Crescimento nos próximos anos será mais equilibrado entre setores, diz ministro | Gazeta Digital

Quinta, 07 de dezembro de 2017, 15h41

melhoria da economia

Crescimento nos próximos anos será mais equilibrado entre setores, diz ministro


Agência Brasil

O crescimento da economia deverá ser “mais equilibrado nos diversos setores da economia” nos próximos oito a 12 anos, com a melhoria dos fundamentos da economia. A afirmação é do ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, em café da manhã com jornalistas, em Brasília.

O ministro afirmou que a projeção oficial ainda é de crescimento da economia de 2% no próximo ano, mas no Orçamento já foi incorporada a previsão de expansão de 2,5%. “Os fundamentos gerais da economia brasileira são muito saudáveis”, disse o ministro.

Apesar da expectativa, o ministro disse que o crescimento ainda estará abaixo do potencial da economia. Ele lembrou que essa estimativa de crescimento é com inflação abaixo do centro da meta (4,5%). “É um nível de crescimento neutro do ponto de vista inflacionário”, disse.

Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

Crescimento nos próximos anos será mais equilibrado entre setores, diz ministro

Por estar abaixo do potencial, o ministro disse que é preciso reforçar a necessidade do processo de reformas. “E não é só a reforma da Previdência. É preciso continuar avançando em várias áreas. No próximo ano, aprovada a da Previdência, a pauta será a reforma tributária. Será a base para uma economia com PIB [Produto Interno Bruto, soma de todos os bens e serviços do país] potencial mais alto”, afirmou.

Oliveira também afirmou que o estado ainda é “atrasado e ineficiente”, com recursos mal alocados. Ele citou que a revisão do auxílio-doença, por exemplo, levou ao cancelamento de 80% dos benefícios.

O ministro disse ainda que o governo precisa também avançar na digitalização dos serviços públicos. “Até agora, temos 40% dos serviços digitalizados. A eficiência virá através de tecnologias com custo menor e mais qualidade”, destacou. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 19 de abril de 2018

17:06 - Construção corta 2,3 mil vagas de trabalho em fevereiro

14:09 - União arrecada R$ 22,456 milhões com venda de imóveis em Brasília

14:02 - Confiança do empresário recua pela primeira vez após oito meses

Quarta, 18 de abril de 2018

15:17 - Número de brasileiros que realizam trabalho voluntário cresce 12,9%

Terça, 17 de abril de 2018

14:47 - Fundação BB e BNDES lançam edital para projetos de geração de emprego

14:10 - Plano de saúde poderá ter uma franquia com o mesmo valor da mensalidade

Quinta, 12 de abril de 2018

15:53 - Governo propõe salário mínimo de R$ 1.002 para o próximo ano

Quarta, 11 de abril de 2018

14:21 - Ricos receberam 36 vezes acima do que ganharam os pobres em 2017

Domingo, 08 de abril de 2018

14:00 - Custo do crédito ainda não reflete patamar histórico da Selic

09:26 - Busca por estilo de vida mais saudável pressiona indústria de alimentos no país


// leia também

Quarta, 25 de abril de 2018

17:07 - Um terço dos contribuintes ainda não enviou declaração do IR

15:47 - Massa falida do Grupo Modelo saldou mais de 92% das dívidas trabalhistas

14:22 - Governo fecha março com maior rombo para mês desde 1997

14:17 - Brasileiros gastam cerca de R$ 16,7 bilhões no exterior no 1º trimestre

11:55 - PF age contra grupo que manipulou mais de R$ 300 milhões em créditos tributários

09:11 - Real é a terceira moeda que mais perdeu valor em abril

09:05 - Abono ano-base 2016 liberou R$ 16,1 bi para mais de 21 milhões de trabalhadores

Terça, 24 de abril de 2018

20:00 - Aneel aprova reajuste de tarifas de cooperativas de 3 estados

14:34 - Confiança do Consumidor sobe 7,2 pontos em um ano

14:19 - Governo estuda decreto sobre trabalho intermitente


 veja mais
Cuiabá, Quinta, 26/04/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Quinta, 26/04/2018
2f8a4ad01ac2cdfd8dde377dc7eb1047 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Em uma época em que predominam notícias ruins, qual o maior motivo para ser otimista?




Logo_classifacil









Loja Virtual