Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 15/07/2019

Cidades - A | + A

26.12.2015 | 10h58

Movimento comunitário se une a empresários na luta contra o aumento do IPTU

Facebook Print google plus

As entidades que representam o segmento do comércio se manifestaram contra a revisão da planta genérica, que altera os valores do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) pagos pelos contribuintes.

Representados por três federações (Fecomércio, FCDL e Facmat) e 20 Sindicatos os empresários do segmento do comércio refutaram qualquer possível aumento em tributos nesse momento.

“Já nos manifestamos através de uma Carta Aberta ao prefeito, para que ele se sensibilize e avalie o impacto dessa decisão, vivemos um momento econômico completamente desfavorável, nós não suportamos mais arcar com esse ônus”, destacou o vice-presidente da CDL Cuiabá, Célio Fernandes.

Numa reunião ocorrida na quinta-feira (24), véspera de Natal, na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas o presidente da Femab (Federação Mato-grossense das Associações de Moradores de Bairros) se uniu oficialmente ao setor empresarial para fazer o enfrentamento contra a medida do prefeito Mauro Mendes.

Participaram da reunião o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso (Fecomércio) Hermes Martins, o vice-presidente da CDL Cuiabá, Célio Fernandes e o presidente da Femab, Walter Arruda.

“Eu estou somando forças às entidades representativas do comércio e convoco a todas as instituições, entidades da sociedade civil organizada que defendem o direito do cidadão a se unir a nós nessa luta contra esse aumento que irá sacrificar ainda mais a população”, destacou Walter Arruda.

O presidente da Fecomércio, Hermes Martins, destacou que a união com o movimento comunitário que representa 92% da população mostra ao prefeito e vereadores que é uma decisão completamente inapropriada nesse momento. “Não é só o empresário que está sofrendo com essa carga exaustiva, espero que o prefeito e os vereadores avaliem essa medida e levem em consideração a situação econômica”, reafirmou o presidente da Fecomércio.

Na próxima segunda-feira (28.12), às 10 horas, as entidades representativas do comércio e do movimento comunitário, vão conceder entrevista coletiva à imprensa , na sede da Fecomércio, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça.

De acordo com informações divulgadas na imprensa o prefeito de Cuiabá Mauro Mendes convocou a Câmara Municipal para votar em regime de urgência e urgentíssima na próxima terça-feira (29) em Sessão Extraordinária.

“Compreendemos que mais uma vez o prefeito de Cuiabá está aderindo à velha prática de tentar aprovar na calada da noite, por ser na semana entre Natal e Ano Novo, período de recesso, medidas que vão impactar negativamente na vida de todo cidadão”, destacou Walter Arruda.
 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

GD

GD

Enquete

O Congresso Nacional deve aprovar a lei que regulamenta a educação domiciliar?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 15/07/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,95 -0,23%

Algodão R$ 92,48 0,51%

Boi a Vista R$ 131,00 0,00%

Soja Disponível R$ 66,60 0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.