Trump defende secretário afastado por acusação de agredir ex-esposas | Gazeta Digital

Sexta, 09 de fevereiro de 2018, 16h08

não sabia sobre acusações

Trump defende secretário afastado por acusação de agredir ex-esposas


R7

Em entrevista nesta sexta-feira (9), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que não sabia sobre as acusações contra o ex-secretário de gabinete da Casa Branca, Rob Porter.

Reprodução

Trump disse que não sabia sobre as acusações contra o ex-secretário de gabinete da Casa Branca, Rob Porter.

O assessor se desligou do governo na quarta-feira, após suas duas ex-esposas darem entrevistas à imprensa norte-americana relatando que Porter as agrediu durante os respectivos casamentos. O presidente, no entanto, pareceu acreditar mais nas palavras dele.

"Soube recentemente do que aconteceu e lamento muito, mas certamente desejo o melhor a ele, que está passando por um período difícil. Ele trabalhou muito bem quando estava na Casa Branca, e terá uma carreira maravilhosa pela frente. Foi muito triste saber disso tudo e ele está muito triste agora. Ele também diz que é inocente, acho que vocês precisam se lembrar disso. Ontem ele disse com muita veemência que é inocente", disse Trump, segundo a imprensa norte-americana.

O incidente está afetando intensamente não só a imagem da Casa Branca, mas a do chefe de gabinete de Trump, John Kelly. Nesta sexta, o Washington Post noticiou que Kelly tentou mudar mais uma vez a versão dos fatos sobre o caso Porter.

Em uma reunião de equipe na Casa Branca, John Kelly teria dito aos funcionários que mandou afastar Porter do governo apenas 40 minutos após descobrir as denúncias de suas ex-esposas. O que não é verdade.


Logo após a divulgação das denúncias na terça-feira, Kelly divulgou um comunicado em que afirma que Rob Porter "é um homem de honra e verdadeira integridade e não posso elogiá-lo o suficiente. Ele é um amigo, um confidente e um profissional em quem confio. Tenho orgulho em trabalhar a seu lado".

Na quarta, quando foi publicada uma foto de Colbie Holderness, primeira esposa de Porter, com o olho roxo após levar um soco do então marido, o então secretário de gabinete deixou o cargo. Sara Sanders, porta-voz da Casa Branca, chegou a dizer no dia que Rob Porter tinha tomado a decisão de se afastar, mesmo tendo apoio de seus superiores.

Segundo o Post, funcionários da Casa Branca estão incrédulos com as mudanças de narrativa de Kelly, e o chefe de gabinete começa a ser mais questionado.

Rob Porter foi o 37º funcionário de alto escalão a deixar a administração Trump em 13 meses de governo. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Terça, 20 de fevereiro de 2018

16:49 - Suprema Corte dos EUA rejeita dois recursos de defensores de armas

Sábado, 17 de fevereiro de 2018

13:00 - Lavrov chama indiciamento no caso das eleições dos EUA de 'conversa fiada'

09:35 - Ministro alemão critica slogan de Trump e pede cooperação entre UE e EUA

Quinta, 15 de fevereiro de 2018

15:27 - Trump pede a senadores criação de 'sistema de imigração baseado em méritos'

Terça, 13 de fevereiro de 2018

12:00 - EUA advertem UE contra protecionismo no mercado de defesa

11:06 - Senadores preveem embate duro sobre projeto de imigração nos EUA

Segunda, 12 de fevereiro de 2018

16:32 - Washington não vai mais ser empecilho, diz Trump sobre plano de infraestrutura

Sexta, 09 de fevereiro de 2018

15:06 - Trump assina Orçamento e exalta verbas militares dos EUA

Quarta, 07 de fevereiro de 2018

16:19 - Líderes no Senado dos EUA anunciam acordo de 2 anos para orçamento

Sexta, 26 de janeiro de 2018

17:12 - Em Davos, Trump promove EUA como aberto aos negócios


// leia também

Terça, 20 de fevereiro de 2018

16:44 - Autor dos disparos na Flórida sofria de depressão e autismo

09:43 - Maduro desafia Trump a marcar diálogo em Caracas ou Washington

09:39 - Ataques aéreos e de artilharia perto de Damasco deixam mais de 40 mortos

Segunda, 19 de fevereiro de 2018

19:30 - Bolsas da Europa fecham em baixa, com volumes modestos por feriado nos EUA

15:55 - Embaixada da Polônia em Israel é pichada com suástica

15:43 - Estudantes da Flórida protagonizam debate sobre armas nos EUA

08:44 - Estado Islâmico reivindica ataque que matou 5 em igreja da Rússia

Domingo, 18 de fevereiro de 2018

18:00 - Guiana anuncia aumento de presença militar em fronteira com Venezuela

15:00 - Trump; Rússia atingiu objetivo de criar ruptura nos EUA

13:30 - Trump pede que FBI volte ao básico


 veja mais
Cuiabá, Terça, 20/02/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 20/02/2018
768bdb65035787436f1bc4ad07df1cf3 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Após 15 anos, Arcanjo deixa a prisão e vai cumprir regime semiaberto




Logo_classifacil









Loja Virtual