Sexta, 17 de fevereiro de 2017, 07h40

Situação de emergência

Chuvas isolam 7 comunidades de Santo Antônio - Veja fotos

Elayne Mendes, repórter A Gazeta


Cerca de 100 famílias, de sete comunidades ribeirinhas de Santo Antônio de Leverger (34 km ao sul de Cuiabá), estão “ilhadas” desde a madrugada de quinta-feira (16). Devido ao intenso volume de chuvas registrado nos últimos dias, o rio Cuiabá subiu e chegou a invadir algumas residências até mesmo na região central do Município. Nesta sexta-feira (17), o prefeito da cidade, Valdir Pereira de Castro Filho decreta estado de emergência e, caso a situação piore, já adiantou que o status passará para o de calamidade pública. Leverger será a 15ª cidade de Mato Grosso a decretar emergência neste início de ano por causa das chuvas.

Otmar de Oliveira

Uma força-tarefa composta por servidores do Executivo Municipal, Defesa Civil do Estado e Câmara Municipal realizou visitas durante todo o dia de ontem às famílias atingidas pelas águas do rio Cuiabá. “Nossa maior preocupação é com os idosos e as crianças. Os idosos, porque muitos são diabéticos e hipertensos e muitas vezes tomam remédio controlado. As crianças pelo fato de terem contato com água suja e poderem adquirir micoses, diarreia e outras doenças transmitidas pela água suja. Esse está sendo o nosso público prioritário”, informou o prefeito de Santo Antônio.

Castro Filho ainda conta que foram realizadas diversas consultas médicas e medicamentos, combustível e água potável também foram distribuídos à população. “As consultas começaram ainda no caminho até as comunidades. Encontramos uma família que subia o rio de barco para buscar atendimento. Haviam duas idosas e uma criança, que foram examinadas e receberam medicação”.

Em época de chuva as famílias ribeirinhas têm que comprar água potável para consumir, uma vez que a maioria utiliza água de poços artesianos. “Com a chuva vem o lixo, o esgoto e a água fica inadequada para uso humano. Por isso, entregamos galões de água mineral, componentes para limpeza da água para uso em geral, como tomar banho e fazer comida”, explicou a vice-prefeita, Francieli Magalhães.

Otmar de Oliveira

Ao todo, residências e comércios de sete comunidades foram atingidos pelas águas do rio, sendo elas,Praia do Poço I e II, Barranco Alto I e II, São José, Barra do Aricá e Santa Luzia. Segundo o gestor de Santo Antônio, durante os próximos dias, a casa de uma agente de saúde, localizada na comunidade do Barranco Alto I, servirá de consultório médico. “Já temos algumas consultas pré-agendadas e as demais ocorrerão por ordem de chegada. Detectamos algumas crianças com feridas no corpo e estas precisarão ser acompanhadas de perto”.

Equipes da Secretaria de Assistência Social também foram encaminhadas à região ribeirinha. As servidoras iniciaram o cadastro de todas as famílias para poder providenciar a entrega de cestas básicas, que começarão ser entregues nesta sexta-feira. Conforme Castro Filho, apesar das pessoas já terem uma experiência com o período chuvoso, o sentimento dos moradores é de gratidão. “Toda ajuda sempre é bem vinda, ainda mais nessa situação de completo alagamento. Só consegue-se ter acesso às comunidades por meio de barco”.

Otmar de Oliveira

Presidente da Câmara de Vereadores, Ugo Padilha também subiu no barco e desceu o rio Cuiabá. Ele realizou entrevistas junto às famílias e disse que os vereadores estão prontos para prestar todo o apoio necessário à população. “A força-tarefa nos possibilitou saber a real situação em que se encontram os ribeirinhos. Tememos por mais dias chuvosos, porque a situação é realmente alarmante. Mas, continuaremos a realizar o monitoramento diariamente, para prevenir possíveis tragédias”.

Moradora de Santo Antônio de Leverger desde que nasceu, a comerciante Ana Maria da Silva Salgado, 63, vive próximo ao centro da cidade, mas ainda assim a água invadiu o seu comércio, devido à proximidade com o rio. “Já estou acostumada, todos os anos água divide o espaço com as minhas mercadorias. Em dezembro eu já subo os produtos para a parte mais alta da prateleira e suspendo o freezer do chão, para não queimar o motor”, conta mostrando o freezer sob três engradados de cerveja.

