Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 24/06/2019

Cidades - A | + A

Pagando as dívidas 14.12.2018 | 07h28

Governo firma acordo com fornecedores de alimentação do sistema penitenciário

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

O Governo de Mato Grosso, por meio das secretarias de Fazenda (Sefaz) e de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), firmou um acordo para o pagamento de R$ 8,1 milhões aos fornecedores de alimentos do Sistema Penitenciário e Socioeducativo de Mato Grosso referentes à parcela de dezembro de 2018. Nesta sexta-feira (14) serão pagos R$ 4 milhões e outros R$ 4,1 milhões na quarta (19), totalizando a parcela que estava prevista para ser paga no dia 21 de dezembro.

 

Leia também - TCE proíbe prefeito de colocar Empresa Cuiabana de Saúde para administrar novo Pronto-Socorro

 

Ficará remanescente o valor de R$ 14 milhões, considerando todos os pagamentos de alimentação a realizar até novembro, que será quitado com o repasse do Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX). Com isso, o Governo ficará em restos a pagar apenas o mês de dezembro de 2018.

 

O acordo foi firmado durante reunião realizada nesta quinta-feira (13) com o grupo de representantes das empresas que fornecem a alimentação às unidades prisionais. Participaram ainda do encontro o deputado estadual Eduardo Botelho, o vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional de Mato Grosso (OAB-MT), Flávio Ferreira, equipe da secretaria adjunta Sistêmica da Sejudh, o secretário de Estado de Comunicação Marcy Monteiro e a equipe técnica da Sefaz.

 

“Foi um acordo celebrado com muito diálogo, respeito, verdade e transparência, demonstrando que hoje os recursos que o Estado têm, sem o FEX, permitem pagar apenas R$ 8 milhões, que é o que estava inicialmente previsto”, explicou o secretário de Fazenda, Rogério Gallo. O gestor ressaltou ainda o compromisso do Governo em priorizar o setor e honrar pelo menos um pagamento mensal apesar da crise financeira.

 

“É importante dizer que neste ano nós pagamos parcelas de 2018 e também de restos a pagar de 2017, mesmo com toda a dificuldade financeira, sobretudo por conta da greve dos caminhoneiros”, ponderou Gallo, relembrando que Mato Grosso foi um dos Estados que mais sofreram no setor econômico com a paralisação dos caminhoneiros, ocorrida entre o fim de maio e início de junho.

 

Em relação aos restos a pagar, o futuro secretário de Segurança Pública Alexandre Bustamante confirmou o compromisso da gestão do governador eleito Mauro Mendes em cumprir o acordo entre o Tesouro do Estado e os representantes dos fornecedores. “Os compromissos assumidos pelo Tesouro serão cumpridos na próxima gestão”, afirmou Bustamante, numa breve participação por telefone.

 

O secretário de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Fausto Freitas, também participou da reunião e destacou o bom diálogo com os fornecedores. “Nossa equipe já vem periodicamente se reunindo com os fornecedores, colocando a situação do Estado, sempre buscando o diálogo para a solução dos problemas. Por outro lado, os fornecedores também vêm entendendo a situação de crise que o Estado passa e têm sido parceiros para a manutenção dos serviços essenciais”.

 

Para o empresário Cristiano Milhomem, que representou o grupo de fornecedores na reunião, o acordo foi bem-aceito e foi a melhor proposta recebida até o momento. Cristiano, que atende duas unidades do interior, afirmou que com a confirmação do FEX será possível honrar todos os compromissos firmados até o mês de novembro.

 

“Agora demonstraremos aos nossos fornecedores essas datas que foram definidas, dar uma resposta a eles, e aguardar o Governo confirmar a liberação do FEX. Com a entrada desse recurso conseguiremos fechar os pagamentos até o mês de novembro, então a expectativa é grande”, pontuou o empresário.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

GD

GD

Enquete

O que você pensa sobre a recuperação dos canteiros por onde deveria passar o VLT?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 24/06/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,00 -0,99%

Algodão R$ 92,97 -0,23%

Boi a Vista R$ 136,33 0,37%

Soja Disponível R$ 68,80 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.