Cuiabá, Quarta-feira 19/09/2018

Cidades - A | + A

09.07.2018 | 13h50

Patriarca é assassinado e família pede Justiça e ajuda para se manter

Facebook Print google plus

Quase 40 dias após o assassinato de Jovino Benedito da Cunha Rondon, 53, a família do trabalhador braçal lamenta que os suspeitos ainda não foram presos e pede doações de alimentos e remédios para se manter. A viúva Maria de Fátima, 53, mora com os 5 filhos, 12 netos e 1 bisneto em uma casa na Cohab Residencial São Mateus, em Várzea Grande.

Arquivo Pessoal

“Não sei mais o que fazer, depois que meu marido morreu não tenho mais quem me dá de comer. Só se tomar veneno pra dar um jeito nisso. Os assassinos dele estão todos soltos e a Justiça não fez nada até agora”, desabafou Maria de Fátima, portadora de diabetes tipo 2, catarata, glaucoma, osteoporose e outros agravantes como problemas no coração e colesterol.

Leia também - Sejudh decide aguardar laudo para se pronunciar sobre morte de preso

Segundo Ana Júlia, 23, uma das filhas do casal, o pai era quem garantia os mantimentos na casa todo mês. “Ele fazia várias coisas: carpia, roçava, fazia cercas, cuidava de sítios e chácaras. Além de manter a casa, ele também pagava curso para minha irmã caçula e as despesas com passagens”, relatou.

Jovino Benedito foi morto no dia 27 de maio deste ano. A família conta que ele fazia diárias em um sítio na comunidade do Sadia 3, em Várzea Grande. Um homem junto com um colega teria chamado a vítima para pegar peixes em uma represa. Após pegar os peixes, a vítima percebeu que se tratava de um furto.

Quando voltou no sítio para receber a diária, no valor de R$ 800, o homem foi assassinado por 3 suspeitos. A informação da família é de que os criminosos fizeram uma espécie de “queima de arquivo”, para que Jovino não denunciasse.

Um adolescente de 16 anos chegou a ser detido fugindo para a Bolívia e confessou a execução junto a outros 2 homens. Segundo ele, o crime foi motivado porque eles tinham furtado peixe da vítima que estava comentando sobre o crime na comunidade. Outros 2 suspeitos prestaram depoimento na delegacia, porém negaram a autoria do crime e foram liberados.

“Não sei o que eles [do Ministério Público] estão esperando. Queremos que esses criminosos sejam presos o quanto antes. Eles estão nos deixando atormentados, eles já foram atrás do meu marido e de um primo nosso para ameaçar. Precisamos que a Justiça faça alguma coisa para termos sossego”, apela Ana Júlia.

Para que a família consiga se reestruturar, Ana Júlia e Maria de Fátima pedem doações de mantimentos e remédios para a viúva, que também necessita de alimentação especial. “Minha mãe usa dois tipos de insulina, a regular e a NPH, além de outros remédios controlados. A alimentação dela também precisa de bastante frutas e verduras e as crianças de leite”, lembra.

Ana Júlia se coloca à disposição para trabalhar. Apesar de já ter experiência como caixa de mercado, ela afirma estar disponível para desempenhar outras funções desde que tenha um emprego que possa ajudar na casa. “Para mim não tenho nenhuma exigência. Preciso de um emprego. Até agora temos sobrevivido com ajuda de outros familiares que nos deram um sacolão”, relata.

Sem conta bancária, a família deixa apenas um telefone de celular para quem puder entrar em contato e oferecer ajuda (65) 9 9250-0337 e o endereço da casa, localizada na rua G, quadra 13, n° 30, no Residencial São Mateus, para quem quiser mandar alguma doação.

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Você sabe o que é o voto útil?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 19/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21.300 -2.740

Algodão R$ 116.640 1.070

Boi a Vista R$ 126.750 -0.590

Soja Disponível R$ 69.500 0.000

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.