Cancelado | Gazeta Digital

Sábado, 20 de maio de 2017, 00h00

Cancelado


As mobilizações programadas para o domingo em todo o país, não irão mais acontecer. A organização ficaria por conta de entidades como Movimento Brasil Livre e o Vem pra Rua, que se destacaram por protestos que pediam o impeachment de Dilma Rousseff. Kim Kataguiri, líder do MBL, disse que ‘há material de sobra para investigar Temer, mas os áudios são inconclusivos’.

Usina e propina

Chamado de ‘ladrão’ logo que desembarcou no Brasil, o deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), tinha especial interesse no funcionamento da Usina Termelétrica de Cuiabá. Segundo delação do dono da JBS, Joesley Batista, Rodrigo aceitou receber propina no valor de 5% sobre os lucros da usina em troca de influenciar uma decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em favor da empresa.

Boi na linha

Interceptação telefônica feita com autorização judicial flagrou uma rápida conversa entre o senador afastado Aécio Neves (PSDB) e o ministro do STF, o mato-grossense Gilmar Mendes. Na conversa, segundo o jornal Folha de São Paulo, Aécio pede que Gilmar telefone para outro senador tucano para que este siga a orientação de voto do partido na apreciação do projeto que tratava do ‘abuso de autoridade’.

Carne fraca

Depois de uma semana turbulenta, muitos políticos com cargos eletivos certamente preferem mudar o cardápio do fim de semana a ter que correr o risco de saborear um churrasco com carnes da JBS. Só a pronúncia dessas 3 letras já os coloca na defensiva. É o ‘efeito Odebrecht’ se reinventando em outras áreas.

Não é santo

A ‘esperteza’ do empresário Joesley Batista, aliado às denúncias bombásticas que trouxe à tona, acabaram por tirar de cima dele o alvo principal das críticas e do julgamento popular. Obviamente que a pecha de corrupto está colada na imagem do senador Aécio Neves e do presidente Michel Temer, homens públicos com relações promíscuas com o empresariado. Mas a opinião pública não deve se esquecer que Joesley corrompeu, fez tramoias para se beneficiar, e lucrou muito com isso. E tem que responder criminalmente por isso.

Nova vara

O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Rui Ramos implantou a 3ª Vara na Comarca de Nova Mutum, que vai atuar na esfera criminal.
A implantação significa uma importante conquista para o Poder Judiciário mutuense, uma vez que atualmente tramitam cerca de 16 mil processos na Comarca de Nova Mutum.

Poucas & Boas

Mas a bomba atômica que caiu sobre Brasília na quarta-feira acabou por, de certa forma, criar uma cortina de fumaça sobre a crise em Mato Grosso. Junto com o arrefecimento dos ânimos quanto aos grampos, veio uma espécie de congelamento das pautas que o governo Taques pretende aprovar na Assembleia. As propostas de teto de gastos e das reformas na área da economia, que prometem intenso debate no Legislativo, ficaram de lado. Há muita poeira para baixar, seja aqui, seja em Brasília, antes que tudo volte ao normal.

***

A semana foi quentíssima também para a política local, principalmente por conta da repercussão do caso dos grampos ilegais. No rastro da polêmica, houve arranca-rabo entre deputada e secretário de Estado tendo o machismo como pano de fundo, depois bate-boca entre a mesma parlamentar e um colega de Casa e muita, muita especulação sobre o esquema das escutas. Agendada com antecedência, a viagem do governador Pedro Taques aos EUA foi providencial - para ele - pois lhe permitiu ficar longe dos barulhentos burburinhos dos bastidores.

***

A JBS ajudou a financiar as campanhas políticas de 1,8 mil candidatos em todo o país, incluindo parlamentares de Mato Grosso. A maioria parte dos recursos, em verdade, foi repassado para os diretórios estaduais e nacionais, que por último irrigaram as campanhas. Ainda que as contas tenham sido aprovadas e as doações sejam legais perante a lei, fica sempre uma pulguinha atrás da orelha. Só respira aliviado quem não recebeu nenhum centavo da gigante empresa nacional.
 



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Sábado, 27 de maio de 2017

00:00 - Comparação

Sexta, 26 de maio de 2017

00:00 - Queda de braço

Quinta, 25 de maio de 2017

00:00 - A saúde grita

Quarta, 24 de maio de 2017

00:00 - Turismo

Terça, 23 de maio de 2017

00:00 - VLT no pacote

Segunda, 22 de maio de 2017

00:00 - Mais rusga

Domingo, 21 de maio de 2017

00:00 - Otimismo

Sexta, 19 de maio de 2017

00:00 - Devassa

Quinta, 18 de maio de 2017

00:00 - CPI da Funai

Quarta, 17 de maio de 2017

00:00 - Romper ou não romper?


 veja mais
Cuiabá, Sábado, 27/05/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Sábado, 27/05/2017
A15215da12928356f3b205355fe27350 anteriores




Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O que o poder público deve fazer para acabar com áreas conhecidas como cracolândias nas cidades?



Logo_classifacil









Loja Virtual