Cuiabá, Segunda-feira 22/10/2018

Cidades - A | + A

31.10.2017 | 10h43

Protesto de servidores do Detran tem confusão com PM, gás de pimenta e 3 prisões

Facebook Print google plus
Oliveira Júnior/Reprodução

Atualizada às 12h55 - O clima esquentou e houve confusão entre policiais militares e servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) que realizam protestos nas imediações do Palácio Paiaguás, sede do governo do Estado na manhã desta terça-feira (31). Um vídeo gravado por participantes da manifestação mostra os policiais usando spray de pimenta contra servidores e conduzindo uma mulher algemada para a viatura. Veja o vídeo no final da matéria.

Nas imagens também é possível ver que os ânimos estão bastante exaltados. O vídeo ainda mostra outro servidor que participa do protesto sendo imobilizado por um policial através de um golpe “mata leão”, no qual o policial coloca o braço em volta do pescoço do homem que tenta, sem sucesso, se soltar. Ao mesmo tempo, ouve- muita gritaria de outros servidores dizendo que o rapaz está passando mal. No entanto, o policial não o libera.

Leia também - Greve chega ao 40º dia com 54% das agências fechadas

De acordo com a assessoria de imprensa do Sindicato dos Servidores do Detran (Sinetran-MT), a Polícia Militar fechou os portões do Palácio Paiaguás e os servidores fecharam a rua. “A polícia está ameacando prender os servidores”, diz a assessoria ao confirmar que os PMs, além de levarem os servidores detidos, jogaram gás lacrimogêneo e spray de pimenta nos participantes do ato.

Cerca de 50 policiais militares estão no local. Os servidores, que estão em greve há quase 50 dias, reivindicam reajuste salarial e estão pressionando o governo a atender o pedido. Por sua vez, o governo não vem sinalizando que vai atender a reivindicação.

Por enquanto, o Gazeta Digital conseguiu confirmar a detenção de 3 servidores: Marcos Antônio Moreira Alves, Caterine Suzarte e Israel Lima.

A greve dos servidores do Detran começou no dia 11 de setembro e atinge todas as unidades da autarquia em Mato Grosso. O governo, considera a greve política, alega que não tem recursos para melhorar o salário da classe e recorreu ao Tribunal de Justiça para que a paralisação fosse declarada ilegal, mas o Judiciário negou o pedido do governo, não declarou a ilegalidade da greve e não autorizou o governo a cortar ponto dos servidores. Assim, eles prosseguem de braços cruzados.

Os servidores presos foram conduzidos para a Central de Flagrantes no bairro Planalto. A presidente do Sinetran, Daiane Renner, está indo para a delegacia com a assessoria jurídica para tentar resolver a situação.

A Polícia Militar e o governo do Estado ainda não se manifestaram sobre o protesto e a confusão que terminou em prisões e uso de força contra servidores.

Pai de servidora também é preso e deputados vão à delegacia intermediar tensão

Divulgação

Deputados Allan Kardec e Janaina Riva na Central de Flagrantes

Por volta das 12h, o pai da servidora que havia sido presa, foi até a Central de Flagrantes para tentar ver a filha e também recebeu voz de prisão. O motivo é que ele teria se exaltado com os policiais.

Diante do episódio, os deputados Allan Kardec (PT) e Janaina Riva (PMDB), ambos opositores ao governador Pedro Taques (PSDB) na Assembleia Legislativa, foram para a delegacia para tentarem ajudar os servidores. Após isso, os 3 servidores que tinham sido presos assinaram um Termo Circunstaciado (TCO) e serão liberados. 

 (Colaboração de Oliveira Júnior, da TV Record Cuiabá)

 

                

Voltar Imprimir

Comentários

jose antonio silva - 31/10/2017

É EM HORA DESSAS QUE SE TEM MAIS VERGONHA DA POLICIA QUE TEMOS! DEFENDENDO UM GOVERNADOR PILANTRA E INCOMPETENTE, COMO SE ELES PRÓPRIOS (OS PM's) TAMBÉM NÃO FOSSEM SERVIDORES E QUE ESSE PILANTRA QUE ELES DEFENDEM OS MALTRATAM MAIS QUE OS DEMAIS, OS CIVIS! A POLICIA EXISTE PARA PRENDER CRIMINOSOS (ENTRE OS QUAIS ESTÁ O GOVERNADOR), DEFENDENDO A POPULAÇÃO HONESTA, A POPULAÇÃO HONESTA, NÃO A PILANTRADA!

1 comentários

1 de 1

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre a influência das redes sociais e WhatsApp nessas eleições?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 22/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,80 1,40%

Algodão R$ 97,86 0,17%

Boi a Vista R$ 135,60 -1,02%

Soja Disponível R$ 70,50 0,71%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.