Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 20/06/2019

Cidades - A | + A

serviço básico 10.01.2019 | 11h00

Empresa é contratada em caráter emergencial para atender Samu

Facebook Print google plus
Ana Flávia Corrêa

anaflavia@gazetadigital.com.br

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo contratou a empresa Med Security Serviços Médicos EPP para gerir os serviços do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) em Mato Grosso. O contrato, em caráter emergencial, entra em vigor a partir desta quinta-feira (10) e possui validade de seis meses, no valor de R$ 2,8 milhões.  

 

Leia também - Sem salários há seis meses, médicos do Samu pedem demissão

 

Na última segunda-feira (7), cerca de 60 profissionais pediram demissão por falta de salários, condições de trabalho e equipamentos mínimos necessários. O desligamento, contudo, segundo eles, não deve ser de forma abrupta. Eles devem deixar a função em um mês.  

 

Figueiredo explicou que a medida foi tomada para garantir a manutenção dos serviços prestados pelo Samu no Estado. Além disso, há uma discussão jurídica entre as empresas que disputam a licitação cujo objeto é a prestação deste serviço.  

 

Apesar da contratação de uma nova empresa, o secretário garantiu que os médicos que prestaram os serviços à empresa anterior serão devidamente remunerados.  

 

“Nós vamos efetuar o pagamento ou por meio do repasse devido à empresa que até então prestava o serviço ou por meio de um procedimento interno. Também sugerimos à nova empresa que contrate estes mesmos médicos para dar continuidade a este trabalho”, prometeu.

 

Impasse jurídico  

 

A licitação cujo objeto é a prestação de serviço de atendimento móvel de urgência havia sido vencida pela empresa Pró-Ativo Gestão da Saúde e Clínica Médica Ltda-Me.   

 

Todavia, o conselheiro Moisés Maciel, do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), determinou nesta semana a anulação do resultado da licitação.   

 

Ele também determinou que a empresa Neomed Atendimento Hospitalar Eireli – que havia ofertado gerenciar o serviço por um preço menor – fosse reabilitada no certame.   

 

Desta forma, o secretário Gilberto Figueiredo cumpriu a decisão e o processo licitatório voltou para a fase de habilitação, necessitando ainda de outros trâmites legais para ser novamente concluído.

 

(Com  informações da assessoria)

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

GD

GD

Publicidade

Edição digital

Quinta-feira, 20/06/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,50 0,00%

Algodão R$ 119,75 0,53%

Boi a Vista R$ 136,67 -0,02%

Soja Disponível R$ 70,50 0,71%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.