Me segura | Gazeta Digital

Sexta, 24 de novembro de 2017, 00h00

Me segura


Jayme Campos vem adotando cautela quando perguntado sobre os projetos para 2018, mas não consegue esconder sua euforia com as portas que podem se abrir mais adiante. A prudência ainda vigora em função de que o Democratas oficialmente é um dos principais aliados do PSDB do governador Pedro Taques e falar em projeto próprio para o governo ou Senado neste momento seria como deduzir que a aliança será quebrada. Campos fala como apoiador de Taques, mas pondera que o compromisso assumido com ele é até o fim deste atual mandato, ou seja, dezembro de 2018. Com a possibilidade de reunir no DEM nomes como Fabio Garcia e Mauro Mendes, Jayme Campos deixa tudo em aberto para o próximo ano.

No TRT

Foi publicado no Diário Oficial da União de quinta-feira (23) a nomeação do juiz Nicanor Fávero Filho, titular da 7ª Vara do Trabalho de Cuiabá, ao cargo de desembargador do TRT de Mato Grosso. O ato foi assinado pelo presidente Michel Temer. Nicanor encabeçou a lista tríplice dos magistrados que concorriam à vaga de desembargador do Tribunal pelo critério de merecimento, aberta com a aposentadoria do desembargador Osmair Couto. Natural de Ribeirão Preto (SP), Nicanor exerce a magistratura na Justiça do Trabalho mato-grossense desde 1993.

Escolas

Alunos de cinco escolas da rede estadual participaram na manhã de quinta-feira (23), da cerimônia de diplomação dos partidos eleitos no Programa Voto Consciente 2017, realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) em parceria com a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc).
Os estudantes se mobilizaram e se dividiram em partidos, o vencedor foi o Partido da Cultura, do Esporte e Lazer. As eleições ocorreram entre os dias 23 e 27 de outubro, e ao todo, 1.158 estudantes foram às urnas escolher um dos cinco partidos.

Pé no barro

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, esteve em Cuiabá na quarta-feira e se encontrou com empresários e políticos. A este público, Rabello cogitou a hipótese de fazer com que o banco esteja mais próximo de possíveis clientes em Mato Grosso. ‘O BNDES quer ter pelo menos sedimentada a sua presença física em Mato Grosso com a participação de representantes técnicos que residam aqui para conversar com o empresariado. Precisa pisar no barro. Precisamos ter gente nos locais, impossível estar em todos os lugares porque é impossível ter capilaridade. Essa presença física faz toda a diferença’.

Investimentos

Com investimentos superando a casa dos R$ 4 milhões foram oficialmente iniciadas as obras da Unidade de Pronto Atendimento - UPA do Grande Cristo Rei e que fazem parte de um pacote que envolve ainda a licitação para contratação das obras de quatro Unidades Básicas de Saúde - UBS nos bairros Construmat, São Mateus, Cabo Michel e Santa Isabel e que envolve outros R$ 6 milhões e também R$ 1 milhão cedidos pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso através de convênio com a Secretaria de Estado de Saúde para aquisição de insumos para funcionamento das unidades.

Queixas

Quem também anda chiando alto é o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Antonio Joaquim, que não se conforma com o travamento do seu processo de aposentadoria, ainda não assinado pelo governador. Para externar seu inconformismo, Joaquim escreveu um artigo em que ataca diretamente Pedro Taques, seu provável adversário nas eleições do próximo ano. ‘Taques teme me encarar nos olhos e ficar frente a frente comigo numa eventual disputa. Rasteiro, prefere o tapetão’, afirma o conselheiro. A revolta se baseia na consulta que o governo fez ao STF com o intuito de saber se o afastamento de Joaquim determinado pela Justiça pode obstar sua aposentadoria.

Cara a cara

Além de articulação, muitas vezes os gestores precisam de presença física em Brasília para resolver pendências cujas soluções parecem distantes. Com o apoio da bancada federal, o governador Pedro Taques fez apelos ao presidente Michel Temer, ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles e ao presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, tudo em um dia apenas, para acelerar o pagamento do FEX a Mato Grosso. Conseguiu o compromisso de todos para agilizar a aprovação e liberação de mais de R$ 400 milhões de compensação fiscal pelas exportações e R$ 110 milhões da dívida que a Conab tem com o Estado.

Sintonizado

Em entrevista à rádio Capital FM ontem, Jayme Campos, disse que tem acompanhado os desdobramentos da crise interna do PSDB. ‘Conversei por mais de 40 minutos com o deputado Nilson Leitão e ele me disse que está muito chateado com essa situação’, afirmou o ex-senador. Se de um lado, Leitão confirma o mal-estar dentro do ninho tucano, de outro o governador Pedro Taques também tem demonstrado insatisfação a seus pares. E um dos responsáveis por isso é justamente o deputado federal. Jayme Campos, na condição de aliado, acompanha com preocupação o alargamento do racha interno tucano.
 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Sexta, 19 de janeiro de 2018

00:00 - Bancada mais leal

Quinta, 18 de janeiro de 2018

00:00 - Forte demais

Quarta, 17 de janeiro de 2018

00:00 - Eleições

Terça, 16 de janeiro de 2018

00:00 - Espera sem fim

Segunda, 15 de janeiro de 2018

00:00 - Próxima vítima

Domingo, 14 de janeiro de 2018

00:00 - Problema à vista

Sábado, 13 de janeiro de 2018

00:00 - Semelhanças

Sexta, 12 de janeiro de 2018

00:00 - Realidades diferentes

Quinta, 11 de janeiro de 2018

00:00 - Ano novo, problemas velhos

Quarta, 10 de janeiro de 2018

00:00 - Negócios


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 19/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 19/01/2018
B4342464d885d68375f74fddbcec4a71 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O governador Pedro Taques não vai liberar dinheiro para o Carnaval nos municípios. O que você acha disso?




Logo_classifacil









Loja Virtual