A corrupção no Brasil é institucional | Gazeta Digital

Quarta, 09 de setembro de 2015, 00h00

A corrupção no Brasil é institucional


Assombra-nos diante de muitas coisas ruins, que vêm acontecendo no País. Nos choca assistir tanta roubalheira no Poder público do Brasil, de ponta a ponta e, nos governos federal, estaduais e municipais. São raros os gestores públicos que administram a coisa pública com honestidade e honradez. Ficamos indignados com a falta de ética dos nossos políticos.
O Brasil é um país onde tem muitos trabalhadores de bem, de empresários [a maioria honestos], que produzem e geram impostos. Ao mesmo tempo, convive-se o outro lado da ‘moeda’ [esta podre] com pessoas que usam de falcatruas, com obras e serviços superfaturados e sem licitação ou com licitação combinada, viciada. São recursos públicos desviados para contas bancárias pessoais e de laranjas para bancos de paraíso fiscal. Na realidade o Brasil, hoje é um paraíso fiscal, pois veja o caso da verba indenizatória e que aqui na Assembleia Legislativa e Câmara municipal de Cuiabá, é um verdadeiro paraíso fiscal, visto que os deputados e vereadores de Cuiabá, respectivamente recebem uma verba indenizatória de R$ 65.000,00 e 45.000,00. Verba esta que é depositada mês a mês na conta bancária dos parlamentares de forma líquida, sem desconto nenhum, nem mesmo para o Imposto de Renda.
Enquanto isso o assalariado comum desconta do mísero salário um enorme penduricalho em forma de taxa e impostos. São falcatruas indecentes e institucionalizada no poder público sob a chancela do Poder Judiciário que também ganha salários astronômico que não condiz com a pouca produtividade laboral. Ficamos indignados com tantas mazelas e fisiologismo nos poderes constituídos do País. Mais indignados, ainda, ficamos com a sociedade, que perdeu a capacidade de se indignar e achar que a corrupção no Brasil nasceu somente agora, no Governo do PT. Oras bolas, vamos fazer um movimento para que se apure a corrupção, a roubalheira, do governo de Sarney para cá, inclusive no governo tucano.
Este é um País onde as pessoas honestas não são reconhecidas e lembradas, caso específico, do Governo Militar de 1964 a 1985 e posteriormente, do governo de Itamar Franco, este um dos poucos homens públicos [governo democrático] honrados, juntamente com todos os militares que nos governaram e morreram pobres. E, agora fica um bando de marqueteiros se achando acima do bem e do mal, defendendo honestidade e retidão de caráter [PSDB e DEM, antigo PFL]. Façam um exame de consciência e examinem o quanto pobres eram os governantes desses partidos políticos e vejam a fortuna que hoje possuem, aqui mesmo em Mato Grosso dá para se observar isso. No Brasil tem prestígio quem rouba e se esconde. A corrupção no Brasil não é de partidos políticos! É institucional.

João da Costa Vital é contador, pedagogo e jornalista. Escreve as quartas-feiras em A Gazeta. E-mail: jcvital3@gmail.co



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Quarta, 30 de dezembro de 2015

00:00 - O sentido do tempo

Quarta, 23 de dezembro de 2015

00:00 - História de Natal

Quarta, 16 de dezembro de 2015

00:00 - Os beija-flores e a hospitalidade

Quarta, 09 de dezembro de 2015

00:00 - O Brasil precisa gastar menos

Quarta, 02 de dezembro de 2015

00:00 - Greves nas instituições de ensino

Quarta, 25 de novembro de 2015

00:00 - O ócio e o decoro parlamentar

Quarta, 18 de novembro de 2015

00:00 - O nacionalista Itamar Franco

Quarta, 11 de novembro de 2015

00:00 - Novas lideranças políticas

Quarta, 04 de novembro de 2015

00:00 - A corrupção e a tolerância

Quarta, 28 de outubro de 2015

00:00 - Dia do Servidor Público


 veja mais
Cuiabá, Terça, 27/06/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 27/06/2017
Dddff6c44661c0b0079161a551188933 anteriores




Indicadores Econômicos

Indicadores Agropecuário

Mais Lidas Enquete

Tramita no Senado projeto de lei que concede prioridade para pessoas acima de 80 anos em relação aos demais idosos.




waze

Logo_classifacil









Loja Virtual