Cuiabá, Terça-feira 23/10/2018

Brasil - A | + A

Rivalidade fora de campo 26.09.2018 | 09h39

Ex-presidente da Gaviões acusado de matar palmeirense vai a júri

Facebook Print google plus

O ex-presidente da Gaviões da Fiel, Rodrigo de Azevedo Fonseca, conhecido como Diguinho, será julgado na tarde desta quarta-feira (26). Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, Diguinho é acusado de matar a tiros o palmeirense Diogo Lima Borges, o Munhoz, durante uma briga de torcidas na estação Tatuapé do Metrô, em 2005.

 

Diguinho deverá ser julgado nesta quarta-feira, às 13h, após duas tentativas de júri, ocorridas em 2014 e 2018. Por medida de segurança, o juiz autorizou que o julgamento fosse realizado com a presença somente das partes do processo (acusação e defesa).

 

O juiz Luís Felipe Vizotto Gomes irá comandar o júri, tendo a companhia do promotor de Justiça Rubens Andrade Marconi. Pela acusação de homicídio doloso, o corintiano pode ser preso por até 20 anos.

 
 

A vítima era o chefe da principal organizada do Palmeiras e morreu baleado durante o confronto, ocorrido em 16 de outubro de 2005. O ataque havia sido previamente combinado pela internet e Munhoz foi atingido por um tiro logo depois de desembarcar do trem. Na mesma confusão, 54 torcedores acabaram detidos pela Polícia Militar por agressões com barras de ferro, pedaços de pau e pedras.

 

Em 2016, o ex-presidente da Gaviões foi espancado por palmeirenses e teve os dois braços quebrados após confronto no estacionamento de um supermercado quando estavam saindo de uma reunião entre torcidas organizadas no Fórum Criminal.

A reportagem entrou em contato com Flavio Torres, advogado do ex-presidente da Gaviões. Nenhuma das sete ligações foram atendidas. Davi Gebara, advogado que também constitui a defesa de Diguinho, alega que seu cliente não tem culpa. "O exame de balística aponta tiro de baixo para cima, significando possivelmente um tiro amigo", disse. "Ele é inocente."

  

*Com informações da Agência Estado

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre a influência das redes sociais e WhatsApp nessas eleições?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 23/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,30 -2,40%

Algodão R$ 98,91 -0,19%

Boi a Vista R$ 136,60 -0,46%

Soja Disponível R$ 71,30 0,42%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.