Domingo, 06 de março de 2011, 03h00

cinco perguntas

Quebra-cabeça

Márcio Maio  / TV Press


A passionalidade com a qual Louise Cardoso fala de seu trabalho transparece a todo o momento em seu tom de voz. Ora mais intenso, ora mais contido. Em Insensato Coração, trama de Gilberto Braga e Ricardo Linhares, ela é a igualmente emocional e batalhadora Sueli, uma balconista de um quiosque numa praia do Rio de Janeiro envolvida em dramas familiares. E que, no momento, oscila entre a dor da morte do irmão Jonas, de Tuca Andrada, e outros sentimentos mais leves que beiram o humor. Uma variação que tem feito a atriz quebrar a cabeça. "É difícil encontrar o tom certo para ela. Às vezes, fico com medo de dar a mais ou a menos", entrega a atriz, que celebra 34 anos de carreira em 2011. Na novela, sua personagem também vai comemorar o novo cargo de gerente no quiosque de Vitória, personagem de Nathalia Timberg. E, involuntariamente, transformá-lo em um point para o público homossexual. Tudo porque compra uma bandeira com um arco-íris para o local por achá-la bonita, sem saber que se trata de um símbolo gay. Com isso, se tornará uma defensora da causa, iniciando na novela uma campanha social contra a homofobia. "Acho essencial discutirmos assuntos tão sérios em novelas. Não dá para aceitar que alguém sofra qualquer tipo de violência em função de opção sexual ou qualquer outra diferença", defende.

- Em Insensato Coração, você interpreta uma vendedora de quiosque da orla carioca. Morar em Copacabana ajudou na composição deste personagem?

- Sou muito observadora e sempre gostei de Copacabana. É, sim, um celeiro para personagens. Não só para tipos como a Sueli. É um desses lugares onde você encontra uma mistura incrível de pessoas. E como gosto de andar nas ruas, de olhar para o público, isso com certeza me ajudou bastante.

- A Sueli vai se tornar uma defensora da causa gay depois que alguns clientes do quiosque sofrerem ataques de homofobia. Você precisou fazer algum tipo de pesquisa para discutir esses assuntos?

- Por enquanto, não. Ainda não achei necessário. Procuro estudar o que está no texto porque o mais importante é mesmo o que está ali. A partir do que os autores me apontam, vou descobrindo a Sueli dentro de mim. Também leio muito e me interesso pelo assunto. Mesmo antes de ter sido escalada para esse papel. Qualquer forma de preconceito é absurda.

- Você vem intercalando personagens de comédia com tipos mais dramáticos na tevê. Sente falta de alguma coisa em sua carreira no veículo?

- Gosto de variar e estou satisfeita com essa característica. Mas o que sinto falta mesmo é de fazer uma vilã. Na verdade, só fiz uma: em Cambalacho. Era uma comédia, mas era vilã mesmo. Apanhava na cara e tudo. Isso eu gostaria de fazer. E são os personagens mais fáceis. Já a Sueli é dificílima! Estou adorando, é um papel genial, mas eu quebro a cabeça.

- Por quê?

- É difícil achar o tom certo. Ela oscila demais. É popular, tem um lado um pouco barraqueira, mas não pode ser muito. Tem outro dramático, mas também não pode ser muito. Tem um engraçado, mas não pode ser muito... Tenho que dosar bem o drama, a comédia, a emoção em geral. Às vezes, fico com medo de dar a mais ou a menos.

- Você grava muito na praia, em pleno verão carioca. Isso dificulta sua concentração?

- Olha, eu gravo embaixo de um sol bem forte. Às vezes, umas 8, até 11 cenas por dia. E com uma câmara só. Sinceramente, não é uma tarefa fácil. Mas tem outro lado também: um cenário ao ar livre, com o visual do mar e com contato do público, é muito mais interessante no ar do que um estúdio.

Insensato Coração

Globo, de segunda a sábado, às 21h.



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Domingo, 16 de fevereiro de 2014

00:00 - Harmonia em cena

00:00 - Encontro marcado

00:00 - À frente dos negócios

00:00 - Mudança em boa hora

00:00 - Para o mundo ver

00:00 - Na cara e na coragem

00:00 - Via Cabo

00:00 - Com açúcar e com afeto

00:00 - Busca da simplicidade

Domingo, 02 de fevereiro de 2014

00:00 - Ponto de equilíbrio


 ver todas as notícias
Sábado, 25/10/2014
 

ao vivo
Carregando o player...

Fogo Cruzado
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • rss
Rádios ao Vivo
  • cbn
  • cbn
Destaques TV Record
ao vivo
Enquete

Multas até 10 vezes maiores nas penalidades aplicadas aos motoristas irão diminuir os acidentes de trânsito?


Logo_classifacil