Lojas Gabriela encerram atividades após 43 anos de história em MT | Gazeta Digital

Quinta, 11 de janeiro de 2018, 16h39

reposicionamento de mercado

Lojas Gabriela encerram atividades após 43 anos de história em MT

Welington Sabino, editor do GD


João Vieira

Lojas Gabriela serão todas fechadas este ano

Após 43 anos de atividades, a rede de lojas Gabriela Calçados, que surgiu em Várzea Grande em 1975 e se expandiu para outros estados brasileiros, está encerrando as atividades com fechamento de todas as unidades. A estratégia do Grupo Calcenter Calcados Centro-Oeste, detentor das marcas Gabriela, Studio Z que inicialmente se chamava Meio Preço Calçados, e o cartão de crédito Calcard, há vários anos tem sido ampliar a quantidade de lojas Studio Z e fechar as unidades da Gabriela.

Conforme informações disponíveis no site da rede Calcenter, atualmente ainda existem 11 lojas Gabriela presentes em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Num passado não tão distante a empresa também estava presente na região Sul em estados como Santa Catarina. Somente em Cuiabá existiam diversas lojas na região central como a Rua 13 de Junho, Avenida Getúlio Vargas e região do CPA. Todas as unidades do centro foram fechadas restando apenas as lojas dos 3 shoppings da Capital e a unidade do Várzea Grande Shopping. No decorrer deste ano elas também deixarão de existir.

Divulgação

Casal Mário e Walma Zanatta, donos do Grupo Calcenter

Em nota, o grupo destaca que no decorrer de 2017 foram inauguradas outras 17 lojas Studio Z em todo País, além da inauguração de duas lojas conceito. Informa que a expansão possibilitou um crescimento de 15% no número de colaboradores diretos tanto na Studio Z quanto no Grupo Calcenter. É por este motivo que o grupo empresarial do casal Mário Zanatta e Walma Brandão Zanatta não fala demitir todos os funcionários que estão nas lojas que serão fechadas, mas apenas uma parte. A outra será aproveitada pelas demais empresas do grupo. Atualmente, são mais de 80 unidades da Studio Z em dezenas de cidades de diferentes estados.

“Em respeito à toda história do Grupo e dos colaboradores a Calcenter se empenhará em treinar e desenvolver uma parte expressiva da equipe para que ela seja realocada no Grupo. Para os colaboradores que não forem mantidos, será oferecido um plano de orientação de carreira composto por treinamentos, palestras e avaliação de perfil profissional. Além disso, será feita uma interface com as agências de emprego dessas regiões para a indicação dos nossos colaboradores”, informa por meio da assessoria de imprensa.

Ao justificar a decisão de acabar com sua 1ª marca própria, a rede Calcenter explica que o novo posicionamento do grupo acompanha as mudanças do mundo com foco na democratização da moda e na experiência única de consumo. Por tal motivo a marca Studio Z alcançou um novo patamar. “Por isso, com base nessa reestruturação, o Grupo tomou uma decisão estratégica de incorporar a marca Gabriela à Studio Z enquanto seu modelo de negócios é reinventado”.

Na prática, vale ressaltar que historicamente dentro da empresa a Gabriela era considerada uma “marca de 1ª linha” com produtos mais caros por causa dos materiais usados para confeccionar os calçados, bolsas e acessórios, acabamento melhor e por vender também produtos de marcas consagradas no mercado. O atendimento era personalizado através de vendedores para acompanhar o cliente, localizar os produto e até ajudar a experimentar os produtos. Isso, fazia com que os custos de operação da rede fossem mais elevados em relação à outra empresa. Também tinham lojas separadas para os públicos feminino, masculino e infantil. Atualmente, ainda vende produtos para esses 3 públicos, porém concentrados numa mesma loja pelo menos em Cuiabá e Várzea Grande.

Já a Meio Preço Calçados lançada em meados de 1990 e rebatizada 5 anos depois como Studio Z, era uma espécie de uma “rede de lojas de 2ª linha” disponibilizando produtos com preços menores para um público menos exigente que busca produtos da moda, porém mais acessíveis financeiramente.

Por fim, a empresa ressalta que “o encerramento das atividades da Gabriela Calçados não deve ser visto como um fim, mas o reinício de uma nova jornada. Em breve teremos novidades! Enquanto isso, aguardamos você na Studio Z”.

História - A 1ª loja da rede Gabriela foi aberta em 1975 em Várzea Grande, na Avenida Couto Magalhães. Ela já não existe mais. Depois, várias outras unidades foram abertas na Capital e fechadas gradativamente depois de 2010. Outra loja histórica da empresa, era a unidade da Avenida Getúlio Vargas, na Praça 8 de Abril, que fechou as portas em setembro de 2016.

Em 2011, a empresa transferiu a sede do grupo de Várzea Grande, setor de escritório e recursos humanos para Palhoça (SC) e São Paulo. Hoje, o Grupo Calcenter está presente em pelo menos 10 estados. Entre eles estão: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Acre, Paraná e Santa Catarina.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Sexta, 20 de julho de 2018

16:58 - Comércio e indústria contabilizam mais de 41,4 mil demissões em junho

16:18 - Equipe econômica reduz para 1,6% previsão de crescimento do PIB

11:33 - Motorista de ônibus que também faz cobrança não vai receber adicional por acúmulo de função

09:28 - Governo abre novo período de saque do PIS/Pasep de 2016

Quinta, 19 de julho de 2018

14:59 - Brasileiro mantém hábito de guardar moeda em casa

14:39 - Apesar do avanço do débito, 52% das compras no comércio são pagas com dinheiro

10:40 - Soja responde por 16% das exportações brasileiras no semestre

10:21 - Indústria segue com confiança baixa em julho, aponta CNI

Quarta, 18 de julho de 2018

19:45 - Orçamento de VG cresce 7,8% e chega a R$ 711 mi sem aumentar impostos

17:37 - Dólar chega a cair, mas termina dia estável em R$ 3,84 com cautela eleitoral


 veja mais
Cuiabá, Sábado, 21/07/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sábado, 21/07/2018
8fe238dc3a8b0020105115f07e41b41d anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Países onde mais mulheres estão no governo têm menos corrupção, diz estudo




Logo_classifacil









Loja Virtual