Sábado, 01 de novembro de 2003, 03h00

VIOLÊNCIA

Mais um dia violento no Rio deixa cinco mortos

Rio de Janeiro/AE


Cinco pessoas morreram e dez ficaram feridas na noite de quinta-feira e na madrugada de ontem, na zona norte do Rio. Na Avenida Brasil, um tiroteio entre policiais militares e traficantes provocou a morte de duas pessoas e ferimentos em outras quatro. Em Brás de Pina, seis pessoas, incluindo uma criança de seis anos, foram atingidas por balas perdidas na entrada da favela do Quitungo. Em Madureira, um casal foi assassinado na porta de casa e, na Abolição, bandidos mataram a tiros um motoboy.

O confronto mais violento ocorreu na Avenida Brasil, por volta de 21 horas de quinta-feira. Um grupo de rapazes passava em um Golf e um Passat pela via, na pista sentido zona oeste, quando o pneu de um deles furou perto da favela Vila do João. Eles pediram auxílio a policiais militares do Batalhão de Vias Especiais (BPVE), que, quando chegaram, foram recebidos a tiros. Durante o tiroteio, os PMs Frankilande Bezerra Mariano, de 26 anos, e Joel Alves Silva, de 25, foram atingidos. Eles não correm risco de morte. Os disparos perfuraram o ônibus da linha 378 (Marechal Hermes/ Praça 15). Quatro passageiros foram baleados. Monique Veiga Nascimento e Alan Lage Matos, ambos com 26 anos, morreram hoje no Hospital Geral de Bonsucesso, na zona norte. As outras duas pessoas já deixaram o hospital.

Um jovem que estava em um dos carros disse que a ação foi muito rápida. "Eu estava indo ao borracheiro e os bandidos já saíram atirando. Os policiais trocaram tiros e um deles foi atingido perto de mim." Seis pessoas, inclusive o menino E.M.S., de 6 anos, também foram vítimas de bala perdida.



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Quarta, 26 de abril de 2017

17:23 - Morre em Brasília o jornalista Carlos Chagas

15:55 - 1 em cada 10 jovens brasileiros sofre de hipertensão arterial

15:44 - Ministério da Justiça determina que PF investigue envolvidos no jogo Baleia Azul

14:31 - Café pode diminuir risco de câncer de próstata, diz estudo

14:24 - Associação contesta adiamento do fim do sinal analógico das TVs

10:24 - Mais de 8 milhões trabalham em condições piores do que o contratado

10:22 - País tem 1,5 milhão de pessoas presas ao trabalho por dívida com empregador

10:16 - Professores particulares aderem à greve contra reformas e pais se revoltam

08:20 - Núcleo do PCC planejou resgate de Marcola e megarroubo em Ciudad del Este

07:24 - PF desarticula quadrilha especializada em lavagem internacional de dinheiro


 veja mais
Cuiabá, Quinta, 27/04/2017
 

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Quinta, 27/04/2017
32d16ba8179c555dc6f723de0bbcff0d anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Centrais sindicais marcam para a sexta-feira uma greve geral, com paralisação de serviços essenciais em todo o país. Na sua opinião:



Logo_classifacil









Loja Virtual