STF derruba liminar que suspendia MP de privatização da Eletrobras | Gazeta Digital

Sexta, 02 de fevereiro de 2018, 16h37

STF derruba liminar que suspendia MP de privatização da Eletrobras


Estadao

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), cassou, nesta sexta-feira, 2, a decisão de um juiz federal de Pernambuco que suspendia os efeitos da MP 814/2017, que permite a privatização da Eletrobras e subsidiárias. Moraes atendeu a uma reclamação feita pela Câmara dos Deputados, apresentada em 15 de janeiro.

A Câmara dos Deputados e a Advocacia-Geral da União (AGU) recorreram ao STF para derrubar a decisão que cortava os efeitos da MP, enviada em dezembro do ano passado. No início do ano, o juiz Claudio Kitner, da Justiça Federal de Pernambuco, suspendeu liminarmente os efeitos da medida provisória, em resposta a uma ação popular ajuizada por Antônio Ricardo Accioly Campos, irmão do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, morto em 2014. Na decisão, o juiz afirmou que o governo federal não justificou o porquê de aprovar a questão por meio de MP.

‘Julgo procedente o pedido, determinando a cassação da decisão liminar proferida na Ação Popular 0800056.23.2018.4.05.8300, bem como sua extinção; restabelecendo, por consequência, a plena eficácia do art. 3º, I, da Medida Provisória 814/2017. Oficie-se, com urgência, a autoridade reclamada e a Presidência da Câmara dos Deputados. Publique-se. Int.‘, determinou Moraes, em decisão divulgada nesta sexta-feira.

Na reclamação, a Câmara dos Deputados destacou que a MP não significa a direta desestatização de qualquer empresa pública. ‘A sua vigência por si só não produz qualquer efeito concreto e imediato, tampouco configura a decisão política de alienar qualquer empresa estatal‘, afirmou.

Na última quinta-feira, 1, a ministra-chefe da Advocacia-Geral da União (AGU), Grace Mendonça, se encontrou com Moraes no STF para tratar do tema.

A Câmara e a AGU recorriam aos mesmos argumentos. Segundo a reclamação da AGU, a decisão do juiz, de 1º instância, usurpou a competência do Supremo, ‘consistente no exercício do controle abstrato de constitucionalidade de ato normativo federal‘, referindo-se à derrubada dos efeitos da MP. De acordo com a AGU, a medida provisória só poderia ser questionada no STF por meio de Ação Direta de Inconstitucionalidade.

‘Percebe-se que o único propósito da decisão proferida pelo juízo reclamado foi retirar a eficácia de dispositivo normativo de forma abstrata, o que revela que a ação popular foi utilizada como verdadeiro sucedâneo de ação direta de inconstitucionalidade‘, completou Grace, que assinou a reclamação em que pedia que a Corte derrubasse a decisão e arquivasse a ação popular que deu a sua origem. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sábado, 19 de maio de 2018

14:30 - Eleição no Conselho pode pôr em risco privatização da Eletrobras

Quinta, 17 de maio de 2018

19:00 - BNDES publica edital para modelagem de privatização da Eletrobras

Quarta, 16 de maio de 2018

15:38 - Lucro da Eletrobras é de R$ 56 milhões no primeiro trimestre

Sábado, 05 de maio de 2018

16:30 - Na Eletrobrás, presidente tenta subir seu salário

Terça, 10 de abril de 2018

09:24 - Ações da Eletrobrás caem com mudanças no Ministério

Terça, 27 de março de 2018

12:56 - Ministros acreditam que privatização da Eletrobras ocorra antes das eleições

Segunda, 26 de março de 2018

15:10 - Eletrobras lança plano de demissão e quer desligar 3 mil funcionários

Sexta, 23 de março de 2018

12:54 - Fernando Coelho acredita na privatização da Eletrobras

Sábado, 17 de março de 2018

16:00 - No STF, Rosa manda a plenário ação que questiona MP de privatização da Eletrobras

Sábado, 17 de fevereiro de 2018

08:52 - Privatização da Eletrobras pode atrasar


// leia também

Sábado, 26 de maio de 2018

09:19 - Atividade e emprego continuam em queda na indústria da construção

09:09 - Crise pode custar R$ 27 bilhões ao governo

Sexta, 25 de maio de 2018

18:00 - Contas de luz terão bandeira vermelha no patamar dois em junho

17:30 - Varejo sente fortemente impactos da greve dos caminhoneiros, diz IDV

16:47 - Fabricantes de eletroeletrônicos têm produção afetada por greve

14:09 - Estados fazem acordo que reduz em 5 centavos o preço do diesel

14:00 - Sem comida, um bilhão de aves e 20 milhões de suínos podem morrer

Quinta, 24 de maio de 2018

20:30 - Greve dos caminhoneiros paralisa ao menos 120 dos 180 frigoríficos do País

19:48 - ANP anuncia medidas para garantir abastecimento e inibir preços abusivos

19:30 - Presidente do PT defende intervenção na Petrobras


 veja mais
Cuiabá, Sábado, 26/05/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sábado, 26/05/2018
Ea13e1b35911b70cafc047d78e906f1b anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Projeto de Lei reconhece o funk como manifestação cultural popular




Logo_classifacil









Loja Virtual