Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 22/05/2019

Cidades - A | + A

03.07.2017 | 17h50

Promotor tem novo surto e agride enfermeiros em hospital

Facebook Print google plus

O promotor de Justiça, Fábio Camilo da Silva, teve novo surto e atacou enfermeiros do Hospital Regional de Sinop (500 Km ao Norte) durante a madrugada desta segunda-feira (3). Ele foi encaminhado ao hospital após se machucar em uma das três confusões que se envolveu em menos de 24 horas neste final de semana.

Facebook

Promotor Fábio Camilo é internado em hospital e tem novo surto 

Fábio feriu a perna quando quebrou a porta de vidro de uma emissora de televisão em um dos seus acessos de raiva. Ele foi encaminhado ao hospital, no domingo (2), onde foi sedado para conter sua agressividade e para aplicação de medicamentos.

Leia mais - Promotor com sinal de embriaguez xinga e humilha policial e fica solto

No entanto, ao acordar da sedação por volta das 2h30 de hoje, ele se soltou das amarras que o seguravam a maca e apresentou comportamento violento, além de estar “evasivo e com pensamentos e diálogos sem sentido”, de acordo com o boletim de ocorrência.

A Polícia Militar foi acionada e, por solicitação da equipe de enfermagem, usou de força moderada para conseguir realizar a imobilização dos braços e pernas do promotor, bem como algemar seus braços a extremidade da maca.

A medida foi necessária para que fosse possível a sedação e aplicação de outros medicamentos, pois em todas as tentativas anteriores o promotor agredida a equipe de enfermeiros.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, somente às 4h30 o promotor adormeceu. Os policiais militares que atenderam a ocorrência permaneceram no hospital para prestar apoio, caso necessário.

Afastamento – O promotor atuava em Guarantã do Norte (715 Km ao Norte de Cuiabá) e estava em estágio probatório. Ele é acusado de embriaguez ao volante e de ter reagido com violência e desacato aos policiais militares após ser abordado na BR-163,  na saída de Terra Nova do Norte 675 Km ao Norte de Cuiabá), no sábado (1).

Ele teria tentado retirar por várias vezes à arma do soldado, a dar uma "gravata" no mesmo e o ameaçá-lo de morte. Além disso, ele teria tentado tirar o quepe do policial e jogá-lo ao chão.

Reprodução

Promotor é acusado de desacato aos policiais

Dentro do carro do promotor, a PM recolheu uma garrafa de amarula vazia, uma garrafa de wisky Grand Old vazia, uma garrafa de vidro de líquido não identificado, uma garrafa de vinho, três latas de energéticos e uma camiseta rasgada.

Após o ocorrido, o  Ministério Público Estadual (MPE) determinou seu afastamento temporário e publicou uma portaria revogando a designação para o município. Com isso, seu cargo fica à disposição do órgão.

Leia mais - Promotor corre risco de perder salário de R$ 24 mil

Além disso, o Conselho Superior do MPE vai analisar todo o caso em reunião extraordinária na terça-feira (4) e deliberar sobre o futuro do promotor, que pode sofrer um procedimento administrativo disciplinar e ser demitido do cargo. O procurador-geral de Justiça, Mauro Curvo, também vai viajar para Sinop para acompanhar in loco todo o ocorrido.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

GD

GD

Publicidade

Enquete

Pensa ser possível a reabilitação de agressores de mulheres?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 22/05/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,95 0,25%

Algodão R$ 90,52 -0,22%

Boi a Vista R$ 138,00 0,00%

Soja Disponível R$ 65,30 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.