Apesar da safra menor, renda do campo deve bater recorde este ano | Gazeta Digital

Terça, 13 de março de 2018, 11h33

Apesar da safra menor, renda do campo deve bater recorde este ano


Estadao

A safra brasileira de grãos caminha para bater um novo recorde este ano: não de volume, como em 2017, mas de faturamento. A atual safra, ainda em andamento, deve ser a segunda maior da história, com 226,04 milhões de toneladas. Isso representa uma queda de 4,9% em relação ao ciclo anterior. Mas a expectativa é que a receita com grãos cresça quase 5% em 2018, segundo cálculos de analistas ouvidos pelo ’Broadcast Agro’.

Três fatores principais ajudam a explicar esse faturamento maior: a forte demanda da China por produtos agropecuários, um câmbio que favorece as exportações, e uma Argentina com problemas climáticos. O país vizinho enfrenta uma severa estiagem que vai reduzir a colheita de soja e milho neste ano. Esse cenário vai levar a uma alta dos preços globais de commodities agrícolas.

‘A queda na safra da Argentina é a principal variável a puxar para cima os preços de soja e milho‘, diz o sócio e consultor da MB Agro Alexandre Mendonça de Barros. A consultoria projeta para os principais grãos - soja, milho, trigo, algodão, feijão e arroz - um faturamento de R$ 177 bilhões para este ano, ante R$ 169 bilhões em 2017.

O montante pode ser maior caso a China reduza as compras de soja norte-americana em retaliação à sobretaxa que o presidente Donald Trump impôs às importações de aço e alumínio. Isso pode levar o Brasil a ampliar os embarques da oleaginosa para o país asiático - já que os três grandes fornecedores mundiais são EUA, Brasil e Argentina.

Mesmo sem o fator ‘retaliação‘, a expectativa é de que a receita com a oleaginosa avance mais que a dos outros grãos. O assessor técnico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Alan Malinski, diz que a receita deve ser maior, principalmente para os agricultores que optaram por comercializar o produto após a colheita, já que as cotações da oleaginosa estão subindo. Segundo dados da consultoria INTL FCStone, até o início de março, cerca de 40% da safra de soja havia sido comercializada antecipadamente, restando, assim, 60% para serem negociados sob as cotações atuais, que estão mais altas.

Principal produto na pauta da exportação brasileira, a soja tem a produção estimada em 113 milhões de toneladas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) - queda de 1% em relação à última safra. A cotação, no entanto, está em alta. Na semana passada, a saca estava cotada a R$ 74,35, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea)/Esalq - um aumento real de 8% em relação ao mesmo período do ano passado.

Alento
A consultoria Tendências já revisou os preços para cima. A previsão é de que o preço médio da soja suba 6,1% na comparação com o ano passado e o do milho, 19%. ‘Não vou dizer que o movimento de preços vai reverter para o campo positivo um resultado que se desenhava negativo. Mas temos um alento à queda da produção‘, comenta Felipe Novaes, analista de Agronegócio da Tendências.

Segundo ele, os produtores brasileiros vão ganhar com a conversão de um dólar que, em razão das incertezas trazidas pelas eleições, deve alcançar R$ 3,40 até dezembro, saindo de uma cotação que, até um ano atrás, estava em R$ 3,10.

Entre os principais integrantes da cesta básica do consumidor brasileiro, o feijão se mantém com preços menores do que os do ano passado, até o momento, mas duas safras ainda estão por vir ao longo de 2018. Caso o cenário positivo para os valores do milho se confirme, agricultores que cultivam feijão podem migrar para o cereal de segunda safra em busca de melhores rendimentos financeiros, o que elevaria o preço médio do feijão.

O indicador do Ministério da Agricultura que mostra a receita gerada pela produção de 26 itens agropecuários ainda é inferior ao do ano passado. Mas o coordenador-geral de Estudos e Análises da Secretaria de Política Agrícola do Ministério, José Garcia Gasques, afirma que a tendência é que a receita, medida pelo Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP), avance, já que as estimativas apontam crescimentos consecutivos. Até o momento, considerando apenas os grãos, o VBP é previsto em R$ 203 bilhões para 2018, ante R$ 210 bilhões no ano passado. ‘A tendência é de pelo menos empatar com a do ano passado.‘  

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Domingo, 13 de maio de 2018

10:02 - Com safra recorde, Brasil se aproxima da liderança na soja

Quinta, 10 de maio de 2018

10:32 - Safra 2018 será de 230 milhões de toneladas, 4,4% menor ante 2017, diz IBGE

Domingo, 29 de abril de 2018

12:30 - Embrapa perde relevância para o agronegócio

Quinta, 05 de abril de 2018

09:02 - Guerra comercial entre EUA e China abre mais espaço para a soja brasileira

Terça, 13 de março de 2018

11:32 - Quebra da safra argentina ajuda Brasil

Quinta, 08 de março de 2018

11:27 - Metade dos 30 principais produtos agrícolas terá produção maior em 2018

Terça, 30 de janeiro de 2018

10:22 - Governo libera R$ 12,5 bilhões para financiar safra agrícola de 2018 e 2019


// leia também

Segunda, 18 de junho de 2018

18:30 - Tribunal condena construtora por entrega de imóvel que atrasou 17 meses

16:17 - Etanol cai em 14 Estados e no Distrito Federal e preço recua 1,14% no País

15:48 - TCU verificará se cobrança por bagagem reduziu preços das passagens aéreas

15:42 - Vamos esperar o STF decidir, diz Michel Temer sobre tabela do frete

10:27 - Decolar é multada em R$ 7,5 milhões por práticas abusivas contra consumidor

09:03 - Vem aí o CPF do imóvel - entenda o que é e como vai funcionar

08:55 - Cotistas podem sacar saldo do PIS/Pasep a partir de hoje

Domingo, 17 de junho de 2018

09:39 - Na era digital, agência bancária 'encolhe'

09:09 - Preço do diesel diminui, mas ainda não chega às bombas R$ 0,46 menor

Sábado, 16 de junho de 2018

15:00 - EUA e China iniciam guerra comercial, assustam mercados e derrubam Bolsas


 veja mais
Cuiabá, Terça, 19/06/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 19/06/2018
469cf77038290f16bf38d5b8552ee12d anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Reino Unido firma pacto com empresas para reduzir uso de plástico e poluição




Logo_classifacil









Loja Virtual