Cuiabá, Domingo 21/10/2018

Cidades - A | + A

01.09.2017 | 09h15

Ambientalistas salvam 4 filhotes de tuiuiú antes que fossem devorados

Facebook Print google plus

Quatro filhotes de tuiuiú - animal exótico símbolo do Pantanal mato-grossense - foram resgatados com vida após um ninho onde estavam cair à beira do rio Cuiabá, em Barão de Melgaço (113 Km ao Sul da capital).

Os sobreviventes, de cerca de 3 meses, estão na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Sesc Pantanal, no complexo Baía das Pedras, uma estrutura muito bonita, com aeródromo, curral, rios e corixos cheios de peixes, piranhas e jacarés, árvores típicas e muita biodiversidade.

Chico Ferreira

Assustados, ficam emitindo grunhidos

Quem resgatou os filhotes foram os guarda-parques do Sesc Pantanal.

Chico Ferreira

Cuidador mostra um dos filhotes

"O ninho estava lá, com os 4 filhotes, a mãe por perto, turistas passavam, eram levados lá para vê-los, se admiravam com eles e a gente aqui estava feliz com eles, porque é bem raro um ninho com 4 tuiuiuzinhos, geralmente vingam 2 ovos. Foi quando pessoal deu falta do ninho e fomos avisados. Corremos lá achando que já teriam sido predados, mas por sorte não, ainda estavam lá, firmes e fortes", relata a bióloga Cristina Cristina Cuiabália, gerente de pesquisa e meio ambiente do Sesc Pantanal. "Deu um vento e, como o ninho estava pesado, porque eles são fortinhos, caiu".

No chão, filhotes são facilmente predados no ambiente pantaneiro por onças, jaguatiricas e outros, mas, para surpresa de todos os envolvidos, estes escaparam.

Enrolados em lençóis, foram levados para um abrigo, até que voltem à vida silvestre, com anilhas ou seja radares nos pés, provavelmente dentro de 1 mês.


Mãe cuida do ninho por 4 meses

Veterinários da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) estão acompanhando o caso.

O auxiliar de serviços gerais Último Bomdespacho Caldas, 53, dá comida aos "hóspedes" temporários 4 vezes ao dia. "Peixes: traíras, tuviras e outros, pescados aqui mesmo", explica o cuidador.

Chico Ferreira

Foi sorte, diz bióloga Cristina

A esperança é que, com os grunhidos que emitem, a mãe consiga reencontrá-los, por instinto.
Os tuiuiús se reproduzem bem no Pantanal, conforme a bióloga Cristina Cuiabália. A fêmea bota ovos uma vez por ano. Quando adultos, chegam a alcançar 3 metros de uma asa a outra e 1,5 metro de altura. São aves de grande porte e geralmente voam baixo.

Os filhotes - assustados e meio desengonçados - ainda são preto e brancos, meio rajados. Mas, a faixa preta no pescoço, à medida que vão amadurecendo, avermelha e a cabeça fica totalmente preta, enquanto o corpo é coberto por penas brancas.

Confira o vídeo.

Divulgação Sesc Pantanal

Olha o abrigo onde os filhotes estão sendo cuidados - lugar lindo!
Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

Qual sua avaliação do governo Temer nesse final de mandato?

Parcial

Edição digital

Domingo, 21/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,45 0,49%

Algodão R$ 119,90 0,13%

Boi a Vista R$ 126,00 0,00%

Soja Disponível R$ 70,00 0,57%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.