Temer assina projeto de lei com regras para privatização da Eletrobras | Gazeta Digital

Sábado, 20 de janeiro de 2018, 08h43

ECONOMIA

Temer assina projeto de lei com regras para privatização da Eletrobras


Agência Brasil

O governo vai enviar ao Congresso Nacional o projeto de lei (PL) que propõe a privatização da Eletrobras. O texto foi assinado hoje (19) pelo presidente Michel Temer.

A operação se dará por meio de aumento do capital social da empresa, que o governo considera “democratização do capital da Eletrobras”. Pela proposta, nenhum acionista poderá ter mais de 10% de poder do voto. O objetivo, segundo o Planalto, é evitar que outra companhia tome o controle da estatal.

Wilton Junior/Estadão

O projeto também prevê que a União terá ações especiais na Eletrobras após a privatização, chamadas de “golden share”, que dão a seu detentor direitos como garantia de indicação de um membro do Conselho de Administração.

Itaipu e Eletronuclear

O projeto exclui do processo de desestatização da Eletrobras a Eletronuclear, subsidiária da estatal, e a Usina Hidrelétrica de Itaipu, controlada pelo Brasil em conjunto com o Paraguai. No caso da empresa responsável pelas usinas nucleares brasileiras, o motivo é uma questão de monopólio constitucional. No caso de Itaipu, a manutenção do controle da União atende a um Tratado Internacional firmado com o Paraguai.

Tarifas

Segundo o governo, a privatização da Eletrobras levará à redução das tarifas pagas pelo consumidor. O Planalto também argumenta que a abertura de capital da empresa fortalecerá o setor, com a expansão de investimentos e o aprimoramento da oferta de energia. No entanto, cálculos de simulação de impactos tarifários realizados em novembro pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) apontam um aumento de 2,42% a 3,34% nos preços no pior cenário. Isso ocorreria, segundo a agência, porque os preços passariam a ser suscetíveis às variações do mercado, tal como ocorre hoje com os combustíveis, por exemplo.

Justiça

A privatização da Eletrobras, no entanto, também está na esfera judicial. A Medida Provisória (MP) 814, editada por Temer em 29 dezembro de 2017, retirava de uma das leis do setor elétrico a proibição de privatização da Eletrobras e de suas subsidiárias. Mas, no início de janeiro, o juiz Carlos Kitner, da Justiça Federal em Pernambuco, concedeu uma liminar para suspender o artigo envolvendo a Eletrobras.

A União recorreu da decisão, mas teve seu recurso negado pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) em Pernambuco.

A Eletrobras é a maior holding do setor elétrico da América Latina e a 16ª maior empresa de energia do mundo, detendo 30,7% da capacidade de geração de energia do Brasil. Segundo o Ministério de Minas e Energia, o valor patrimonial da Eletrobras é de R$ 46,2 bilhões, e o total de ativos da empresa soma R$ 170,5 bilhões. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sábado, 17 de fevereiro de 2018

08:52 - Privatização da Eletrobras pode atrasar

Sexta, 09 de fevereiro de 2018

14:41 - BNDES marca audiências públicas para venda das distribuidoras da Eletrobras

Sexta, 02 de fevereiro de 2018

16:37 - STF derruba liminar que suspendia MP de privatização da Eletrobras

Quinta, 01 de fevereiro de 2018

15:21 - Governo quer fazer operação exemplar com privatização da Eletrobras

Quarta, 31 de janeiro de 2018

14:14 - Governo pretende contratar estudo sobre modelo de privatização da Eletrobras

Domingo, 28 de janeiro de 2018

09:03 - 'Espólio' da Eletrobrás já causa disputa

Terça, 23 de janeiro de 2018

13:53 - Privatização da Eletrobras chega ao Congresso em meio à batalha judicial

Segunda, 22 de janeiro de 2018

09:51 - Governo formaliza envio do projeto de lei de privatização da Eletrobras

Segunda, 15 de janeiro de 2018

15:35 - Governo recorre ao Supremo contra decisão sobre privatização da Eletrobras

Segunda, 04 de dezembro de 2017

20:14 - Venda de distribuidoras da Eletrobras deve ocorrer até abril de 2018


// leia também

Quinta, 22 de fevereiro de 2018

21:58 - CMN aumenta teto de financiamento para produtores de baixa renda comprarem terra

18:05 - Caixa abre programa de desligamento e espera economia de R$ 500 mi ao ano

15:20 - Corte de R$ 14 bilhões no orçamento é apenas a ponta do iceberg

15:11 - Clientes do Banco do Brasil poderão fazer transações pelo Facebook

13:33 - Previsão do Banco do Brasil é crescimento de 2,8% do PIB em 2018

11:28 - Sem Previdência, governo terá de cortar R$ 14 bi do Orçamento de 2019

11:27 - Turismo fecha 12.690 vagas de emprego formal em 2017, diz CNC

11:21 - Nova ferramenta do INSS mostra quanto tempo falta para se aposentar

08:56 - Aposentados já podem consultar informe de rendimentos no INSS

08:52 - Trabalhadores nascidos em março e abril começam a receber PIS


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 23/02/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 23/02/2018
A2e8b51001c64082e6766c7843812b80 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Boa parte de Cuiabá está infestada pelo mosquito aedes aegypti




Logo_classifacil









Loja Virtual