Cuiabá, Sexta-feira 19/04/2019

Cidades - A | + A

19.09.2014 | 11h19

Falta medicamento para pacientes com HIV positivo

Facebook Print google plus

Um dos remédios mais importantes para o tratamento de pacientes com HIV, falta no estoque do ambulatório do AIDS, localizado na Prainha em Cuiabá. Na tarde de ontem, o último frasco de Efavirenz foi distribuido para portadores do vírus. A Secretaria de Saúde do Estado (SES-MT) informou que até segunda-feira (22) tudo deve ser normalizado.

Segundo informações, o remédio, que faz parte do coquetel de medicamentos para portadores do vírus HIV, está em falta desde ontem na farmácia do ambulatório de AIDS de Cuiabá. Servidores da unidade de saúde denunciaram ainda que, não é a primeira vez que falta remédios no local.

Conforme o médico Ivens Scaff, o medicamento é de extrema importância para os pacientes. Caso seja interrompido, pode tornar ineficiente a operação do coquetel tomado diariamente. “A gente insiste muito no paciente para que ele não pare de tomar a medicação, porque se é uma adesão perfeita de uma maneira irregular, ele acaba eliminando os vírus sensíveis e selecionando os vírus resistentes. Então chega a um momento em que nenhum dos três remédios do esquema inicial estejam fazendo efeito para ele”.

Ele ainda explica que, após a interrupção do medicamento, o paciente pode dobrar o número de remédios ingeridos ao dia, além de desregularizar o processo de tratamento. “O esquema mais simples, ele toma apenas 4 comprimidos de uma vez a noite. Caso falhe este esquema, eu tenho paciente tomando mais de 10 drogas ao dia. Se ela fizer uma boa adesão ela pode viver uma vida normal”.

O paciente P.H.D.B., de 36 anos, é portador do vírus há dois anos. Ele disse que toma o coquetel de remédios desde que ficou sabendo da doença, e fica preocupado com a falta de medicamento no ambulatório. “É preocupante, porque se trata da saúde das pessoas. Espero que volte logo”.

Outro lado – A Secretaria de Saúde do Estado (SES-MT) informou, por meio de assessoria, que há medicamento no estoque, no entanto, houve um problema com a distribuição dos produtos aos municípios, devido ao término de contrato da empresa responsável pela disseminação.

O órgão garantiu que a partir da tarde de hoje, o medicamento Efavirenz será distribuído novamente, mas que o sistema vai se normalizar a partir de segunda-feira (19).

Acompanhe o GD também pelo Twitter: @portalgazeta

Voltar Imprimir

Comentários

Chico Ferreira

Chico Ferreira

GD

GD

Enquete

O que você pensa sobre a obsessão por tirar selfies?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 19/04/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 17,85 -0,83%

Algodão R$ 93,75 -0,18%

Boi a Vista R$ 130,56 0,00%

Soja Disponível R$ 66,40 0,15%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.