Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 15/07/2019

Cidades - A | + A

CAOS NA SAÚDE 08.01.2019 | 15h26

Governo garante serviço do Samu e diz que pagamento de médicos está dentro do prazo

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

A Secretaria Estadual de Saúde afirmou, por meio de nota, que após uma reunião com os médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), realizada ainda na manhã desta terça-feira (8), os serviços de urgência e emergências serão mantidos, sem prejuízo à população. Isso porque 60 médicos anunciaram em carta aberta o pedido de demissão devido ao atraso de 6 meses no pagamento de salários e as péssimas condições de trabalho.

 

Leia também -  Sem salários há seis meses, médicos do Samu pedem demissão

 

Apesar da angústia relatada pelos profissionais pela falta de salários, de acordo com o secretário, Gilberto Figueiredo, os pagamentos se encontram dentro do prazo, que é de 90 dias. “Até o mês de agosto foram liquidados todos os débitos com a empresa Universal Med que prestava serviços ao Samu e houve também por determinação da justiça o depósito em uma conta judicial do valor de R$ 406.899,03”, diz trecho da nota.

 

Ainda conforme a secretaria foi feito o pagamento do mês de setembro à empresa Proclin que substituiu a Universal MED e o mês de outubro já está empenhado e liquidado para pagamento, assim que for aberto o orçamento.

 

Sobre as péssimas condições de trabalho relatada pelos médicos, o que inclui a falta de ambulâncias, macas, medicamentos e luvas, como citado, a SES lembrou que em 2018 houve a renovação de 100% das frotas, sendo que em maio foram incorporadas 8 novas ambulâncias.

 

No final de dezembro foram entregues mais 6 ambulâncias novas ao Estado. Na Baixada Cuiabana atuam na Capital 6 ambulâncias, sendo 2 avançadas e 4 básicas, distribuídas em 6 bases: 3 ambulâncias em Várzea Grande (2 básicas e 1 avançada) e também 1 base em Poconé e outra em Chapada dos Guimarães. Para atender as ocorrências, o Samu conta ainda com mais 5 ambulâncias reservas.

 

A ambulância avançada é composta por condutor, médico e pessoal da enfermagem e a ambulância básica é integrada por condutor e pessoal da enfermagem, sendo um enfermeiro e um técnico de enfermagem ou dois técnicos de enfermagem. Em um período de 24 horas 11 médicos estão à disposição e este número inclui 5 profissionais que ficam na Central de Regulação, dos quais 3 no período diurno das 7h às 19h e mais 2 no período noturno das 19h ás 7h.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

GD

GD

Enquete

O Congresso Nacional deve aprovar a lei que regulamenta a educação domiciliar?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 15/07/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,20 0,50%

Algodão R$ 100,28 -0,28%

Boi a Vista R$ 132,81 0,18%

Soja Disponível R$ 66,30 0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.