Terça, 04 de dezembro de 2012, 12h15

LISTA AMARELA

Polícia prende 18 e desmantela quadrilha

Gláucio Nogueira, repórter do GD


 A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira 18 pessoas, apontadas como participantes de uma quadrilha responsável por 50% dos grandes roubos praticados contra empresas do ramo de transporte e logística em Cuiabá. As prisões ocorreram após a deflagração da operação “Lista Amarela”, comandada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf).

Desde as 6 horas da manhã, dezenas de policiais estiveram em vários locais para cumprir 27 mandados de prisão temporária e busca e apreensão. O delegado Fausto José Freitas da Silva, responsável pelas investigações, confirmou a prisão 11 pessoas até o momento e o cumprimento de 7 mandados dentro de unidades prisionais da capital, contra investigados na participação de pelos menos 6 grandes assaltos promovidos pela quadrilha.

Fausto Fernandes Durgo Filho, 38, o “Faustão”, é apontado como o líder da quadrilha e articulador dos crimes, que eram planejados muitas vezes dentro das unidades prisionais e executados por integrantes que estavam em liberdade. Ele foi preso.

Além de Fausto, foram presos Alexandre Benedito de Almeida Pinheiro, Ana Maria Rodrigues da Silva, Anderson Silvano Miranda Leite, Eriko Sebastião da Silva Moraes (preso), Everaldo Marques da Silva, Francisley Ferreira Fernandes Sales (preso), Glauce da Silva Neves (presa), Jamille Paula Gluchowski, João dos Santos Silva, Jose Bonifácio Nascimento de Barros(preso), Luiz Marcos da Costa, Marcela Severina da Silva, Mauro Junior de Moraes (preso), Paulo Eduardo Silva, Tabitha Chioratto Costa Figueiredo, Tiago Galdino de Figueiredo (preso) e Wellington de Matos Couto (preso).

Estão foragidos Claudinei Rodrigues, Dênis Araújo Nobre, Edivaldo de Oliveira, Higor Fernando dos Santos Nazário, Marcelo do Carmo Almeida, Milton Assunção de Souza e Rodrigo Rodrigues Corrêa.

Um dos assaltos promovidos pela quadrilha foi contra a Claro, no começo deste ano. Parte da carga de aproximadamente R$ 4 milhões foi recuperada dias após o roubo.

Outra empresa alvo da quadrilha foi à transportadora de medicamentos Panarello, cuja carga avaliada em R$ 500 mil foi recuperada pela Delegacia de Roubos e Furtos, dentro de uma residência no bairro Parque Cuiabá. Na ocasião, dois homens foram presos em pelo crime de receptação de produtos roubados.

O roubo aconteceu no dia 19 de julho deste ano, quando três homens armados invadiram a distribuidora, em Várzea Grande, imobilizaram os seguranças e os amarraram. Em seguida, estacionaram um caminhão, onde foram colocadas as caixas de remédios.

Veja as fotos dos identificados pela Polícia

 

Acompanhe o GD também pelo Twitter: @portalgazeta



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Segunda, 17 de dezembro de 2012

15:20 - Indiciadas 30 pessoas por roubos de transportadoras

Quarta, 05 de dezembro de 2012

00:00 - Quadrilha roubou mais de R$ 7 milhões em 6 meses

Terça, 04 de dezembro de 2012

15:29 - Mulheres tinham participação efetiva em quadrilha

08:52 - Quadrilha de roubos a transportadoras é presa em Cuiabá


// leia também

Sábado, 25 de abril de 2015

12:29 - Ibama flagra desmatamento de 617 ha e aplica multa de R$ 3 milhões

Sexta, 24 de abril de 2015

18:00 - Bloqueios atingem 8 pontos de 2 BRs e 2 rodovias estaduais

17:30 - Acusado de matar juíza vai a júri na terça

17:25 - Prefeitura lança aplicativo que disponibiliza rotas de ônibus

12:32 - Oficina fecha acordo para preservação de áreas úmidas em Mato Grosso

12:24 - Cuiabá sedia 27ª edição de evento de Educação Internacional

11:56 - Onça atropelada recebe alta

Quinta, 23 de abril de 2015

17:30 - Acusado de duas mortes não comparece por falta de escolta

17:13 - Bloqueio seguirá por tempo indeterminado

17:04 - Avião cai em mata fechada em Mato Grosso


 ver todas as notícias
Domingo, 26/04/2015
 

ao vivo
Carregando o player...

Fogo Cruzado
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • rss
Rádios ao Vivo
  • cbn
  • cbn
Destaques TV Record
ao vivo
Enquete

A administração dos Hospitais Regionais de MT que ainda são geridos pelas Organizações Sociais de Saúde (OSS) deve retornar ao Estado?


Logo_classifacil