Cuiabá, Segunda-feira 24/09/2018

Brasil - A | + A

12.09.2018 | 16h12

Homem mata ex-mulher e se mata em distrito de Pindamonhangaba

Facebook Print google plus

O ex-jogador de futebol Rubens Pereira dos Santos, de 36 anos, amarrou e amordaçou a ex-mulher, a auxiliar de enfermagem, Tamires da Silva Bento Santos, de 30 anos, e a matou com um tiro na nuca, no fim da tarde desta terça-feira, 11, no distrito de Moreira César, em Pindamonhangaba, interior de São Paulo. Em seguida, o atirador usou a arma para se matar com um tiro na boca.

Reprodução/Facebook

O casal estava separado havia quatro meses, após 15 anos de união, e deixou um filho de 12 anos. Conforme a Polícia Civil, o homem não se conformava com a separação e exigia que a mulher o aceitasse de volta.

A tragédia assustou os moradores do distrito de Moreira César, para onde a mulher tinha se mudado após a separação. A casa, na rua Fernão Dias Paes, no bairro Ypê 2, pertence à sua mãe.

Conforme relato de testemunhas, a auxiliar de enfermagem havia feito plantão até a madrugada e dormia quando o ex invadiu a casa. Ela estava sozinha no imóvel. A vítima havia conseguido medida protetiva contra ele, pois já recebera ameaças de morte, segundo a Polícia Civil.

O caso foi registrado como feminicídio, seguido de suicídio do autor. Os corpos do atirador e da vítima passaram por exames no Instituto Médico Legal (IML) de Pindamonhangaba e serão sepultados nesta quarta-feira. Os dois sepultamentos serão realizados, em horários diferentes, no Cemitério Municipal de Pindamonhangaba.

Cárcere Privado

Um homem de 25 anos foi preso, na tarde de terça-feira, 11, suspeito de manter a mulher de 18 anos e dois filhos, com idades entre 2 e 1 ano, respectivamente, em cárcere privado, em Marília, interior de São Paulo. A família era mantida presa num cômodo estreito da casa, fechado com corrente e cadeado. A Polícia Militar foi à residência, na Vila Hípica, depois de receber denúncias de vizinhos.

Uma equipe da Delegacia de Defesa da Mulher constatou indícios de maus tratos e sinais de agressões nas crianças. A mulher contou aos policiais que era impedida de sair de casa, de cuidar da higiene pessoal dos filhos e de levá-los ao médico. A jovem alegou que foi levada da casa de sua família pelo suspeito quando tinha apenas dez anos.

A mãe e as crianças receberam atendimento médico e foram levadas para um abrigo. O suspeito ficou detido e seria levado a audiência de custódia nesta quarta-feira. Ele não teve o nome divulgado como medida de proteção aos filhos menores. 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Você já anotou os números dos seis candidatos em quem irá votar nesta eleição?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 24/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21.300 -1.160

Algodão R$ 120.630 0.130

Boi a Vista R$ 129.600 -0.310

Soja Disponível R$ 79.000 -1.250

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.