Eleições | Gazeta Digital

Quarta, 17 de janeiro de 2018, 00h00

Eleições


Por falar em eleição, se forem observados os nomes e partidos dos deputados que assinaram o pedido de instalação da CPI, é possível fazer um paralelo com as articulações que as legendas já estariam fazendo nos bastidores. Dilmar Dal’Bosco, por exemplo, que já anunciou interesse em entregar o cargo de líder do governo, é filiado ao DEM, partido que deve receber o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes, para uma eventual candidatura ao governo.

Assinaturas

Ao contrário do que ocorreu na Câmara de Cuiabá, onde vereadores da base governista assinaram o pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) contra o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) apenas para terem o direito de participar - e conduzir como lhes convém - das investigações; as assinaturas de deputados da base ao pedido de CPI contra o governador Pedro Taques (PSDB) têm outros motivos.

CPI da chantagem

Acontece que o governo do Estado deve muito mais do que apenas parte do duodécimo de 2017 para a Assembleia Legislativa. Nos bastidores, o comentário é que a CPI é apenas uma forma de pressionar o governo a pagar as emendas parlamentares que, em ano eleitoral, quando os deputados voltam às suas bases para mostrar o que fizeram e pedir votos, fazem uma falta danada. Alguém aí duvida de que, se as emendas forem pagas, a investigação não será arquivada?

Receita conhecida

A reportagem do Estado de S. Paulo não aponta dados fiscais específicos de Mato Grosso, mas a “receita” para a catástrofe financeira nos outros estados, de modo geral, é conhecida do governador Pedro Taques (PSDB): uma folha de pagamento que só cresce e uma arrecadação de impostos que só cai.

Caindo

Um levantamento feito pelo especialista em contas públicas Raul Velloso a pedido do jornal O Estado de S. Paulo e divulgado nesta terça-feira (16) mostra que os governos estaduais saíram de um resultado positivo de R$ 16 bilhões em suas contas em 2015 para um déficit de R$ 60 bilhões no fim de 2017.

Rouba, mas faz?

Ao criticar a gestão Pedro Taques afirmando que tinha um orçamento menor do que o atual para tocar o Estado e que, mesmo assim, pagou todas as folhas salariais e todos os duodécimos aos poderes em dia, o ex-governador Silval Barbosa (sem partido) só esqueceu um detalhe: também usou parte desse dinheiro para pagar propina mensalmente a deputados, conforme trechos de sua própria delação, e para quitar dívidas de sua campanha eleitoral.

Dinheiro novo

A previsão do especialista, de acordo com o jornal, é a necessidade de adoção de “medidas drásticas” pelos atuais governadores. Principalmente porque, por se tratar do último ano do mandato, eles não podem deixar restos a pagar para o próximo ano. A sorte de Pedro Taques é que a “receita”, neste caso, também é conhecida por sua gestão: buscar recursos extraordinários, o que o tucano gosta de chamar de “dinheiro novo”.

Biometria

O recadastramento biométrico dos eleitores de Cuiabá e Várzea Grande se tornou uma verdadeira prova de fogo, tanto para quem deixou o compromisso para a última hora, quanto para os servidores da Justiça Eleitoral. Não bastassem as filas enormes, ainda é preciso lidar com quedas no sistema informatizado. A solução é apenas uma: paciência de ambos os lados, tanto dos eleitores, que não se anteciparam, quanto dos servidores que precisam atender a todos com educação.
 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Sexta, 23 de fevereiro de 2018

00:00 - Versão oficial

Quinta, 22 de fevereiro de 2018

00:00 - Transferências

Quarta, 21 de fevereiro de 2018

00:00 - Incentivos

Terça, 20 de fevereiro de 2018

00:00 - Decisão

Segunda, 19 de fevereiro de 2018

00:00 - Fundos

Domingo, 18 de fevereiro de 2018

00:00 - Decisões

Sábado, 17 de fevereiro de 2018

00:00 - Vaquinha

Sexta, 16 de fevereiro de 2018

00:00 - Fim do prazo

Quinta, 15 de fevereiro de 2018

00:00 - Guerra à vista

Terça, 13 de fevereiro de 2018

00:00 - Nada de mágica


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 23/02/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 23/02/2018
A2e8b51001c64082e6766c7843812b80 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Boa parte de Cuiabá está infestada pelo mosquito aedes aegypti




Logo_classifacil









Loja Virtual