Itália fica de fora da Copa do Mundo pela primeira vez em 60 anos | Gazeta Digital

Terça, 14 de novembro de 2017, 09h28

Rússia 2018

Itália fica de fora da Copa do Mundo pela primeira vez em 60 anos


Estadao

Com o empate por 0 a 0 diante da Suécia, em Milão, a Itália desperdiçou a última chance na repescagem europeia e, após 60 anos, estará de fora de uma Copa do Mundo. Será a terceira vez na história - e a primeira desde 1958, no Mundial da Suécia, que deu o primeiro título ao Brasil - que a tetracampeã Azzurra não disputará o título.

Em número de participações, a Itália, agora, está atrás apenas do Brasil (que na Rússia fará sua 21ª participação em 21 edições do torneio), e da Alemanha, que na Rússia fará sua 19ª aparição; após o fracasso nas eliminatórias, agora, a Azzurra estacionou em 18 presenças.

A primeira vez que a Azzurra ficou de fora foi na edição de estreia, em 1930, no Uruguai, quando muitos países europeus abdicaram de disputar a competição por causa da cara e cansativa viagem de navio até a América do Sul – apenas Bélgica, França, Iugoslávia e Romênia representaram o continente.

Depois dos títulos em 1934 e 1938, a Azzurra voltaria a se ausentar de uma Copa em 1958, na Suécia, porém desta vez por demérito próprio. Nas Eliminatórias da Europa, a então bicampeã dividiu grupo com Irlanda do Norte e Portugal e chegou à última rodada precisando de apenas um empate para se classificar.

No entanto, em 15 de janeiro de 1958, acabou derrotada pelos norte-irlandeses em Belfast por 2 a 1 – o gol da Azzurra foi marcado pelo ítalo-brasileiro Dino da Costa – e terminou a chave na segunda posição, ficando de fora do Mundial.

Desde então, a Itália esteve presente em todas as Copas e ainda ganhou mais dois títulos, em 1982 e 2006.

TRAGÉDIA

A "tragédia" vinha sendo anunciada desde a Copa da África do Sul, quando os então campeões não passaram da primeira fase. Um novo fracasso no Brasil, em 2014, não fez com que os dirigentes italianos abrissem os olhos para o empobrecimento da Azzurra.

O mau momento do futebol italiano pode ser explicado pelo futebol praticado dentro da "Bota". Neste século apenas três "orelhudas" foram para Milão: duas vezes com o Milan e uma com a Internazionale.

No campeonato nacional, quarto em interesse na Europa, atrás de Espanha, Inglaterra e Alemanha, o domínio absurdo da Juventus e seus seis títulos consecutivos demonstra a falta de equilíbrio e de poderio técnico das equipes.

Um dos motivos apontados seria o excesso de jogadores estrangeiros que impediria o surgimento maior de jovens talentos, que precisam disputar espaço com atletas vindos de outras partes do mundo.

Há menos de um ano e meio no cargo, Giampiero Ventura parece que ainda não conseguiu transmitir para os jogadores a sua ideia tática.

O estilo calmo de Ventura, com ceterza, será criticado ao extremo pela crítica mídia italiana, que não respeitará os 40 anos de trabalho do treinador.

O futebol italiano sofrerá, agora, uma profunda reestruturação desde as categorias de base dos grandes times.

 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quarta, 20 de dezembro de 2017

09:52 - Fifa anuncia mais um patrocinador chinês para a Copa do Mundo da Rússia

Quarta, 13 de dezembro de 2017

11:43 - Alemanha pagará bônus de R$ 1,3 milhão a cada jogador pelo título da Copa de 2018

Sexta, 01 de dezembro de 2017

09:41 - Antes de sorteio da Copa, entrevista expõe tensão entre organizadores e imprensa

09:31 - Fifa realiza sorteio e Brasil conhece caminho para conquistar o hexa na Rússia

Quinta, 16 de novembro de 2017

09:46 - Fifa define divisão das seleções nos potes para sorteio de grupos da Copa de 2018

Quarta, 08 de novembro de 2017

11:53 - Messi vê Brasil, Espanha, França e Alemanha como favoritos a ganhar a Copa

08:57 - Interpol alerta para o risco do terror na Copa do Mundo da Rússia

Terça, 31 de outubro de 2017

11:40 - Rússia admite atrasos em estádios, mas nega preocupação para a Copa do Mundo

Quarta, 25 de outubro de 2017

10:32 - Gastos da Rússia com a Copa do Mundo tem um acréscimo de mais R$ 1,95 bilhão

Terça, 24 de outubro de 2017

09:03 - Brasil pode fazer parte do 'pool' de sedes para Copa do Mundo de 2030


// leia também

Terça, 16 de janeiro de 2018

09:46 - Premiação baixa expõe defasagem e pouca atratividade do Paulistão

09:24 - Desinteressado, Flamengo é favorito em Cariocão, que tem início hoje

08:00 - Santos vence Atlético-PR e enfrenta Inter nas quartas de final da Copa São Paulo

07:00 - Palmeiras deixa 5 fora de inscrição e guarda vaga para Scarpa no Paulistão

Segunda, 15 de janeiro de 2018

22:00 - Conselho marca reunião que definirá novo presidente do Vasco

20:00 - Pelé é apresentado como embaixador do Campeonato Carioca

18:30 - Inter goleia Desportiva Paraense e avança às quartas de final

17:58 - Liga francesa cancela expulsão de brasileiro que foi chutado por árbitro

16:25 - Emerson Sheik assina até junho e está de volta ao Corinthians

15:10 - Dorival diz que São Paulo foi 'ao limite' por Scarpa e promete time competitivo


 veja mais
Cuiabá, Terça, 16/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 16/01/2018
525898e38d98c5884d744481421366ca anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O próximo presidente da República deve dar importância aos direitos humanos?




Logo_classifacil









Loja Virtual