Defaz prende 16 em MT, SP e SC por sonegação milionária | Gazeta Digital

Quinta, 07 de dezembro de 2017, 09h08

CRÉDITO PODRE

Defaz prende 16 em MT, SP e SC por sonegação milionária

Celly Alves e Valquiria Castil, repórter do GD


Oliveira Júnior

Policiais em diligências na operação Crédito Podre

Atualizada às 11h51 - Dezesseis pessoas envolvidas no esquema de sonegação Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços ( ICMS)  foram presas em Mato Grosso, Santa Catarina e São Paulo na manhã desta quinta-feira (7). Entre elas estão empresários, contadores, comerciantes e corretores. 

Com isso, a Polícia Civil conseguiu cumprir todos os mandados de prisão preventiva, além das 34 ordens de busca e apreensão e 9 conduções coercitivas, expedidos pela Vara do Crime Organizado (7ª Vara) de Cuiabá. Os mandados foram cumpridos nas cidades Cuiabá, Várzea Grande, Campo Verde, Rondonópolis, Sorriso, Barra do Garças e Indaiatuba (SP), São Paulo (SP).

Impacto financeiro

A investigação, conduzida pela Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), apurou que as fraudes na comercilização de grãos como (como milho, algodão, feijão, soja, arroz, milho, sorgo, painço, capim, girassol e niger) sonegou mais de R$ 140 milhões em ICMS. Ao todo foram movimentados 2,1 bilhões desde o ano de 2012, por 30 empresas fantasmas.

Conforme a Sefaz autuava as irregularidades, as empresas iam fechando e os proprietários criavam novas empresas em nome de outras pessoas, os chamados "laranjas". 

Todos os alvos tiveram R$ 100 mil bloqueados das contas bancárias, um total de mais de R$1 bilhão bloqueado. Além disso, o registro das empresas também foram bloqueados pela Secretaria de Fazenda (Sefaz) para impedir que continuem operando. Foram identificadas 30 empresas "fantasmas" que articulavam a venda de grãos (como milho, algodão, feijão, soja, arroz, milho, sorgo, painço, capim, girassol e niger).

O inquérito policial foi instaurado no dia 9 de fevereiro deste ano, após informações encaminhadas pela equipe técnica da Sefaz, para apurar suposta organização criminosa, que mediante documentos ideologicamente falsos e articulada para a comercialização de grãos, estava promovendo a sonegação de ICMS, gerando enorme dano aos cofres públicos do Estado de Mato Grosso. A operação foi denominada de "Crédito Podre".

Divulgação/PJC-MT

Alvos que tiveram mandados de prisão expedidos.
Divulgação/PJC-MT

Alvos que tiveram mandados de condução coercitiva.

 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 04 de julho de 2018

17:36 - TJ manda soltar 5 réus por esquema de sonegação de R$ 140 milhões

Segunda, 04 de junho de 2018

07:15 - Juiz compartilha provas sobre lavagem de R$ 143 milhões em ICMS

Sexta, 01 de junho de 2018

10:49 - Gerente presa por rombo de R$ 140 milhões deixa cadeia para cuidar das filhas

Quinta, 24 de maio de 2018

11:54 - TJ mantém preso contador envolvido em sonegação de R$ 143 milhões

Quinta, 10 de maio de 2018

11:09 - Desembargador solta 9 presos por esquema de sonegação de R$ 140 milhões

Sexta, 04 de maio de 2018

17:36 - Investigadores estão de olho em produtores rurais

Quinta, 03 de maio de 2018

10:34 - Alvos da Defaz foram presos e depois liberados por Selma Arruda - veja nomes

07:19 - Defaz volta a prender 9 empresários por fraudes em ICMS e rombo milionário

Segunda, 23 de abril de 2018

08:55 - Justiça decreta sigilo em ação contra réus por rombo de R$ 143 milhões

Quinta, 15 de março de 2018

16:20 - Juíza bloqueia R$ 35 milhões de 18 réus, mas só acha 2% do valor


// leia também

Sexta, 20 de julho de 2018

16:58 - Comércio e indústria contabilizam mais de 41,4 mil demissões em junho

16:18 - Equipe econômica reduz para 1,6% previsão de crescimento do PIB

11:33 - Motorista de ônibus que também faz cobrança não vai receber adicional por acúmulo de função

09:28 - Governo abre novo período de saque do PIS/Pasep de 2016

Quinta, 19 de julho de 2018

14:59 - Brasileiro mantém hábito de guardar moeda em casa

14:39 - Apesar do avanço do débito, 52% das compras no comércio são pagas com dinheiro

10:40 - Soja responde por 16% das exportações brasileiras no semestre

10:21 - Indústria segue com confiança baixa em julho, aponta CNI

Quarta, 18 de julho de 2018

19:45 - Orçamento de VG cresce 7,8% e chega a R$ 711 mi sem aumentar impostos

17:37 - Dólar chega a cair, mas termina dia estável em R$ 3,84 com cautela eleitoral


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 20/07/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 20/07/2018
96031af100be886f438de72020f399a8 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Países onde mais mulheres estão no governo têm menos corrupção, diz estudo




Logo_classifacil









Loja Virtual