Bolsas de NY fecham em alta e renovam máximas históricas pelo 2º dia seguido | Gazeta Digital

Quarta, 13 de setembro de 2017, 18h20

mundo

Bolsas de NY fecham em alta e renovam máximas históricas pelo 2º dia seguido


Estadao

Os mercados acionários americanos renovaram máximas históricas de fechamento pelo segundo dia seguido nesta quarta-feira, 13, apoiados por companhias de energia, que acompanharam a forte alta nos preços do petróleo.

O índice Dow Jones fechou na máxima, em alta de 0,18%, aos 22.158,18 pontos; o S&P 500 avançou 0,08%, aos 2.498,37 pontos, também na máxima; e o Nasdaq ganhou 0,09%, aos 6.460,19 pontos.

Com a diminuição da preocupação com as tensões envolvendo Estados Unidos e Coreia do Norte e estimativas iniciais que sugeriram que o dano causado pelo furacão Irma foi menos grave do que o esperado inicialmente, as bolsas de Nova York voltaram a subir, com apoio de ações de energia, que acompanharam os contratos futuros de petróleo. A Chevron subiu 1,50%, a ExxonMobil avançou 0,34% e a ConocoPhillips teve alta de 1,40%.

Entre os papéis de tecnologia, a Apple liderou as perdas, com os papéis ainda pressionados pela falha no sistema de reconhecimento facial do iPhone X no evento de ontem, e também pela demora do aparelho a chegar aos clientes: apenas em novembro. As ações da companhia caíram 0,75% e puxaram outras gigantes de tecnologia, como a Netflix (-0,82%) e a Snap (-0,66%). A Amazon.com, no entanto, destoou dos demais papéis do setor e subiu 1,73%.

No fim do pregão, comentários do presidente dos EUA, Donald Trump, deram um fôlego adicional aos índices acionários. Em uma reunião com congressistas democratas e republicanos na Casa Branca, o republicano defendeu um acordo bipartidário para a aprovação da reforma tributária e expressou otimismo com a questão. A Casa Branca prevê que a versão integral do projeto será divulgada até o fim deste mês para que a Câmara o aprove em outubro e o Senado, em novembro. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Domingo, 24 de setembro de 2017

19:00 - Republicana diz que votará contra reforma na lei da saúde nos EUA

Terça, 19 de setembro de 2017

15:12 - Trump diz na ONU que Coreia do Norte 'será destruída' se ameaças continuarem

Segunda, 18 de setembro de 2017

17:54 - Levantamento mostra que há 917 grupos radicais em ação nos Estados Unidos

12:32 - ONU não atingiu seu potencial nos últimos anos, diz Trump

Sexta, 15 de setembro de 2017

13:47 - Irã acusa EUA de buscar desculpas para romper acordo nuclear

Terça, 12 de setembro de 2017

16:11 - Irma: mulher dá à luz sozinha e chama bebê de Tempestade

Segunda, 11 de setembro de 2017

16:16 - Itamaraty resgatará brasileiros no Caribe após furacão Irma

Domingo, 10 de setembro de 2017

17:30 - Trump conversa com governadores de Estados por causa de furacão

16:00 - Olho do furacão Irma alcança ilhas ao sul da Flórida

14:00 - Flórida tem mais de 1 milhão sem energia e acidente em área chuvosa mata 2


// leia também

Domingo, 24 de setembro de 2017

19:30 - ONU pede intervenção global para ajudar minoria muçulmana em Mianmar

18:00 - SPD retira apoio e deixa Merkel com única alternativa de coalizão

15:41 - Irã tenta aproveitar isolamento de Trump em pacto nuclear

15:10 - Trump diz que Kim e ministro da Coreia do Norte não devem durar no poder

13:12 - Principais candidatos, Merkel e Schulz votam nas eleições da Alemanha

13:07 - Boca de urna aponta vitória de Merkel na Alemanha com 32%

13:00 - Macron corre risco de derrota em eleição para o Senado da França

12:37 - Suíça rejeita elevar idade da aposentadoria das mulheres para 65 anos

12:23 - Número de mortos no terremoto de terça-feira no México sobe para 318

11:42 - Coreia do Norte diz que sistema nuclear só será usado como 'última opção'


 veja mais
Cuiabá, Segunda, 25/09/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 25/09/2017
27404591e818e43fa949ce26e20c68da anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Ex-secretário de Fazenda de Mato Grosso, Marcel de Cursi, quer ser indenizado pelos 2 anos em que ficou preso




Logo_classifacil









Loja Virtual