Transporte público é um problema para 12% dos cidadãos | Gazeta Digital

Quinta, 31 de agosto de 2017, 06h00

pesquisa em 319 cidades

Transporte público é um problema para 12% dos cidadãos


Agência Brasil

O transporte público é o quarto maior problema das cidades para 12,4% da população de 319 municípios brasileiros, ficando atrás apenas da violência e segurança, da saúde e do desemprego, de acordo com pesquisa sobre o perfil da mobilidade urbana nas grandes cidades, divulgado hoje (30), durante o Seminário Nacional NTU 2017 & Transpúblico, que tem como tema Qualidade no transporte público: uma demanda social. De acordo com os dados, 61,1% das pessoas consideram que o poder público é o responsável pela melhoria do transporte público.

Segundo a pesquisa realizada pela Associação Nacional de Transportes Urbanos (NTU), em parceria com a Confederação Nacional do Transporte (CNT), 59% dos entrevistados se deslocam todo dia e 53,3% estão se deslocando para ir ao trabalho, dos quais 45,2% fazem isso de ônibus. O estudo mostra ainda que 38% deixaram de utilizar o ônibus e 35,85 passaram a usar o carro. Entretanto, 62,6% estariam dispostos a voltar a se deslocar de ônibus caso os valores das tarifas fossem mais baixos e houvesse rapidez na viagem e flexibilidade para as opções de volta.

Quando questionados sobre a gratuidade das tarifas, 53,3% disseram não ter acesso à prioridade e entre aqueles que têm, 47,4% consideram a medida boa. Com relação à gratuidade, 50,9% sabem que o custo recai sobre os outros usuários, e 86,9% concordam com o benefício.

De acordo com o presidente da NTU, Otávio Cunha, a pesquisa mostra que as redes de transporte urbano não estão atendendo as necessidades de deslocamento da população e precisam ser melhoradas com investimentos em infraestrutura e com prioridade para o transporte público. "A questão das faixas seletivas, por exemplo, são um investimento barato. Não é só fazer a faixa e requalificar o serviço convencional. É colocar uma faixa para dar velocidade, reduzir os tempos de viagem, fazer pontos de parada mais civilizados e dar confiabilidade na viagem", disse.

Segundo Otávio Cunha, muitas cidades estão fazendo investimentos em faixas seletivas, mas não ainda de forma que a população perceba as melhorias. "Está claro que pode se ter ganho significativo de aumento de velocidade quando o ônibus trafega livre. E é muito fácil identificar em cada município os principais corredores de escoamento onde há adensamento de veículos e o ônibus disputando espaço com o automóvel".

Para Cunha ao reduzir o custo do serviço, a tarifa também é reduzida, atraindo nova demanda e novamente a tarifa pode ser reduzida, reproduzindo o ciclo.

O secretário municipal de Mobilidade e Transportes de São Paulo, Sérgio Avelleda, avaliou que o transporte público urbano deixou de ser a principal preocupação da população não porque o serviço está adequado, mas porque o desemprego, a preocupação com a saúde e a segurança aumentaram consideravelmente.

"Temos atributos que não estão atendendo os nossos usuários. Estamos perdendo usuários porque não estamos entregando o que eles querem. Se não olharmos para a revolução que a tecnologia pode promover para o setor, corremos o risco de acordar com uma concorrência difícil de ser combatida".

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Quinta, 11 de janeiro de 2018

18:13 - Taxistas terão ponto definitivo na rua 13 de Junho

08:00 - Estação Alencastro oferece serviços de recarga e consulta de saldo de cartão

Terça, 09 de janeiro de 2018

11:13 - Estação Alencastro gera crítica, dúvidas e apresenta problemas

Quinta, 04 de janeiro de 2018

16:56 - Prefeitura inaugura a primeira estação de ônibus climatizada de Cuiabá

09:41 - Tarifa de ônibus sobe para R$ 3,85 em Várzea Grande

Quarta, 03 de janeiro de 2018

14:12 - Novo valor da tarifa de ônibus é publicada e passa a valer nesta quinta

Terça, 02 de janeiro de 2018

10:16 - Mantida multa para ônibus com elevador defeituoso

Sexta, 29 de dezembro de 2017

10:39 - Procon estadual é contra reajuste de tarifa do transporte urbano

Quarta, 27 de dezembro de 2017

11:28 - Tarifa de ônibus pode subir para R$ 3,85 em 2018

Quarta, 06 de dezembro de 2017

11:34 - Sem abrigos de ônibus, usuários de Cuiabá 'padecem'


// leia também

Sexta, 19 de janeiro de 2018

11:51 - Por vacina contra febre amarela, pessoas se expõem em área de risco

11:47 - A febre amarela está aqui para ficar, diz OMS

09:43 - Redação do Enem 2017 tem 300 mil zeros e só 53 notas mil

08:41 - CNH de motorista que atropelou 16 em Copacabana está suspensa

08:25 - Atropelamento em Copacabana deixa um morto e 16 feridos

Quinta, 18 de janeiro de 2018

20:30 - Governo de SP antecipa mais uma vez campanha de vacinação

20:00 - Anistia Internacional defende ações para conter violência policial

19:00 - Rio antecipa fracionamento da vacina contra febre amarela para 25 de janeiro

18:33 - Temporal desabriga famílias e causa estragos em São Luiz do Paraitinga

18:00 - Macaco achado morto causa alerta de febre amarela em São Sebastião


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 19/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 19/01/2018
B4342464d885d68375f74fddbcec4a71 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

A Prefeitura de Cuiabá voltará a aplicar multas por videomonitoramento. Qual é a sua opinião sobre isso?




Logo_classifacil









Loja Virtual