Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 22/07/2019

Cidades - A | + A

PRESOS TRANSFERIDOS 05.05.2019 | 11h30

Para não contratar profissionais, governo fecha cadeia de Aripuanã

Facebook Print google plus

Otmar de Oliveira

Otmar de Oliveira

A Cadeia Pública de Aripuanã (1.002 km a Noroeste de Cuiabá) está sendo desativada pelo Governo do Estado. Os 39 detentos que lá estão, serão transferidos para Juína e Colniza.

 

Essa foi à forma encontrada pelo executivo de driblar a crise financeira, bem como uma ação judicial que determinou a contratação de 18 agentes penitenciários, um médico e um enfermeiro para atuarem na unidade. 

 

Leia também - Delações de réus envolvem políticos com foro privilegiado 

 

“A nomeação de servidores encontra-se vedada pelos Decretos nº 07 e 08 de janeiro de 2019, que tratam da decretação e medidas diante da situação de calamidade financeira”, destacou o oficio da Secretaria de Estado de Segurança Pública.

 

 O Sindicato dos Servidores Penitenciários de Mato Grosso (Sindspen-MT) se manifestou contrário ao fechamento da unidade e neste domingo (05), divulgou uma nota em nome dos servidores que atuam em Aripuanã. 

 

Em um dos pontos, eles alertam para a capacidade do Centro de Detenção Provisória de Juína, que deve ser ocupado por 153 recuperandos, mas que até na última sexta-feira (02), tinha 218 pessoas privadas de liberdade.

 

O que já representa uma superlotação, que se agravará com o recebimento dos recuperando de Aripuanã”, destacam. 

 

Também alertam para a sensação de instabilidade que a população do município sente na Segurança Pública, já que as policiais Civil e Militar atuam com efetivo e viaturas insuficientes.

 

“Cogitar a desativação da unidade prisional seria um desacerto”, citam. Para o sindicato, há outas maneiras de atingir o efetivo ideal, sem desativar a unidade. 

 

Apesar de não ter dado um prazo para que as transferências sejam feitas, a Justiça já começou a notificar as unidades dos municípios citados.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

GD

GD

Enquete

Sobre a entrada no Brasil de companhias aéreas internacionais você acha que:

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 22/07/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,10 -0,55%

Algodão R$ 89,64 -0,46%

Boi a Vista R$ 132,75 0,19%

Soja Disponível R$ 66,10 0,30%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.