Publicidade

Cuiabá, Domingo 15/09/2019

Cidades - A | + A

DINHEIRO EXTRA 13.09.2019 | 18h42

Mato-grossenses lotam banco para sacar FGTS nesta sexta

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

Os primeiros mato-grossenses a receber até R$ 500 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) tiveram os valores depositados em suas contas nesta sexta-feira (13). Seguindo o calendário de nascimento, a Caixa vai iniciar o depósito automático para quem tem conta poupança. Nas agências da Caixa Econômica da capital, a abertura começou mais cedo, às 9 horas, para garantir atendimento às longas filas de quem procura o benefício.

 

O banco fará o depósito automático para quem tem conta poupança no banco, seguindo calendário do mês de nascimento do trabalhador. Quem nasceu em janeiro, fevereiro, março e abril recebe primeiro. Os próximos a ter acesso ao saque serão os nascidos em maio, junho, julho e agosto, no dia 27 deste mês. Em seguida, no dia 9 de outubro, recebem os nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro.

 

Leia também - Peritos americanos chegam a MT para combater incêndios florestais

 

Estima-se que R$ 400 milhões circularão em Mato Grosso por conta de tais saques. O funcionário Adenilson Brito foi nesta manhã na agência da Caixa Econômica na Morada do Ouro sacar o seu FGTS.

 

Nascido em março, ele diz que ficou sabendo do saque pelo aplicativo da Caixa, e em seguida ligou no número 0800 724 2019. Antes de terminar a pergunta sobre o que ele faria com o dinheiro, ele responde: “pagar as contas!”.

 

O vigilante Albertino Antunes ficou sabendo do saque por meio da imprensa. Nascido em fevereiro, ele é um dos 9,7milhões de brasileiros (cerca de 38%) que usaram o dinheiro do FGTS para quitar dívidas, conforme pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

 

“Eu vou pagar dívida, né? Umas coisinhas que estão pendentes ai, pra colocar em dia”, esclarece, enquanto espera na fila. “Eu sempre trabalho. A gente sempre tem o desejo de utilizar pra alguma finalidade, é uma oportunidade que a gente tem agora de fazer alguma transação. Foi bom pra mim”, disse.

 

Já a auxiliar de serviços gerais, Sheila Regina da Silva, que é nascida em janeiro, faz parte da parcela de 1/3 que vão guardar ou investir o dinheiro. “Dependendo da quantia que sair, vou arrumar minha casa. Pra gente foi um motivo de alegria, uma benção. Esse dinheiro extra já vai ajudar”, diz, sobre os R$ 500 liberados.

 

O anúncio da liberação do FGTS foi feito pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), em junho. A liberação de recursos do FGTS e do PIS totalizará R$ 42 bilhões até o fim do ano que vem.

 

Segundo a Caixa, cerca de 33 milhões de trabalhadores receberão o crédito automático na conta poupança. Os clientes do banco que não quiserem retirar o dinheiro têm até 30 de abril de 2020 para informar a decisão em um dos canais divulgados pela Caixa: site, Internet Banking ou aplicativo no celular.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Turismo internacional cresce no mundo, mas recua no Brasil segundo a Organização Mundial do Turismo. Qual a principal causa?

Parcial

Edição digital

Domingo, 15/09/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23,70 -0,42%

Algodão R$ 92,78 -0,09%

Boi a Vista R$ 135,65 -0,21%

Soja Disponível R$ 68,10 0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.