Brasileiros participam do filme Chamas da Vingança, nos EUA | Gazeta Digital

Domingo, 10 de outubro de 2004, 03h00

Brasileiros participam do filme Chamas da Vingança, nos EUA

Luiz Carlos Merten  / São Paulo/AE


Graças ao sucesso internacional de Cidade de Deus, o diretor de fotografia do filme de Fernando Meirelles é considerado hoje um dos maiores do mundo. César Charlone tem recebido muitos convites para filmar fora do país. Recusa a maioria porque não quer ficar longe da família. Mas fotografou o filme inglês de Meirelles - O Fiel Jardineiro, adaptado de John Le Carré -, acaba de integrar o júri do Festival da Macedônia - que só premia fotógrafos - e deve ir a Londres para participar de um seminário sobre cinema latino-americano no Institute of Contemporary Arts. Desde sexta-feira você encontra o nome de César Charlone nos créditos de Chamas da Vingança, o thriller de Tony Scott com Denzel Washington que estreou em salas de todo o país.

Charlone não é o único brasileiro na equipe técnica e artística de Chamas da Vingança. Dois atores de Cidade de Deus também estão no elenco - Gero Camilo e Charles Paraventi. O diretor de fotografia só tem elogios para Tony, irmão de Ridley Scott. "É um ser humano extraordinário e um grande profissional."

Mas ele admite que foi frustrante integrar a equipe de Chamas da Vingança. "Tony nos chamou porque tinha a maior admiração pelo Cidade de Deus. Chegava a andar com uma cópia do filme para cima e para baixo. Mas ele não queria reproduzir a fotografia do nosso filme nem me queria para ser diretor de fotografia. Quem assina a fotografia do filme é Paul Cameron. O Tony me chamou por causa do trabalho de câmera de Cidade de Deus, que achava genial. Mas eu lhe fiz ver que não faria sentido copiar a câmera do filme do Fernando, porque ela é organicamente indissociável da história e do estilo de Cidade de Deus."

Só que no caso de Fernando Meirelles, a câmera desequilibrada e frenética, a fotografia contrastada e aguda, estavam a serviço de uma idéia, ou de várias idéias, embora ainda hoje haja quem pense o contrário.

Quando soube que seria cameraman, Charlone nem quis aceitar o convite. Tony Scott foi persuasivo. "Perguntou quantos anos eu tinha? Na época, eram 52. Perguntou também há quantos anos estava no ramo? Disse-lhe que há 30 e ele quis saber se sempre em filmes latinos? E aí me disse - você costuma filmar com poucos recursos. Não tem curiosidade de ver como é, por dentro, uma grande produção de Hollywood? Disse-lhe que era um sem-vergonha, mas o Tony me convenceu e eu fui ver como era Hollywood por dentro."

"Tony foi pintor antes de ser cineasta. Possui uma rotina no set. Todo dia, levanta-se às 4 horas e, fumando o primeiro charuto Montecristo do dia, desenha as cenas que serão filmadas mais tarde. Às 6 da manhã, ele chama a equipe e distribui as tarefas. Nunca vi storyboards tão precisos. Trouxe alguns, para o caso de alguém querer comparar com o filme. Tony sabe tudo sobre perspectiva e lentes. Não espera que ninguém seja criativo. Distribui tarefas. O Cameron (fotógrafo) bufava de raiva - esse homem não me deixa criar, dizia."

César Charlone documentou todo o processo em vídeo. "Era um caipira em Hollywood e queria aprender." E como aprendeu! Logo em seguida, chamado por Spike Lee, fez a fotografia do telefilme Sucker Free City e aí já sabia tudo sobre o estilo das produções americanas. C

Charlone não gosta particularmente de Chamas da Vingança. Nem da fotografia, que define como "efeitista". A história, sobre o seqüestro de uma menina, possui elementos interessantes, mas a realidade mexicana (e latina) é vista com olhar de gringo.

"O Tony é inglês, mas pensa com a mentalidade de americano." Ele confirma o que Gero Camilo já havia dito ao repórter -"Denzel (Washington) fez um trabalho sensacional com a continuísta. Eles criaram uma curva para a evolução do personagem. Você pode não gostar do filme, mas o cara é convincente."

Washington vivia trancado no trailer. Só saía para filmar. "Tony prepara a cena com figurantes e só chama os atores na hora de filmar. Nem eu nem Gero podemos dizer que convivemos com Denzel, mas era impressionante vê-lo dominar seu personagem".

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Quinta, 09 de fevereiro de 2017

18:56 - Gato vira mestre-de-obras

Segunda, 06 de fevereiro de 2017

19:44 - Casal supera 6 abortos para realizar sonho

19:38 - Canadense é pego com 22 pepitas de ouro escondidas

Sábado, 04 de fevereiro de 2017

08:24 - Menino está se 'transformando em pedra'

Segunda, 30 de janeiro de 2017

15:40 - Confira os vencedores

Domingo, 29 de janeiro de 2017

08:35 - Frutos do Mar são grandes causadores de alergia no verão

Sexta, 27 de janeiro de 2017

10:07 - Criticas de cinema!

Quinta, 26 de janeiro de 2017

10:14 - Max Steel - O Filme

Terça, 24 de janeiro de 2017

09:49 - Star Wars - The Last Jedi

Segunda, 23 de janeiro de 2017

10:35 - Tom Jobim


 ver todas as notícias
Cuiabá, Segunda, 11/12/2017
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Segunda, 11/12/2017
A93eb4c7313af4c52e31e9e52d3bdd37 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Sobre o surgimento dos outsiders, pessoas influentes de fora da política, nas próximas eleições




Logo_classifacil









Loja Virtual