Domingo, 21 de novembro de 2004, 03h00

VIOLÊNCIA

Bairros perigosos saem da lista de serviços de entrega

Janã Pinheiro  / Da Redação


- "Alô, quero pedir uma pizza".

- "Qual bairro, senhor?"

- "Pedregal".

"Aí não entregamos".

Casos como este estão sendo cada vez mais frequentes em Cuiabá. Bairros da periferia estão sendo riscados da lista de entrega de restaurantes, pizzarias, lanchonetes e farmácias que atendem no período noturno. Gerentes e proprietários destes estabelecimentos alegam que os pedidos não são aceitos para não expor entregadores à insegurança. Os clientes afirmam que estão sendo discriminados.

"Eu fiquei surpreso quando me deparei com essa realidade. Liguei numa famosa pizzaria de Cuiabá, às 21h, para fazer um pedido. A atendente perguntou onde eu morava. Disse que era no Pedregal e ela então me falou que neste bairro eles não entregavam. Achei um absurdo, argumentei, mas não teve jeito, não consegui encomendar a pizza. Sei que moro num bairro periférico, mas não sou bandido. Me senti discriminado", reclama o funcionário público Marcos Alves.

A lista dos bairros indesejados existe na maioria dos estabelecimentos que trabalha com entrega, porém de forma velada. "Já tivemos muitos casos de assaltos", afirma o gerente de uma pizzaria, que pediu para não ter seu nome revelado. Segundo ele, é comum os clientes reclamarem de discriminação. A empresa já chegou a ser denunciada no Procon. "Quando alguém questiona porque não fazemos a entrega, falamos que não cobrimos aquela área. Não posso dizer que não vou mandar meus entregadores em determinado bairro porque lá é violento, as pessoas não gostam", reconhece o gerente.

Os bairros mais citados pelos gerentes de farmácias, pizzarias e restaurantes como perigosos são: Alvorada, Santa Izabel, Renascer, Planalto, Florianópolis, Pedregal, Pedra 90, Jardim Vitória, Jardim União, Altos do Boa Vista, Dr. Fábio, Altos da Serra e a comunidade do Sucuri. Locais escuros, com endereço precário e muito distantes do Centro também são rejeitados.



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Terça, 22 de julho de 2014

17:38 - MST faz protesto na Justiça Federal por agilidade em processos

15:59 - MPE propõe ação contra prefeito e outras 21 pessoas

15:18 - Rondonópolis recebe 5ª unidade do MPF para atender 14 cidades

14:50 - Nove são presos durante operação

11:08 - Obra soma mais de R$ 21 mi em aditivo

09:51 - Temperatura deve cair em todo o Estado

08:56 - Cães farejadores encontram droga em ônibus

08:28 - PRF apreende 118 mil maços de cigarros do Paraguai

Segunda, 21 de julho de 2014

19:33 - Prefeito Mauro Mendes é a favor que amarelinhos usem armas não letais

18:00 - Prefeito anuncia obras de ampliação na Avenida dos Trabalhadores


 ver todas as notícias
Terça, 22/07/2014
 

Fogo Cruzado
  • twitter
  • facebook
  • google+
  • rss
Rádios ao Vivo
  • cbn
  • cbn
Destaques TV Record
ao vivo
Enquete

Você concorda que os agentes de trânsito em Cuiabá devem usar armas não letais como spray de pimenta e cassetete?


Logo_classifacil