Crescimento nos próximos anos será mais equilibrado entre setores, diz ministro | Gazeta Digital

Quinta, 07 de dezembro de 2017, 15h41

melhoria da economia

Crescimento nos próximos anos será mais equilibrado entre setores, diz ministro


Agência Brasil

O crescimento da economia deverá ser “mais equilibrado nos diversos setores da economia” nos próximos oito a 12 anos, com a melhoria dos fundamentos da economia. A afirmação é do ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, em café da manhã com jornalistas, em Brasília.

O ministro afirmou que a projeção oficial ainda é de crescimento da economia de 2% no próximo ano, mas no Orçamento já foi incorporada a previsão de expansão de 2,5%. “Os fundamentos gerais da economia brasileira são muito saudáveis”, disse o ministro.

Apesar da expectativa, o ministro disse que o crescimento ainda estará abaixo do potencial da economia. Ele lembrou que essa estimativa de crescimento é com inflação abaixo do centro da meta (4,5%). “É um nível de crescimento neutro do ponto de vista inflacionário”, disse.

Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

Crescimento nos próximos anos será mais equilibrado entre setores, diz ministro

Por estar abaixo do potencial, o ministro disse que é preciso reforçar a necessidade do processo de reformas. “E não é só a reforma da Previdência. É preciso continuar avançando em várias áreas. No próximo ano, aprovada a da Previdência, a pauta será a reforma tributária. Será a base para uma economia com PIB [Produto Interno Bruto, soma de todos os bens e serviços do país] potencial mais alto”, afirmou.

Oliveira também afirmou que o estado ainda é “atrasado e ineficiente”, com recursos mal alocados. Ele citou que a revisão do auxílio-doença, por exemplo, levou ao cancelamento de 80% dos benefícios.

O ministro disse ainda que o governo precisa também avançar na digitalização dos serviços públicos. “Até agora, temos 40% dos serviços digitalizados. A eficiência virá através de tecnologias com custo menor e mais qualidade”, destacou. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 18 de julho de 2018

14:16 - Pagamento da primeira parcela do 13º de aposentados começa em agosto

Sexta, 13 de julho de 2018

17:31 - Brasileiro é o que mais se preocupa com perda de benefícios da aposentadoria

Quarta, 11 de julho de 2018

15:16 - Vendas nos supermercados têm crescimento de 7,65% em maio

Terça, 10 de julho de 2018

17:28 - Juro do crédito cai para pessoa física e empresas em junho

14:25 - Brasil pode sentir os reflexos da crise na Argentina

Terça, 03 de julho de 2018

16:26 - Preços de pacotes bancários chegam a ter diferença de 32%

09:15 - Apenas 10% dos jovens do País têm formação técnica

08:52 - Vendas de carros não reagem e repetem resultado de maio

Segunda, 02 de julho de 2018

09:36 - Mercado financeiro aumenta estimativa de inflação para 4,03%

09:25 - Confiança Empresarial recua em junho depois da greve dos caminhoneiros


// leia também

Domingo, 22 de julho de 2018

17:00 - Governos do Brasil e da Tunísia ampliam parceria em turismo e comércio

13:00 - Fatores internos e externos influenciaram revisão do PIB, diz ministro

12:45 - PSL faz convenção neste domingo para lançar candidatura de Bolsonaro

11:36 - Atraso na entrega de adubo e insumos ameaça produtividade do agronegócio

09:55 - Feira reúne 80 empresas de festas e eventos no Special Day Mato Grosso

09:33 - Guerra comercial entre potências afeta economias emergentes

Sábado, 21 de julho de 2018

09:27 - Com sobra de R$ 14 bi, governo só pode usar parte dos recursos

09:17 - Brasil volta a demitir mais do que contratar após 5 meses, diz Caged

Sexta, 20 de julho de 2018

16:58 - Comércio e indústria contabilizam mais de 41,4 mil demissões em junho

16:18 - Equipe econômica reduz para 1,6% previsão de crescimento do PIB


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 23/07/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 23/07/2018
02c761bab1797ded49fcaa578ee865af anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Brasileiro está entre os que mais tomam remédio por conta própria. Qual a causa?




Logo_classifacil









Loja Virtual