Sexta, 29 de novembro de 2013, 17h48

vale conferir

Descubra quais são os lugares da casa que mais concentram bactérias

Redação do R7


Limpeza é muito importante, isso ninguém pode negar. Mas algumas pessoas acabam desenvolvendo um determinado tipo de comportamento que, posteriormente, pode se transformar em um problema mais grave, onde acabam tendo verdadeiras compulsões por limpeza. O problema é que, além destas pessoas acabarem tendo problemas no dia a dia, elas nunca vão conseguir se livrar completamente dos germes e das bactérias.

Afinal de contas, eles estão presentes em todos os lugares. Por exemplo, existe a possibilidade de entrar em um elevador sem apertar dos botões disponíveis? E quantas outras pessoas por dia apertam aquele mesmo botão. Ou ainda, quando as pessoas estão fazendo compras no supermercado e pegam uma determinada embalagem que já passou por dezenas de outras mãos antes de chegar ali? E o dinheiro então, nem se fala…

Em todas esta situações, e muitas outras, estamos submetidos a uma verdadeira invasão de germes e bactérias, prontas para atacar de uma vez por todas nosso organismo. Não existem maneiras práticas de simplesmente evitar o contato com elas no dia a dia, mas existem formas de impedir que elas fiquem durante muito tempo em contato com a nossa pele.

Manter hábitos simples de higiene basta

A grande maioria dos médicos afirmam que existem hábitos simples de higiene no dia a dia que bastam para nos manter livres das doenças causadas pelos germes e bactérias que ficam saltado de um lado para o outro. Não é necessário também causar um grande alarde e querer viver dentro de uma bolha de plástico para que nenhum destes microrganismos cheguem perto de você.

As dicas são simples. Basta lavar as mãos sempre que se chega em casa, ou quando se chega no ambiente de trabalho, e também tomar sempre muito cuidado na hora de cozinhar e preparar os alimentos. Apenas com estas duas simples regrinhas no dia a dia as pessoas já conseguem precaver grande parte das doenças que podem se torar presentes no nosso dia a dia.

Além disso, estes devem ser hábitos que se passam de pais para filhos. É uma questão cultural. As mães devem ensinar aos filhos sobre a importância de higienizar as mãos da maneira correta, antes e depois de diversas atividades, como refeições, brincadeiras e passeios.

Acompanhe o GD também pelo Twitter: @portalgazeta

 

 



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Sexta, 05 de fevereiro de 2016

16:19 - Fiocruz confirma presença de zika saliva e urina

16:09 - Espumas de carnaval podem causar problemas aos olhos

16:01 - USP acompanhará 3 mil grávidas

11:32 - Começam hoje desfiles das escolas de samba paulistanas

11:30 - 400 mil pessoas devem passar pelo aeroporto de Brasília neste feriado

10:38 - PM de folga mata jovem após discussão em frente a bar em SP

09:52 - Foliões aprovam portais de segurança na entrada de circuitos

09:21 - Bancos fecham hoje e só reabrem na quarta-feira de cinzas

09:17 - Pesquisadores usarão 'minicérebros' para estudar efeitos da zika

08:54 - Butantã ainda não recebeu verba para vacina


 ver todas as notícias
Cuiabá, Sábado, 06/02/2016
 

WhatsApp

Fogo Cruzado waze

  • twitter
  • facebook
  • google+
  • rss
ao vivo

Rádios ao vivo
  • cbn
  • cbn
Indicadores Financeiros
Dólar Comercial 3,8894 -0,68%
Ouro - BM&F (à vista) 144,000 + 1,4085%
+ veja mais
Mercado Agropecuário
Boi Gordo @ 130,00
Soja - saca 60 kg 65,00
+ veja mais
Loterias
Mega-Sena 01 05 13 25 26 29
Quina 07 22 49 52 76
+ veja mais
Mais Lidas Enquete

Com o decreto de situação de emergência em saúde pública a população vai se conscientizar que a única forma atual de evitar a disseminação do vírus Zika é a eliminação dos focos do mosquito Aedes Aegypti?


Logo_classifacil