Cuiabá, Quinta-feira 21/02/2019

Cidades - A | + A

IPIRANGA E MARIA TAQUARA 10.02.2019 | 08h42

Reformas de pontos ônibus estão sem prazo de conclusão

Facebook Print google plus
Gizele Carvalho

gizele@gazetadigital.com.br

Otmar de Oliveira

Otmar de Oliveira

Com a inauguração prevista para o mês passado, a reforma do ponto de ônibus da Praça Ipiranga, localizada no centro de Cuiabá, entre as avenidas 13 de Junho, Prainha e Generoso Ponce, continua sem conclusão. 

 

A obra dura mais de um ano e a entrega estava prevista para o mês de janeiro. O projeto prevê um terminal climatizado. 

 

O projeto de climatização é de responsabilidade da Prefeitura de Cuiabá, por meio de uma parceria entre as Secretarias Municipais de Serviço Urbano e Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano.

 

De acordo com o diretor de Transporte, Nicolau Budib, a entrega da estação da Praça Ipiranga foi adiada para o mês de março devido se tratar de um espaço tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). 

 

Conforme ele, a obra depende de uma série de avaliações criteriosas do órgão.“A cada pedido de correção no projeto, há uma mudança no prazo de entrega, garantindo a preservação do patrimônio”, afirmou Nicolau.

 

Além do prazo estourado da Estação da Praça Ipiranga, a prefeitura não cumpriu com a entrega da reforma do ponto de ônibus da praça Maria Taquara, que também está localizada no Centro de Cuiabá. O prazo era 10 de janeiro. A obra sem conclusão completa neste mês de fevereiro um ano e 3 meses.

Otmar de Oliveira

Ponto de ônibus da Praça Maria Taquara

 

 

 Mas, segundo o como diretor de Transporte, a base que abrigará as parada, será entregue neste mês. Ele informou que houve um erro de projeto.“A prefeitura determinou que os contêineres chegassem para dar maior conforto à população, houve o entendimento de que não faria sentido manter a praça da forma como estava. Portanto, começamos também a reforma do espaço. Esse fator também contribuiu para o atraso, assim como as fortes chuvas registradas nos últimos meses. É preciso considerar ainda a inclinação da área e necessidade de adequação para que os pontos possam acompanhar o elevador dos ônibus”, esclareceu o diretor de transporte.

 

A revitalização tem como objetivo transformar o ponto de ônibus em uma estação climatizada semelhante ao que foi entregue na Praça Alencastro. Porém, com a obra inacabada quem tem sido penalizado são os 28 mil usuários de transporte coletivo de Cuiabá e Várzea Grande que trafegam pela região diariamente.  

 

 

Voltar Imprimir

Comentários

Chico Ferreira

Chico Ferreira

GD

GD

Enquete

Trocaria a energia elétrica pela energia solar em sua casa?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 21/02/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,05 1,33%

Algodão R$ 93,89 0,97%

Boi a Vista R$ 130,00 0,00%

Soja Disponível R$ 69,60 -0,71%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.