De acordo com Ana Maria, entre a noite de quarta-feira e madrugada de quinta-feira a água chegou a marcar um metro na parede do seu comércio. “Quando passar as chuvas vamos aterrar o terreno para ficar mais alto e subir o telhado também. Porque do jeito que está indo, daqui uns dias o velho prédio não suportará mais a umidade”.

Dalva Arruda diz estar preocupada com a tia que mora às margens do rio. Segundo ela, os últimos dias têm sido de completa apreensão. “Estamos acostumados com as chuvas que sempre caem sobre a cidade nessa época do ano. Mas, dessa vez a intensidade está maior e se continuar assim, meus tios terão que sair da casa onde moram. Eles já subiram todos os móveis”.

Otmar de Oliveira

Estado de Atenção - Devido ao registro do aumento da cota de permanência do rio Cuiabá nas imediações de Santo Antônio de Leverger, a Secretaria-adjunta de Proteção e Defesa Civil enviou uma equipe para atuar no município em parceria com agentes das secretarias de Assistência Social e Saúde de Santo Antônio. Porém, a situação no município ainda não é considerada emergencial, e sim de atenção.
Conforme a pasta, o nível do rio Cuiabá em Santo Antônio na manhã de quinta-feira chegou a 9,08 metros. Durante à tarde, entre 14h e 15h, o nível baixou para 9,02 metros. 

 



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 24 de fevereiro de 2017

08:00 - Mato Grosso homologa situação de emergência - Veja vídeo

Quarta, 22 de fevereiro de 2017

15:23 - 41 municípios de MT estão em estado de emergência

Terça, 21 de fevereiro de 2017

11:24 - Um terço dos municípios de MT estão em estado de alerta - Veja fotos

Segunda, 20 de fevereiro de 2017

19:08 - Defesa Civil vai decretar emergência na região do Araguaia - Veja fotos e vídeo

Domingo, 19 de fevereiro de 2017

11:27 - Cheia atinge comunidades no Pantanal Mato-grossense - Veja vídeo

Sexta, 17 de fevereiro de 2017

16:33 - Chuvas destroem 15 pontes e 9 comunidades estão isoladas

Quinta, 16 de fevereiro de 2017

12:35 - Rio Cuiabá sobe e atrai curioso na orla no Porto - Veja fotos

10:43 - Com chuvas, barranco desmorona e atinge casa - Veja vídeo

09:00 - Chuvas intensas devem continuar até dia 21 em MT

Quarta, 15 de fevereiro de 2017

18:38 - MT possui 14 municípios em estado de emergência por causa das chuvas


// leia também

Sexta, 24 de fevereiro de 2017

08:00 - PRF inicia operação de Carnaval nas rodovias de MT

Quinta, 23 de fevereiro de 2017

18:09 - Politec divulga aprovados em processo seletivo - Confira lista

17:35 - Matrículas para escolas em período integral podem ser feitas pela internet

17:09 - Grupo Gazeta agradece parceiros do Natal da Solidariedade

16:44 - Justiça libera pesca nos rios de Rondonópolis

12:33 - Por salários, trabalhadores fecham MT-251 -Veja vídeo

08:09 - Dois motoristas são presos embriagados por dia

07:10 - Dengue, chikungunya e zika mantêm baixa incidência em MT

Quarta, 22 de fevereiro de 2017

18:26 - Obras de recuperação asfáltica continuam em VG

17:04 - Detran suspende CNH de 350 condutores em MT - Veja lista


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 24/02/2017
 

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Sexta, 24/02/2017
A62e5578094d90cd223922c882d8cb18 anteriores




Rádios ao vivo
  • cbn
  • cbn
Indicadores Financeiros
Dólar Comercial 3,0656 -0,12%
Ouro - BM&F (à vista) 122,40 +0,66%
+ veja mais
Mercado Agropecuário
Boi Gordo @ 126,00
Soja - saca 60 kg 64,50
+ veja mais
Mais Lidas Enquete

Reforma trabalhista prevê que patrões e empregados poderão negociar a jornada de trabalho, desde que não exceda 220h/mês. Qual sua opinião?



Logo_classifacil