Esposa e amante são acusados de matar PM a tiros | Gazeta Digital

Terça, 05 de dezembro de 2017, 09h15

suposta traição

Esposa e amante são acusados de matar PM a tiros

Keka Werneck, repórter do GD


Esposa e o suposto amante são acusados de matar a tiros o marido dela, que era soldado da Polícia Militar, em União do Norte, distrito de Peixoto de Azevedo (691 Km ao Norte de Cuiabá). O crime foi registrado pela PM na noite desta segunda-feira (4) por volta das 20h.

Reprodução/Gazeta Digital

'Eu e meu amor', postou o soldado nas redes sociais, 5 meses antes de morrer

A vítima é o soldado Moshe Dayan Simão Kaveski, 28. Ele morreu no local do crime, a residência do casal, com várias perfurações calibre 380, que atingiram a cabeça e o peito dele.

Os suspeitos são D.R.de O., 23, e o pedreiro V.S.F., 33, que também é casado. De acordo com o boletim de ocorrência da PM, os dois têm um caso e são apontados como autores da morte do soldado.

O que fortalece as suspeitas sobre a esposa, de acordo com a PM, é que, ao ser encaminhada à delegacia, em depoimento, ela deu 2 versões dos fatos, se contradizendo.

Primeiro disse que a casa tinha sido invadida por um homem armado baixo e gordo, usando roupas escuras. Depois, mudou a versão, afirmando com veemência que, na verdade, eram 2 homens. Para a PM, o relato dela ficou confuso e aparentemente falso.

A suspeita disse também que os tais ladrões tinham levado o celular dela e do marido, afirmando se tratar de um latrocínio, porém o celular dele foi encontrado próximo ao muro.

De acordo com o registro policial, Moshe e a esposa estavam construindo um bar e o "amante" seria operário da obra.

Consta que um grupo de amigos, incluindo a esposa do soldado, estavam tomando cerveja no local da obra, quando ela levantou e saiu. Neste momento, outro soldado, amigo de Moshe, questionou a ele se estava portando arma e ele disse que a esposa é que estava com ela.

Ele também disse ao amigo que já sabia do caso dos 2, que ficou sabendo por terceiros e, quando soube, nervoso, chegou a agredi-la, com um soco na altura do tórax.

Diante das suspeitas, a PM pediu à perícia exame residuográfico tanto da esposa quanto do suposto amante. Este exame aponta indícios de pólvora que sempre ficam nas mãos ou braço de quem atira.

A Polícia Civil assumiu o caso e vai investigar as circunstâncias da morte do soldado Moshe, para confirmar ou descartar a autoria dos acusados.

O corpo do militar, que é natural do Mato Grosso do Sul, deve ser encaminhado à Aripuanã, cidade mais próxima que tem Instituto Médico Legal (IML) e só depois do exame de necropsia será liberado para o sepultamento.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 11 de janeiro de 2018

10:31 - 7 anos após crime, homem foragido é preso acusado de assassinar a esposa

Quarta, 10 de janeiro de 2018

09:04 - Ex-namorado é preso por matar e ocultar corpo de mulher que sumiu após missa

Domingo, 07 de janeiro de 2018

11:45 - Homem é executado com 4 tiros na cabeça e peito em Peixoto de Azevedo

Sexta, 05 de janeiro de 2018

10:27 - Indígenas saem para tomar cerveja na cidade, brigam e um deles é morto

09:50 - Mais uma execução registrada em MT; jovem de 19 anos é morto com 6 tiros

08:26 - Disputa por espaço no crime provoca execuções, diz sociólogo

Quinta, 04 de janeiro de 2018

09:39 - Adolescente de 15 anos é assassinada a tiros; namorado é suspeito

Quarta, 03 de janeiro de 2018

16:23 - Dois suspeitos de roubo morrem em troca de tiros e policial fica ferido

Terça, 02 de janeiro de 2018

17:42 - Homem é executado a tiros enquanto andava de bicicleta em Sinop

Quarta, 27 de dezembro de 2017

12:00 - Assaltante se entrega depois de roubar fazenda e matar mãe e filho


// leia também

Sexta, 19 de janeiro de 2018

08:33 - Detidos 2 adolescentes que invadiram casa, renderam e roubaram 10 pessoas

08:25 - PM acha celulares e drogas enterrados em quintal

Quinta, 18 de janeiro de 2018

17:52 - Crimes de roubo e latrocínio caem 25% em MT e furtos aumentam 3%

17:33 - Ladrões que levaram carro de policial civil são identificados e presos

11:48 - Preso um dos maiores falsificadores de papéis públicos e particulares de MT

11:30 - Polícia Civil desarticula quadrilha que receptava venenos agrícolas

10:48 - Dupla suspeita oferece R$ 180 e um revólver calibre 32 de suborno à PM

09:55 - Ladrões são presos e confessam que roubavam carros na Arena Pantanal

09:40 - PM prende 6 e acha 'chuva' de objetos roubados

07:30 - Polícia Civil apreende menor que participou de roubo de residência


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 19/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 19/01/2018
B4342464d885d68375f74fddbcec4a71 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O governador Pedro Taques não vai liberar dinheiro para o Carnaval nos municípios. O que você acha disso?




Logo_classifacil









Loja Virtual