Protesto | Gazeta Digital

Domingo, 03 de dezembro de 2017, 00h00

Protesto


O ‘Movimento Muda Brasil‘ de Cuiabá e o ‘Vem Pra Rua‘ realizam um ato hoje, às 17h, no Parque Tia Nair, em Cuiabá, incluindo um ‘adesivaço’ em apoio à operação Lava Jato, ao fim do foro privilegiado e da renovação na política. Representantes da organização do movimento querem alertar a população sobre a tentativa de alguns investigados em enfraquecer a Lava Jato. ‘Estamos atentos às pessoas que querem melar a operação e salvar a própria pele ou de amigos envolvidos na investigação. Não somos brasileiros omissos, somos honestos e queremos bandidos na cadeia‘, destacam.

Esporte

A resposta do governador era para um questionamento acerca do incentivo ao esporte no Estado, que vem recebendo críticas. Taques afirmou que o esporte é uma área importante e tem recebido atenção, mas que não consta na lista de prioridades do governo por enquanto.

Prioridades

Pedro Taques também não quer iludir quem espera massivos investimentos em todas as áreas, uma vez que os escassos recursos têm que ser racionalizados. ‘Prioridade vem primeiro. E, neste momento, nossa prioridade é a saúde pública e o pagamento dos salários’, disse, em entrevista concedida à radio Vila Real FM na última sexta-feira.

Sigilo

Os depoimentos sigilosos de Silval e Júnior Mendonça na 5ª Vara da Justiça Federal podem ter conexão com as informações contidas na delação dos advogados Kleber Tocantins e Alex Tocantins. Ambos já foram condenados por envolvimento com os esquemas de fraudes e desvios ocorridos durante o governo Silval Barbosa, mas fecharam acordo de delação com o Ministério Público Federal em busca de redução da pena e do montante financeiro a ser pago à Justiça a título de indenização. Ambos concordaram em pagar a quantia de R$ 500 mil, homologada pelo juiz Jeferson Schneider.

Caravana

O governo do Estado abriu um crédito suplementar, por anulação, para custear parte das despesas da Caravana da Transformação, que este ano já resultou em 36 mil cirurgias de catarata pelo Estado. O valor de R$ 770,5 mil que será redirecionado para a Caravana foi obtido a partir da anulação da verba inicialmente programada para a ampliação da estrutura física do Palácio Paiaguás. Outro decreto de suplementação, no valor de R$ 1,3 milhão, também foi autorizado para ser aplicado na Caravana. A última edição do ano ocorre nos próximos dias em Rondonópolis, sul do Estado.

Em 2018

Realista, o governador Pedro Taques (PSDB) projeta um ano de 2018 melhor do que 2017, mas não promete que seja uma ‘maravilha’. A razão é a crise que atinge praticamente todos os estados e que impede que as contas sejam saneadas, gerando problemas como o atraso de salários do funcionalismo e dificuldades para pagar unidades de saúde, por exemplo. De qualquer forma, Taques confia que a aprovação da PEC do Teto de Gastos trará um fôlego maior para a administração, que deixaria de gastar dinheiro com o pagamento de juros da dívida pública para redirecioná-lo a áreas essenciais de sua gestão.

Pizza

A chamada CPI do Paletó, instaurada na Câmara de Cuiabá, segue a passos lentos. E a tendência é de que, com a aproximação do fim do ano e do recesso parlamentar, os trabalhos sejam ainda mais esvaziados. Por sinal, até o momento sequer se definiu o formato das reuniões entre os membros da comissão. O relator, vereador Adevair Cabral, que pertence à base de apoio do prefeito Emanuel Pinheiro, sugere que os encontros sejam fechados à imprensa e à população. O presidente da CPI, Marcelo Bussiki, da oposição, discorda. Enquanto se discute o formato, o tempo passa e o cheiro de pizza fica mais intenso.

Holofotes

Quem não conseguiu fugir dos holofotes, embora fosse a sua vontade, foi o ex-secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques. Na última quinta-feira, o advogado e primo do governador foi até a Justiça Federal justamente na hora em que a imprensa estava a postos para cobrir os depoimentos do ex-governador Silval Barbosa, do empresário Junior Mendonça e do advogado Kleber Tocantins, todos réus no processo decorrente da Operação Ararath. Paulo Taques, que usa tornozeleira e cumpre medidas cautelares em face de seu envolvimento com a grampolândia, apenas informou que estava trabalhando e não quis dar mais detalhes sobre sua condição.
 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Sexta, 19 de janeiro de 2018

00:00 - Bancada mais leal

Quinta, 18 de janeiro de 2018

00:00 - Forte demais

Quarta, 17 de janeiro de 2018

00:00 - Eleições

Terça, 16 de janeiro de 2018

00:00 - Espera sem fim

Segunda, 15 de janeiro de 2018

00:00 - Próxima vítima

Domingo, 14 de janeiro de 2018

00:00 - Problema à vista

Sábado, 13 de janeiro de 2018

00:00 - Semelhanças

Sexta, 12 de janeiro de 2018

00:00 - Realidades diferentes

Quinta, 11 de janeiro de 2018

00:00 - Ano novo, problemas velhos

Quarta, 10 de janeiro de 2018

00:00 - Negócios


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 19/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 19/01/2018
B4342464d885d68375f74fddbcec4a71 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

A Prefeitura de Cuiabá voltará a aplicar multas por videomonitoramento. Qual é a sua opinião sobre isso?




Logo_classifacil









Loja Virtual