Governo dos EUA é criticado por propor corte após gastos com emergências | Gazeta Digital

Sábado, 18 de novembro de 2017, 11h51

Governo dos EUA é criticado por propor corte após gastos com emergências


Estadao

Legisladores de ambos os partidos norte-americanos criticaram a Casa Branca ao considerar que o recente pedido de verba para assistência em desastres está aquém do que é necessário para recuperar as áreas devastadas por tempestades. Em seu pedido de verbas na sexta-feira, o terceiro até o momento, a Casa Branca requisitou US$ 44 bilhões e sugeriu um corte de gastos de US$ 59 bilhões em gastos federais para compensar.

O diretor de Orçamento, Mick Mulvaney, afirmou em uma carta a líderes do Congresso que a Casa Branca iria requisitar mais verbas no futuro para ajudar Porto Rico e as Ilhas Virgens Americanas a se recuperarem do furacão Maria, mas acrescentou que é preciso mais tempo para avaliar os danos nessas localidades.

O Congresso já aprovou quase US$ 52 bilhões em ajuda, disse Mulvaney, e a administração acredita que é ‘prudente compensar os novos gastos‘. A proposta é trabalhar com legisladores para encontrar a melhor forma de fazer os cortes.

Os dois maiores montantes de ajuda para vítimas de desastre no pedido enviado ao Congresso na sexta-feira são US$ 25 bilhões para a Agência Federal de Gestão de Emergências e US$ 12 bilhões para projetos para mitigar enchentes.

Mesmo antes de a Casa Branca oficialmente enviar seu pedido, republicanos do Texas criticaram a quantia, considerando-a insuficiente. Em uma audiência na quinta-feira, o senador John Cornyn chamou o pedido de ‘inteiramente equivocado‘. O governador do Texas Greg Abbott havia requisitado US$ 61 bilhões em assistência.

Democratas afirmam que o pedido da Casa Branca atinge o que seria necessário, particularmente para Porto Rico, que tem lutado para se reconstruir. Porto Rico pede ao Congresso US$ 94,4 bilhões.

‘Esse pedido não chega perto do que as autoridades locais dizem que precisam‘, afirmou a deputada Nita Lowey, de Nova York.

Democratas também contestam a proposta do governo de cortar gastos federais para compensar os valores alocados em assistência a emergências. A proposta de cortes inclui US$ 1 bilhão em financiamento de rodovias e US$ 44 bilhões em extensão de limites de gastos obrigatórios por dois anos adicionais em gastos não-militares.

Legisladores optaram no passado por estender os limites de gastos no futuro, enquanto repetidamente votavam para elevar os gastos no curto prazo. Líderes do Congresso estão no momento em discussões com a Casa Branca sobre elevar os limites de gastos para o resto do ano fiscal de 2018.

A proposta da Casa Branca para ofuscar a terceira etapa de verbas para ajuda a desastres deve incendiar um debate. Republicanos têm pressionado por cortes em despesas em outras áreas de forma que a verba para emergências não aumente o déficit federal. No entanto, os dois últimos montantes aprovados no Congresso para ajuda não foram compensados.

Mark Walker, líder de um comitê de cerca de 150 Republicanos da Câmara dos Deputados, levantou preocupações a respeito do mais recente montante de ajuda afetar o déficit.

Democratas tradicionalmente argumentam que gastos para emergências não devem ser compensados. Eles criticam os Republicanos por proporem cortes enquanto estão trabalhando para passar uma mudança tributária que poderia adicionar US$ 1,5 trilhões em déficit nos próximos 10 anos. A reforma tributária passou na Câmara na quinta-feira e deve ser debatida no Senado ao final do mês.

Com a mudança tributária aumentando o déficit, ‘é irritante que o governo peça compensação em troca de ajudar os americanos a reconstruir suas vidas‘, disse Lowey. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sábado, 20 de janeiro de 2018

12:30 - Paralisação do governo federal americano é incomum, mas não inédita

11:49 - Trump completa um ano de Casa Branca com o governo paralisado

Sexta, 19 de janeiro de 2018

13:44 - Suprema Corte decidirá sobre programa que protege imigrante ilegal

Quinta, 18 de janeiro de 2018

14:44 - Democratas querem paralisar governo para encobrir reforma tributária, diz Trump

Quarta, 17 de janeiro de 2018

15:31 - Gigantes da internet depõem sobre terrorismo no Congresso dos EUA

Terça, 16 de janeiro de 2018

16:03 - Liberdades civis diminuem há 12 anos no mundo, aponta relatório

Sexta, 12 de janeiro de 2018

14:07 - Trump nega ter chamado Haiti e países africanos de 'buracos de merda'

Quinta, 11 de janeiro de 2018

14:55 - França, Reino Unido e Alemanha pedem que Trump não abandone acordo do Irã

Terça, 09 de janeiro de 2018

16:30 - Desejo ter o apoio bipartidário para a lei de imigração, diz Trump

Segunda, 08 de janeiro de 2018

16:16 - Incêndio deixa ao menos 2 feridos na Trump Tower em Nova York


// leia também

Domingo, 21 de janeiro de 2018

09:44 - EUA; democratas e republicanos trocam acusações de culpa por paralisação

09:35 - Talibã reivindica autoria de ataque contra hotel no Afeganistão

Sábado, 20 de janeiro de 2018

16:30 - Chef francês Paul Bocuse morre aos 91 anos

14:30 - Macron diz que Reino Unido não pode manter acesso à UE se não aceitar regras

14:00 - Sevilla derrota Espanyol, sobe na tabela e já ameaça o Real Madrid

10:21 - Índia diz que Paquistão fez novos ataques na Caxemira

10:03 - Governo efetiva extradição e Guilherme Longo retorna ao Brasil

Sexta, 19 de janeiro de 2018

19:45 - Papa denuncia opressão de indígenas da Amazônia por interesses econômicos

16:46 - Presidente destituído da Catalunha insiste em governar de Bruxelas

11:46 - Ex-líder da Catalunha diz que pode governar a partir da Bélgica


 veja mais
Cuiabá, Domingo, 21/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Domingo, 21/01/2018
82cfd4bb38272f34788fa39cd9df2cd4 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Algum novato, de fora da política, pode surpreender nas eleições para presidente da República?




Logo_classifacil









Loja Virtual