Quarta, 13 de julho de 2016, 00h00

Waldir Bertúlio

Pânico no Congresso Nacional

Waldir Bertúlio


Existe um pressão cada vez maior, uma orquestração aparentemente dissimulada para limitar, impedir e obstruir as ações da Operação Lava Jato. Em curso, projetos tentando o impedimento da delação premiada, sem a qual, não teríamos certamente esta quantidade cada vez maior de políticos e empresários envolvidos na corrupção e saque do setor público. Existem 7 projetos tramitando na Câmara Federal, e um no Senado. É muito grande a pressão dos políticos para esfriar as investigações, que têm como referência e alvo principal o Juiz Sergio Moro. Por enquanto são 36 senadores e 56 deputados envolvidos nas investigações. São bombas detonando em compassos, colocando os últimos governos e o governo provisório em alto risco com os desvios e corrupção sendo colocados á descoberto.
 Governos e aliados ameaçados. Cunha, enfim desapiado, tem o rabo preso de muita gente, munição para colocar mais intensamente o Congresso em ‘ polvorosa‘. Delações que estão em fase de homologação, são verdadeiros petardos potenciais, com o Congresso em frangalhos, na síndrome do medo das prisões que pairam sobre as cabeças dos mandatários e operadores do Planalto e Congresso Nacional. O medo é geral, senão, verdadeiro pânico.
O projeto das 10 medidas anticorrupção do MPF, e da iniciativa popular, veio andando em passos muito lentos, agora retirado do regime de urgência. Juiz do STF ( Celso de Melo) contraria decisão da Corte, negando prisão após condenação em segunda instância. Ação notadamente pró impunidade. O texto sobre abuso de autoridade avança no Senado, com intuito real de atingir a escalada das investigações. O Deputado André Moura ( PSC-CE), apesar do travamento da proposta das 10 medidas contra a corrupção, retirou urgência de três propostas que aguardam desde 20/05. São eles: - Tipificar crimes de enriquecimento ilícito para funcionários públicos; indisponibilidade de bens de funcionários públicos envolvidos em corrupção, punição de partidos por desvio e desmandos nas prestações de conta. As 10 medidas contra a corrupção chegaram a Câmera em março, até hoje a Comissão não está completa.
Renan Calheiros desengavetou projeto de abuso de autoridade mofando no senado desde 2009, tentando levar urgente para a votação.Mesma estratégia da Câmara, tentar obstruir as investigações, sob argumentos que tentam disfarçar a realidade. Este Senador é investigado em 11 projetos no STF. Existe até um projeto que prevê pena de prisão e multa para Delegados, Promotores, Juizes e Ministros dos Tribunais Superiores que efetuem prisões tidas como ilegais (?).
 Com a proximidade das eleições, está esvaindo o sistema corrupto de financiamento eleitoral, nos moldes que vinha sendo feita. Será eliminada a corrupção? Certamente que não, está sendo atacada focalmente com severidade. Já engendram outras formas de desvio para financiar mandatos, a começar pelo Caixa 2. As eleições municipais ocorrerão nos municípios em zona obscura, frente ao profundo desgaste da classe politica. Por enquanto, é bom jogar na esperança, cantada por Gonzaguinha: ‘Eu acredito na rapaziada/ Que segue em frente e segura o rojão/ Eu ponho Fé é na fé da moçada/ Que não foge da fera enfrentando o leão/ Eu vou a luta com essa juventude/ Que não corre da raia a troco de nada/ Eu vou no bloco dessa mocidade/ Que não tá na saudade e constrói/ Á manhã desejada‘. Existem ventos soprando contra os turbilhões da desfaçatez política. A sociedade precisa apoiar incondicionalmente a Operação Lava Jato e pressionar para uma mudança na política e nos rumos do nosso país.


Waldir Bertúlio é professor da UFMT. E-mail: waldir.bertulio@bol.com.br
 



Aguarde! Carregando comentários ...


// leia também

Quarta, 18 de janeiro de 2017

00:00 - Crise Internacional e o Capital - 2

Quarta, 11 de janeiro de 2017

00:00 - Conjuntura - A força ascendente do neoliberalismo I

Sábado, 07 de janeiro de 2017

00:00 - Feliz ano velho?

Sexta, 23 de dezembro de 2016

00:00 - Autos de Natal e Ano Novo

Quinta, 15 de dezembro de 2016

00:00 - Brasil: futuro incerto?

Quarta, 23 de novembro de 2016

00:00 - Racismo e Consciência Negra

Quinta, 17 de novembro de 2016

00:00 - Política, conservadorismo e resistência

00:00 - Política, conservadorismo e resistência

Quarta, 09 de novembro de 2016

00:00 - A cultura do fisiologismo

Quarta, 02 de novembro de 2016

00:00 - A cultura do descrédito político


 veja mais
Cuiabá, Sexta, 20/01/2017
 

WhatsApp


Fogo Cruzado waze

titulo_jornal Sexta, 20/01/2017
4fa6f0aa8dc554a3a883d344d91b9b74 anteriores




Rádios ao vivo
  • cbn
  • cbn
Indicadores Financeiros
Dólar Comercial 3,2193 +0,25%
Ouro - BM&F (à vista) 125,00 +0,81%
+ veja mais
Mercado Agropecuário
Boi Gordo @ 131,00
Soja - saca 60 kg 66,50
+ veja mais
Mais Lidas Enquete

Uma lei municipal de 2016 determina que todos os assentos do transporte coletivo de Cuiabá são preferenciais para idosos, gestantes e deficientes. Você concorda com isso?



Logo_classifacil