Gotas do Zeca e mais 6 produtos proibidos | Gazeta Digital

Quinta, 02 de julho de 2009, 03h00

RISCO PARA SAÚDE

Gotas do Zeca e mais 6 produtos proibidos

Nadja Vasques  / Da Redação


O fitoterápico "cura tudo" Gotas do Zeca está entre 7 produtos que tiveram a fabricação, distribuição, comércio e uso suspensos ontem pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O fitoterápico é fabricado, embalado e distribuído de Mato Grosso para todo o país, como constatou a Polícia Federal durante a operação "Drágea", deflagrada em maio deste ano para impedir a venda de produtos irregulares no Estado. (Ver lista completa no quadro abaixo).

De acordo com a Anvisa, a suspensão dos produtos é definitiva e tem validade imediata. Para o usuário que já tiver adquirido algum produto dos lotes suspensos (o número do lote é impresso na embalagem), a Anvisa orienta que o uso deve ser interrompido imediatamente.

O indício mais forte de que as Gotas do Zeca são fabricadas em Mato Grosso foi o fechamento, em 21 de maio, da fábrica de embalagens do fitoterápico, com a apreensão de mais de 200 mil frascos do produto. Os equipamentos da fábrica, que funcionava em Várzea Grande, também foram apreendidos pela Anvisa.

As Gotas do Zeca, vendidas em feiras livres de todo o país, contêm apenas xarope de sacarose (água com açúcar) e extrato de plantas, segundo análise laboratorial da Anvisa. Mas promete, de acordo com o rótulo, ser a solução para todas as "moléstias do intestino, estômago e fígado", como tonteiras, cólicas abdominais, desarranjo intestinal, cólicas hepáticas, excesso de peso e dor de cabeça.

Durante a operação "Drágea", o delegado da Polícia Federal e chefe do setor de inteligência da Anvisa, Adílson Bezerra, declarou que o processo de fabricação até a venda das Gotas do Zeca era conduzido por uma organização criminosa, instalada em Cuiabá, que havia setorizado as atividades de fabricação de embalagens, envasamento e distribuição do fitoterápico para driblar a fiscalização.

Riscos - A ingestão de medicamentos sem registro junto à Anvisa pode causar de uma alergia até a morte do paciente. No caso das Gotas do Zeca, a Anvisa alerta para o fato do fitoterápico ser composto de água com açúcar. Se ingerido em grandes quantidades por um diabético, por exemplo, pode matar. Outro problema é que, sem registro não há fiscalização, sequer da água usada como princípio ativo básico do produto, que pode estar contaminada com fezes.

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Quinta, 19 de outubro de 2017

20:36 - Justiça comunitária faz mutirão no Pedra 90

20:25 - Obras de recuperação da malha viária continuam nos bairros de VG

20:15 - Prefeitura lança construção da 1ª de 5 unidades básicas de saúde

13:00 - Novo aplicativo de transporte, 99POP começa operar em Cuiabá e região

11:28 - Violações aos direitos humanos são vergonha para MT

Quarta, 18 de outubro de 2017

19:52 - TJ autoriza nomes de 2 pais no registro de menino em Jaciara

18:49 - Negociação de débitos em Várzea Grande registra mais de 480 acordos

18:01 - Agricultor registra redemoinho de areia em fazenda no Mato Grosso. Veja o vídeo

15:20 - Curso para uso de cães no trabalho dos bombeiros começa quarta-feira

13:10 - Liminar que proíbe enfermeiros de pedirem exames agrava caos na saúde


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 20/10/2017
 
Facebook Instagram
GDEnem

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 20/10/2017
2b95336a644f97d5c7b35708aef8fdfb anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Prefeito Emanuel Pinheiro tenta garantir, em Brasília, recursos para os 300 anos de Cuiabá.




Logo_classifacil









Loja Virtual