O sentido do tempo | Gazeta Digital

Quarta, 30 de dezembro de 2015, 00h00

O sentido do tempo


Amigos e amigas, leitores de A Gazeta, neste finalzinho do ano de 2015 e, consequentemente, limiar de um Ano Novo, se encerra, hoje, com enorme satisfação a minha trajetória que começou no limiar do ano de 1994. Entendemos que é o momento exato de deixar o espaço valoroso deste grande jornal tão bem comandado pelo cortês Dorileo Leal. O nosso convívio - escritor/leitor - nas preciosas páginas deste jornal foi bastante significativo, nesse tempo de 21 anos ocupando nosso agradável tempo como jornalista.
O tempo é uma dimensão indissociável da vida e tem deixado sua marca na evolução histórica da humanidade. Desde os idos de 1994, do século 20, aqui estamos com a nossa singela participação, emitindo nossa opinião, arquitetando ritos em que demandaram dos meus ideais políticos e sociais, sem deixar vestígios e rastros da desonra e da infidelidade. Ser jornalista/articulista é trilhar caminhos, às vezes inusitados, mas fomos ancorados, sempre, pela galhardia dos dirigentes deste grande jornal - nas pessoas de redatores do presente e do passado. Sempre nos proporcionaram liberdade de expressão. Todavia, a história humana vem mostrar a cada novo dia que o tempo de vida reinaugura-se um novo poder político e na imprensa.
Este jornalista/articulista entende que o jornalismo no Brasil está muito confuso. Que nos degrada e nos retira toda inspiração para escrever. Estamos cheios de todos os dias ligarmos a TV, abrirmos as páginas dos jornais e não vê e nem ler demonstração de apreço, de incentivo na busca de dias melhores. São críticas sistemáticas sem se apresentar soluções, exceto três honrados e competentes jornalistas: Ricardo Boechat, Paulo H. Amorim e Sidney Resende, este foi demitido da rede Globo, recentemente, porque disse: ‘A mídia brasileira usa de má intenção com a Dilma‘. A corrupção tem sido a ordem do dia. Há muita hipocrisia nos meios jornalísticos. Para mim chega! Transbordei-me, me enchi de uma imprensa com uma abominável parcialidade, que se eterniza num vergonhoso escambo de interesses. Quando você olha para um copo cheio d’água, será que é capaz de dizer que uma única gota a mais fará o copo transbordar? Difícil, não é? É possível que faltem ainda várias gotas! Mas, também é possível que o copo esteja no seu exato limite! É assim que estou.
Apaixonei-me várias, pelo jornalismo, hoje sinto nojo! O jornalismo brasileiro atual é ‘um prato feito‘! 90% dos articulistas repetem o que a Globo e a Veja fazem! Sou diferente, por isso me sinto um peixe fora d’água! Consolidei a minha paixão pela leitura, o livro que marcou a minha vida foi: ‘Olhai os lírios do campo‘ de Érico Veríssimo. Vivenciei um período abençoado até agora. Testemunhei o Brasil ser pentacampeão. Vi os sucessos de Elvis Presley, Beatles, Anos 60 e Tom Jobim... Encerro hoje as minhas atividades neste jornal. Nos poucos anos que me restam, quero cultivar o bom humor.

João da Costa Vital É Contador, Pedagogo e Jornalista. Colaborador deste jornal há 21 anos. E-mail: jcvital3@gmaisl.com



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Quarta, 23 de dezembro de 2015

00:00 - História de Natal

Quarta, 16 de dezembro de 2015

00:00 - Os beija-flores e a hospitalidade

Quarta, 09 de dezembro de 2015

00:00 - O Brasil precisa gastar menos

Quarta, 02 de dezembro de 2015

00:00 - Greves nas instituições de ensino

Quarta, 25 de novembro de 2015

00:00 - O ócio e o decoro parlamentar

Quarta, 18 de novembro de 2015

00:00 - O nacionalista Itamar Franco

Quarta, 11 de novembro de 2015

00:00 - Novas lideranças políticas

Quarta, 04 de novembro de 2015

00:00 - A corrupção e a tolerância

Quarta, 28 de outubro de 2015

00:00 - Dia do Servidor Público

Quarta, 21 de outubro de 2015

00:00 - Educação democrática


 veja mais
Cuiabá, Terça, 27/06/2017
 

GD Empregos

WhatsApp Twuitter
WhatsApp

Fogo Cruzado
titulo_jornal Terça, 27/06/2017
Dddff6c44661c0b0079161a551188933 anteriores




Indicadores Econômicos

Indicadores Agropecuário

Mais Lidas Enquete

Tramita no Senado projeto de lei que concede prioridade para pessoas acima de 80 anos em relação aos demais idosos.




waze

Logo_classifacil









Loja Virtual