos 20 anos

08:40 - Dólar ficou R$ 0,13 mais caro e Bovespa saltou 6% durante a Copa

Sábado, 14 de julho de 2018

17:00 - Apesar de custo alto, procura por seguro para celular dispara no Brasil

11:37 - Após acordo, Incertezas sobre fusão com a Boing fazem ação da Embraer cair 4,62%

10:35 - Governo propõe salário mínimo de R$ 998 no Brasil em 2019


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 16/07/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 16/07/2018
9f9f40805dad392c56e3de9c5f02d729 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Por que Luciano Huck, Datena e Roberto Justus desistiram da política?




Logo_classifacil









Loja Virtual