Ministério Público Federal pede proibição | Gazeta Digital

Quinta, 22 de setembro de 2016, 08h24

'correntão'

Ministério Público Federal pede proibição

Keka Werneck, repórter de A Gazeta


O Ministério Público Federal em Mato Grosso (MPF) ajuizou ação civil pública, nesta quarta-feira (21), contra o Estado de Mato Grosso, tendo como alvo a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), pedindo a proibição da técnica de desmatamento chamada informalmente de “correntão”, usada na abertura e limpeza de áreas rurais.

O “correntão”, que era proibido em Mato Grosso, foi legalizado com o voto da maioria dos deputados da Assembleia Legislativa, em julho deste ano. Entidades de defesa do meio ambiente lamentaram a decisão, alegando que esta agressiva forma de desmatar coloca em risco animais e plantas.

Na ação, o MPF requer a adoção de medidas necessárias a proteção da flora e fauna e, entre elas, está a proibição do “correntão”.

Requer ainda a declaração de inconstitucionalidade do Decreto Legislativo no 49/2016, editado pela Assembleia Legislativa, que sustou efeitos de Decreto Estadual que proibia o uso do “correntão”.

A técnica, aprovada pelos deputados, e criticada pelos ambientalistas, consiste no uso de uma corrente pesada, cujas extremidades são presas em dois tratores e, por onde a corrente é arrastada, derruba o que vier pela frente, até mesmo gramíneas, assim como árvores de porte gigantesco.

O MPF destaca que de acordo com Notas Técnicas elaboradas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o método permite a remoção da cobertura vegetal em velocidade superior a outros procedimentos, razão pela qual tornou-se muito popular em Mato Grosso.

Entretanto, causa danos irreparáveis a fauna e flora, em especial as ameaçadas de extinção; gera agravamento de processos erosivos do solo e ainda pode incentivar o desmatamento ilegal. “Resultando em um grave desequilíbrio ecológico que pode levar anos para ser recomposto”, diz trecho de uma das notas.

Diante da petição do MPF, a Sema reagiu emitindo nota, na qual alega que recebeu demanda do setor produtivo, em favor do “correntão”, mas que, antes do assunto ser devidamente discutido, a Assembleia Legislativa votou e aprovou a questão.

O projeto que legaliza o “correntão” é do deputado estadual Dilmar Dal’Bosco.

A notícia repercutiu internacionalmente, uma vez que o território de Mato Grosso está dentro dos limites da Amazônia Legal. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sábado, 03 de fevereiro de 2018

10:35 - MP pede que Suzane faça 'teste do borrão' antes de decidir soltura

Quarta, 13 de dezembro de 2017

14:32 - IFMT deve publicar membros de banca nos seus concursos públicos

Quinta, 07 de dezembro de 2017

13:59 - Picciani recebeu R$ 11 milhões da Odebrecht, aponta denúncia

13:44 - MPF denuncia Picciani, Albertassi e Paulo Melo à Justiça

Sábado, 18 de novembro de 2017

17:26 - Ministério Público investiga desvio de R$ 200 milhões na PM paulista

Quinta, 16 de novembro de 2017

18:24 - Advogado de Picciani questiona decisão do TRF; MPF espera manutenção de prisão

Terça, 14 de novembro de 2017

14:04 - Raquel vai receber sugestões sobre resolução de Janot que dá superpoderes ao MP

Terça, 07 de novembro de 2017

17:31 - Conselho de Procuradores aprova documento contra PEC que dá autonomia à PF

Terça, 03 de outubro de 2017

16:25 - Justiça condena Bolsonaro por ofensas a quilombolas e negros

Terça, 26 de setembro de 2017

16:35 - Tribunal nega liberdade e mantém Aldemir Bendine atrás das grades


// leia também

Sexta, 20 de abril de 2018

13:37 - Membro de organização criminosa, foragido é preso em Cuiabá

10:49 - Jardim Cuiabá suspende convênios com 8 planos de saúde

10:16 - Bloqueada, viatura para na pista com risco de acidente e delegado quer punição

09:18 - Universitário bêbado derruba poste e bate em veículos estacionados

09:00 - Professores paralisam as atividades e exigem cumprimento de acordo

08:40 - Colisão frontal entre carreta e Gol mata rapaz de 27 anos na BR-163

Quinta, 19 de abril de 2018

17:55 - Motorista perde os sentidos, capota carro e bate em Jeep

14:13 - Carro pega fogo na Avenida Ulisses Pompeu e motorista sai ileso - Vídeo

10:50 - Índios fecham rodovia e cobram pedágio de até R$ 100

09:26 - Acidentes são registrados na Capital após manhã chuvosa


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 20/04/2018
 

Facebook Instagram

Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 20/04/2018
F63c48b1bcb22cc142a7348ce704b313 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

Candidatos poderão arrecadar recursos para campanha em financiamento coletivo




Logo_classifacil









Loja Virtual