Problemas se acumulam na UPA Morada do Ouro | Gazeta Digital

Quinta, 07 de dezembro de 2017, 08h45

Problemas se acumulam na UPA Morada do Ouro

Johnny Marcus, repórter de A Gazeta


São três da tarde e a desempregada Joelma dos Santos Cruz, 52 anos e moradora do bairro Centro América, ainda não almoçou e a dor no seu braço direito é lancinante. Impaciente, ela aguarda desde às 11h para ser atendida da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), da Morada do Ouro.

João Vieira

Joelma relata que dor no braço é "dilacerante"

“Até agorinha eu tava chorando”, desabafa dividida entre a vergonha e a revolta. “Aqui não tem nem bebedouro. Tô sem um centavo para compar nem que seja uma água”, completa. “Sofri um acidente de carro 15 anos atrás. Já operei o ombro cinco vezes. Hoje levei um tombo e meu braço não para de doer”.

A sala de espera da unidade de saúde está cheia. A babá Sandra Aparecida Silva segura em pé o neto de dois anos, enquando a filha Larissa Silva, 22 anos, sofre com uma dor renal crônica. Em silêncio, mãe, filha e neto aguardam por atendimento desde o meio-dia e meia. “Acho que ainda vamos ficar aqui por muito tempo”, reclama.

O rol de queixas em relação à unidade hospitalar é grande. Há denúncias de corredores lotados, banheiros interditados por falta de manutenção e móveis em péssimo estado de conservação.

Um funcionário, que pede anonimato por receio de sofrer represálias, denuncia que há dias em que faltam materias básicos de atendimento. “Às vezes não tem gaze, algodão, roupa de cama. Faltam agulhas e até autoclaves para estirilização do equipamento dos dentistas. Aqui só tem três cadeiras de rodas. Se chega um quarto paciente, tem que ser carregado”. Outro aspecto que gera preocupação entre os funcionários seria a falta de segurança. “De madrugada, não tem polícia e nem segurança”, acusa.

Outro funcionário, que também opta por não revelar o nome, alega que não dá para manter um atendimento eficiente com uma equipe de trabalho reduzida. “Aqui temos uma emergência, chamada de sala vermelha, que tem seis leitos. Infelizmente não conseguimos dar conta da demanda e por isso tem gente morrendo”.

A diretora da UPA, Thamara Ferreira Torres, segundo informações de servidores, estava em reunião na secretaria de Saúde. Michelly Arruda, diretora técnica, nega as denúncias. “Claro que temos pontos a serem melhorados, mas estamos fazendo um bom atendimento sim”.

Segundo a gestora, a unidade recebe pacientes de todos os bairros de Cuiabá e até de Várzea Grande. “Vem todo mundo. Muita gente acaba optando por fazer na UPA um procedimento que poderia ser feito no posto de saúde do bairro onde mora”.

Apesar de afirmar que não existem graves problemas estruturais na unidade de pronto atendimento, a diretora não autoriza a entrada da equipe de reportagem. 

Gazeta Digital também está no Facebook, YouTube e Instagram   



Aguarde! Carregando comentários ...


// matérias relacionadas

Sexta, 19 de janeiro de 2018

07:00 - MPE entra com ação para impedir suspensão de serviços em hospital

Quinta, 18 de janeiro de 2018

13:52 - Estado e prefeitura de Cuiabá negam dívidas com hospitais filantrópicos

Terça, 16 de janeiro de 2018

10:29 - Nova terapia para conter casos de aids no País está restrita a 3 postos públicos

Segunda, 15 de janeiro de 2018

15:22 - Funcionários da Santa Casa deflagram greve e unidade recusa pacientes

10:42 - Prefeitura de Tangará da Serra vai assumir gestão de UTI no município

07:30 - Casos de chikungunya disparam a 141% e MT Saúde faz campanha contra o Aedes

Sexta, 12 de janeiro de 2018

16:30 - Primeira morte por febre amarela em 2018 é confirmada no Rio de Janeiro

11:51 - Hospitais filantrópicos fecham UTIs e deixam de receber pacientes do SUS

Quinta, 11 de janeiro de 2018

18:30 - Secretaria confirma a morte de 67 macacos bugios pela febre amarela

10:08 - Adolescente de 15 anos morre sem diagnóstico e família vai processar


// leia também

Sexta, 19 de janeiro de 2018

09:09 - Multas por videomonitoramento voltarão a ser aplicadas em Cuiabá

Quinta, 18 de janeiro de 2018

14:04 - Pedestre morre atropelado ao tentar atravessar BR na madrugada

11:10 - Pai, mãe e filho morrem incinerados em grave acidente

Quarta, 17 de janeiro de 2018

16:01 - Governo lança concurso público para Secitec

14:01 - Estado tem quase 900 processos em andamento contra servidores, diz CGE

13:58 - Papiloscopistas identificam colombiano morto após assalto

Terça, 16 de janeiro de 2018

15:55 - Policial baleado em sequestro reencontra empresária e diretor de hospital

11:19 - Matrículas em Várzea Grande e no interior começam nesta terça-feira

10:52 - Carro bate de frente com moto em ultrapassagem e 3 morrem no local

09:08 - Vencimento da fatura de água vai mudar para todo dia 4 para unificar cobrança


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 19/01/2018
 

Facebook Instagram


Fogo Cruzado
titulo_jornal Sexta, 19/01/2018
B4342464d885d68375f74fddbcec4a71 anteriores



Indicadores Econômicos

Mais Lidas Enquete

O governador Pedro Taques não vai liberar dinheiro para o Carnaval nos municípios. O que você acha disso?




Logo_classifacil









Loja Virtual