Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 23/07/2019

Cidades - A | + A

em frente à valley 18.06.2019 | 19h41

Perícia aponta que bióloga que atropelou jovens estava a 57km/h

Facebook Print google plus
Ana Flávia Corrêa

anaflavia@gazetadigital.com.br

Divulgação

Divulgação

Análise de vídeos do atropelamento de três jovens em frente à boate Valley Pub, na avenida Isaac Póvoas, em dezembro de 2018, concluiu que o veículo da bióloga Rafaela Screnci estava a 57 quilômetros por hora, por margem de erro de até 6 quilômetros. Apontamento é da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

 

Leia também - Juiz remarca audiências do caso Scheifer para dezembro

 

Na ocasião, Myllena Inocêncio, 21, morreu na hora. Ramon Alcides, 25, e Hya Girotto, 22, foram encaminhados ao hospital. Ramon teve traumatismo craniano e morreu na unidade hospitalar. Hya foi a única sobrevivente. 

 

Cálculo de velocidade consiste na determinação da distância percorrida pelo veículo em um determinado intervalo temporal. São consideradas conceitos de física e de processamento digital de imagens. 

 

Perícia anterior feita no local logo após o acidente apontou que o veículo estava a 54 quilômetros por hora, com margem de erro de 4 quilômetros para mais ou para menos. Na ocasião, foram analisados os vestígios encontrados no local. 

 

O laudo pericial evidenciou que o fator humano, relacionado aos comportamentos do condutor do veículo atropelador e das pessoas atropeladas, contribuiu para o acidente.  

 

O caso   

 

Myllena Inocêncio, 22, Ramon Alcides, 25 e Hya Girotto, 21, saíam da casa noturna Valley Pub na madrugada do último domingo (23), às 5h50, quando foram atropelados pela professora de biologia Rafaela Screnci, 33.  

 

De acordo com informações da Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), a condutora da caminhonete trafegava pelo sentido bairro-centro quando atingiu os pedestres. Eles foram socorridos pela equipe médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhados para o Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá.   

 

Rafaela se negou a fazer o teste de bafômetro e foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) para fazer exames clínicos e, em seguida, conduzida para Central de Flagrantes para medidas criminais e administrativas.      

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

aparecido marques viana - 19/06/2019

reportage tendencioza nao fala quantos quilometros por hora e permetido

1 comentários

1 de 1

GD

GD

Enquete

Sobre a possível liberação de recursos das contas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS)

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 23/07/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,20 -0,49%

Algodão R$ 92,58 -0,51%

Boi a Vista R$ 134,50 0,20%

Soja Disponível R$ 68,15 0,52%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.